PUB


Anfetaminas: mecanismos neurais e potencial de abuso

2017
leonardocunha.mr@gmail.com


A- A A+
Anfetaminas: mecanismos neurais e potencial de abuso

O presente estudo teve por objetivo discutir os mecanismos neurais envolvidos no uso de anfetaminas, ampliando a discussão para o potencial de abuso envolvido com tal substãncia, bem como medidas de políticas públicas viáveis ao manejo de usuários da mesma. Trata-se de uma revisão narrativa da literatura, conduzida nas bases de dados PubMed e SciELO. Os estudos encontrados na presente revisão mostram que o sistema dopaminérgico é um dos principais mecanismos neurais envolvidos no uso de anfetaminas. Por conta do envolvimento dopaminérgico, o uso de anfetamina causa sensação de prazer, euforia e, consequentemente, um efeito reforçador que leva o sujeito a buscar repetir a experiência. Uma vez continuado o uso, o sujeito apresenta crescente comprometimento da tomada de decisão, manutenção e conclusão de objetivos e prejuízos no controle inibitório. Por conta destes achados, pode-se concluir que as anfetaminas são drogas com um potencial de abuso bastante elevado, cuja intensidade requer medidas de políticas públicas visando prevenção do uso e prmoção de práticas assertivas de manejo clínico dos sujeitos usuários de anfetamina.

 Ler texto integral em PDF