PUB


 

 

Celebrar o Natal e a chegada do Novo Ano…

2018
andradesofia958@gmail.com
Mestre em Psicologia Clínica e de Aconselhamento. Formadora certificada pelo IEFP
Publicado no Psicologia.pt a: 2019-01-07

A- A A+
Celebrar o Natal e a chegada do Novo Ano…

O Natal chegou novamente, com muita correria, alegria, presentes, iguarias diferentes e muitas crianças felizes com a chegada do Pai Natal. Para muitos, é o fazer malas e voltar a viajar, aproveitar uns dias de descanso para recarregar energias para o Novo Ano. Para outros, é passado em casa de familiares ou amigos, mas há quem prefira passar sozinho, ou por opção e/ou pelas circunstâncias de vida.

Com a contagem decrescente para a chegada do Ano Novo, é inevitável nesta época, estarmos mais sensíveis a tudo o que nos rodeia, estando as emoções à flor da pele, e sentirmos e vivenciarmos tudo com mais intensidade. Mas temos, que manter a esperança e convicção num futuro melhor, num futuro, em que podemos mudar e melhorar, fazendo a diferença.

Seria interessante escrever num papel tudo o que aconteceu na sua vida durante o ano, o que conseguiu atingir e o que não conseguiu, e o que pode fazer para melhorar e aprender com essa situação. Ao fazer essa reflexão crítica, está a identificar o foco do problema e com certeza vai encontrar a resposta dentro de si.

Quando um ano termina, temos a tendência a culpabilizarmo-nos pelo que não fizemos, não conseguimos, ou não fomos capazes de concretizar, mas desta vez faça diferente. Em vez, de adotar uma postura de se lamentar pela situação menos positiva que passou, pare e reflita, todos somos capazes do que nos propomos fazer, não olhe para o “copo vazio”, mas preencha esse vazio, tomando uma atitude.

Determine o que no próximo ano vai fazer. Que podemos escolher entre continuar a sofrer ou procurar concretizar os nossos sonhos. Basta acreditar. Sabemos também que não temos o controlo de tudo, mas podemos contornar a situação, melhorar e aprender com as experiências. Isso irá trazer alivio e paz para o seu coração e, essencialmente, não se esqueça de reconhecer cada conquista e agradecer.

Reconheça as suas limitações e permita-se evoluir com elas, porque todo o ser humano está em constante aprendizagem e evolução. Tire tempo para fazer o que gosta, não culpe os outros pelo que não fez, mas esforce-se por realizar os seus sonhos e seja feliz nesta época festiva.

A chegada de mais um Ano Novo, representa para muitas famílias alegria pela quadra natalícia, e tradição de passarem com os seus entes queridos, enquanto que para outras alguma nostalgia por várias razões e motivos de vida. Mas pensamos que devemos celebrar, sim, com muita alegria a chegada do Ano Novo, e brindar à saúde, aos valores fraternos e prósperos para todos.

Vamos, sim, celebrar o início e o fim de mais uma fase das nossas vidas, aproveitando cada nova possibilidade na jornada que se inicia. Divirta-se e invista no seu bem-estar, aproveitando a passagem do ano para brindar, dançar e cantar com os amigos. O que importa é ter atitude e pensamento positivo, desejando paz para o mundo, e manifestando a gratidão por mais um ano vencido.

Vamos brindar, com muita diversão e uma taça de champanhe na mão, por mais um ano de conquistas, de novas oportunidades, ou desilusões. Vamos brindar, sim, porque todos nós temos algo para contar e comemorar. Por todas estas motivações, vamos celebrar com alegria, acreditando que “quem semeia em boa terra, dará frutos com perseverança”.

A todos bem hajam e votos de um Feliz Ano Novo!

Sofia Andrade

Sofia Alexandra de Jesus Andrade é psicóloga, especialista em Psicologia Clínica e de Aconselhamento. É Membro da Ordem dos Psicólogos Portugueses, e Membro Associado do MDM. É também membro de uma IPSS em Lisboa. É Licenciada em Psicologia e Mestre em Psicologia Clínica e de Aconselhamento pela Universidade Autónoma de Lisboa, tendo realizado um estágio de mestrado via profissionalizante na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Seixal, onde adquiriu competências pessoais e sociais com crianças e jovens em risco. Realizou também um estágio de Licenciatura no Gabinete de Saúde Ocupacional da Câmara Municipal do Seixal, onde desenvolveu um estudo sobre o levantamento do Absentismo Prolongado dos trabalhadores, bem como consultas de desabituação tabágica. Trabalha há vários anos na Administração Pública, além de ser formadora certificada pelo IEFP e apoiar várias causas sociais e políticas, sendo participante ativa em causas voluntárias. Atualmente dedica-se também à escrita sendo autora do livro intitulado: “Crianças e Jovens em Perigo. Estudos de Caso”, publicado em https://www.morebooks.de

mais artigos de Sofia Andrade