Défice de atenção e hiperatividade: da definição ao tratamento

2017
josesousa.psi@gmail.com
Psicólogo. Mestre em Psicologia pela UTAD. Formação e Experiência Profissional no Âmbito da Psicologia Clínica e Educacional

A- A A+
Défice de atenção e hiperatividade: da definição ao tratamento

Os problemas ao nível da atenção condicionam a vida do indivíduo e a sua adaptação. A PHDA é uma Perturbação do Neurodesenvolvimento com origem neurobiológica, que se caracteriza por manifestações persistentes de desatenção e/ou impulsividade-hiperatividade. A intensidade das manifestações é mais frequente e severa comparativamente ao normal para uma determinada idade e nível de desenvolvimento. Esta perturbação é etiologicamente multideterminada. O diagnóstico da PHDA tem de ser realizado tendo em consideração várias fontes e contextos (família, professores, escola, profissionais de saúde). Os comprometimentos da problemática verificam-se a vários níveis: problemas escolares, sociais, emocionais, laborais, legais e familiares. Esta perturbação necessita de uma abordagem global e multidisciplinar para ser tratada, que inclui intervenções farmacológicas e psicossociais. Existem também estratégias que poderá utilizar para auxiliar a criança a minimizar as dificuldades em manter a atenção e ajustar o comportamento.

 Ler texto integral em PDF