Impactos da não pertença a uma organização laboral

2003
pattaraujo@gmail.com
Licenciada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

Relatório da Investigação realizada para a Unidade Curricular de ´Seminário´, pertencente ao 5.º ano da Licenciatura em Psicologia

A- A A+
Impactos da não pertença a uma organização laboral Nova página 1

A organização laboral é uma grande potência na regulação social do indivíduo e na sua própria socialização, aculturando-o, fazendo com que ele se identifique com ela e tornando-a o seu grupo de pertença, contribuindo para a evolução da empresa e de si próprio (Câmara, Guerra & Rodrigues, 1998). Sabemos que a não-pertença a uma organização laboral, seja por não conseguir arranjar emprego seja por estar desempregado, acarreta impactos para o ser humano, e são esses que nos propomos aprofundar. Assim, pretendemos responder às seguintes questões de investigação: (a) Que sentimentos experienciam as pessoas quando desempregadas, (b) Que consequências a nível psicológico e social e sentem e (c) como lidam as diferentes pessoas desempregadas com essas consequências. O método escolhido foi o estudo de caso múltiplo (Yin, 1994). Especificamente, iremos utilizar o estudo de caso exploratório, já que o objectivo é explorar os impactos do desemprego com algum detalhe num número restrito de casos e procurar consequências até aqui não exploradas em pormenor. Para isso recorremos ao método de ´histórias de vida´ na vertente da psicobiografia e à entrevista anti-directiva temática como técnica de recolha de dados (Poirier, Clapier-Valladon, & Raybaut, 1999). Foram realizadas entrevistas com quatro sujeitos, desempregados, com idades entre os 18 e os 49 anos, e depois procedeu-se à análise de conteúdos das transcrições. Conclui-se que os entrevistados não estavam a relevar sentimentos e vivências aprofundadas acerca de experiência de desemprego e reflectimos sobre o que poderá ter causado esta situação. Concluímos que a integração num curso de formação profissional serviu de apoio social e esbateu os efeitos do desemprego. Terminamos deixando sugestões detalhadas acerca de como minorar os efeitos negativos do desemprego.

 Ler texto integral em PDF