O existencialismo filosófico e a primeira clínica de Jacques Lacan

2017
drastf-ms@yahoo.com.br
Psicóloga. Doutoranda em Filosofia. Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem. Especialista em Psicologia da Saúde (Brasil)

A- A A+
O existencialismo filosófico e a primeira clínica de Jacques Lacan

Este artigo apresenta brevemente as principais características do movimento existencial na filosofia com o objetivo de discutir, na sequência, como o psicanalista francês Jacques Lacan, no início dos anos 50 do século passado, apropria-se de noções criadas por Martin Heidegger, ao mesmo tempo em que se opõe a teses fundamentais desenvolvidas por Jean-Paul Sartre. Por fim, o trabalho procura sublinhar como o existencialismo filosófico auxilia Lacan a formular qual seria propriamente a tarefa do tratamento analítico no contexto da primeira clínica do autor.

 Ler texto integral em PDF