Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Terá o mercado nacional capacidade para absorver o elevado número de licenciados? Quais serão as repercussões futuras deste cenário nos profissionais, nos estudantes, no mercado de emprego e na própria sociedade? Como deverão proceder os licenciados para potenciarem as suas opções profissionais e de carreira?

Moderador: César

Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » terça set 29, 2009 10:39 am

Solangelima, o nome voluntariado já vem precisamente de ser utilizado constantemente em situações que na realidade são trabalhos não remunerados. Para perceberes isso, basta leres os posts deste tópico, para além do título. Há quem faça simplesmente voluntariado e há quem faça trabalho não remunerado, dizendo que está a fazer voluntariado. É neste último "volntariado" que estamos contra. Há muitas pessoas por exemplo a trabalhar em hospitais como psicólogos, não são remunerados, mas que dizem que estão a fazer voluntariado, quando na realidade estão a ganhar experiência para o seu curriculo. Ao mesmo tempo, ao oferecerem os seu serviços, estão a retirar aos hospitais a necessidade de contratar psicólogos.
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psygirl
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 125
Registado: segunda out 25, 2004 11:03 pm

Re: Só um esclarecimento...

Mensagempor psygirl » quarta set 30, 2009 8:37 pm

solangelima Escreveu: sim decerto cingiu-se somente à simbologia (sempre pobre) gramatical do texto que leu cm minha mera opiniao...

nao m vou alongar n justificaçao... nem em mais comentarios pois penso nao ser pertinente para quem ja tem ideias feitas...


Minha cara, não há necessidade em se melindrar por tão pouco!

No seu post, fez afirmações erróneas relativamente à classe médica, de forma a sustentar a sua opinião em relação ao voluntariado, e como tal, limitei-me a fazer um pequeno esclarecimento.

Não tenho ideias pré-concebidas ou “ideias feitas”, como lhe queira chamar, simplesmente por ter conhecimento de que as suas afirmações estavam erradas, corrigi-a, algo perfeitamente natural num espaço que prima pela partilha de informações e discussão de ideias.

Já agora, antes de criticar os outros colegas, pois como disse “vi algumas opinioes q m entristecem enqt ser humano e enqt pessoa democratica”, devia primeiro rever o seu próprio discurso, com alguma incoerência, e sobretudo com conceitos pouco clarificados, para não dizer mesmo baralhados. Seria extremamente benéfico rever os conceitos de estágio académico, voluntariado e porque não, trabalho não remunerado.

Até porque:

solangelima Escreveu:o que queria dizer entao mais especificamente c a minha ironia, e por isso "voluntariado" e nao voluntariado, mesmo pagos os medicos a trabalhar 24h seguidas em urgencia provoca enorme nivel stress, desgaste emocional, fisico etc, q penso q nem sempre o dinheiro paga..


Desculpe, o que é tem a ver com voluntariado? Mais uma vez, a fugir ao cerne da questão e a confundir conceitos…

E muito sinceramente, não tenho interesse em acrescentar mais nada! 8)
Zimbardo
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 196
Registado: sexta nov 14, 2008 12:00 am

Mensagempor Zimbardo » quarta set 30, 2009 9:22 pm

solangelima Escreveu:nova aqui mas vi algumas opinioes q m entristecem enqt ser humano e enqt pessoa democratica... ja p nem falar q colegas psicologos deveriam ja ter aprendido a palavra tolerancia e permissao de o outro fazer o q quer d vida dele sao importantes... so mandamos na nossa por mais q isso nos fruste.. e frustraçao é o q mais vejo aqui... mesmo empaticamente compreendendo o porque, acho descabido nao respeitarem a opiniao de quem é a favor d voluntariado...

em primeiro, patroes q prefiram voluntarios tb devem saber q se nao têm irs etc, têm as responsabilidades se algo correr mal... afinal estamos a contratar alguem nao remunerado que presta serviço à comunidade... depois eu faço voluntariado ha mais de 2 anos e nao pelo curriculo nem pela remuneraçao ou pela esperança miseravel de alguem m ver, mas pelo amor á camisola na area especifica em q pratico voluntariado... depois estudo e trabalho... agora quase dedicada inteiramente a area d psicologia mas trabalhei desde 16 anos em varios tipos de empregos e aprendi imensos tb c eles... ha um curriculo q s chama vida q ninguem pode preencher a minha vaga e nao fico a espera d proximo comboio, vou andando...

nao dedico a minha vida ao voluntariado, nem tao pouco espero que m empreguem la... mas entendo q novas ideias na tematica que la trabalho sao precisas... entendo q qq pessoa podia ser voluntariada la e por ser psicologa é q nao podia la fazer umas horas de vez em qd??? nao tenho msm direito q os reformados n hospital?? e no voluntariado convidaram-me p uma investigaçao e n voluntariado ate descobri pessoas q hoje m ajudam na rede de conhecimentos que necessito para levar a cabo a investigaçao q estou a fazer... sem isso, pq nao tinha dinheiro e pq nao tinha estrategias d lidar c mercado, teria-me afastado d psicologia em qq caixa d continente...

tb estou frustrada pq tive 5 meses a correr bancos p m darem um credito p estudar, pq m cobram juros cm s comprasse um audi e trabalhar de borla sucks, e ás vezes pq sei q nao posso mudar o mundo, penso em mudar de area, mas aqui tb se vê a vontade e o empenho e aquilo q queremos alias nao queremos... a ordem advogados por exemplo exije estagio 2 anos nao remunerado... penso q qd tivermos ordem este tipo voluntariados ou falta de especializaçao dos psicologos vai se modificar mas teremos d trab d borla... é necessario isso pois uma licenciatura, mestrado, doutoramento nao nos equipa c nada mais q teoria... "cuidar" no terapeuticamente falando é uma construçao e acho tb errado julgarmos q vamos logo enriquecer nos 5 anos a seguir ao curso q so nos habilita c uma licença p continuar a aprender... estamos p ver... agora fazer birra nao resolve nada e toca a trabalhar sim pela nossa uniao mas nao deitando os outros que nao pensam cm nós abaixo.. temos todos experiencias diferentes e podemos aprender c o dialogo...

nao vejam a coisa assim tao pouco complexa e de modo tao radical... alem d mais a nossa classe psicologos devia analisar caso a caso sabendo q cada tem a sua dinamica e nao emitir opinioes tao... hummm... narcisistas, ou seja, se nao pensas cm eu és expulso d forum... sinceramente nao foi uma boa entrada por aqui...

e alguem m pode dizer onde estao as listas segurança social q ate so vinha ver se encontrava isso..


Talvez fosse uma boa ideia gastar uns minutos do seu tempo de voluntariado a completar as palavras do seu texto. É capaz de facilitar a leitura aos utilizadores deste fórum...
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » quinta out 01, 2009 12:04 am

Zimbardo Escreveu:
solangelima Escreveu:nova aqui mas vi algumas opinioes q m entristecem enqt ser humano e enqt pessoa democratica... ja p nem falar q colegas psicologos deveriam ja ter aprendido a palavra tolerancia e permissao de o outro fazer o q quer d vida dele sao importantes... so mandamos na nossa por mais q isso nos fruste.. e frustraçao é o q mais vejo aqui... mesmo empaticamente compreendendo o porque, acho descabido nao respeitarem a opiniao de quem é a favor d voluntariado...

em primeiro, patroes q prefiram voluntarios tb devem saber q se nao têm irs etc, têm as responsabilidades se algo correr mal... afinal estamos a contratar alguem nao remunerado que presta serviço à comunidade... depois eu faço voluntariado ha mais de 2 anos e nao pelo curriculo nem pela remuneraçao ou pela esperança miseravel de alguem m ver, mas pelo amor á camisola na area especifica em q pratico voluntariado... depois estudo e trabalho... agora quase dedicada inteiramente a area d psicologia mas trabalhei desde 16 anos em varios tipos de empregos e aprendi imensos tb c eles... ha um curriculo q s chama vida q ninguem pode preencher a minha vaga e nao fico a espera d proximo comboio, vou andando...

nao dedico a minha vida ao voluntariado, nem tao pouco espero que m empreguem la... mas entendo q novas ideias na tematica que la trabalho sao precisas... entendo q qq pessoa podia ser voluntariada la e por ser psicologa é q nao podia la fazer umas horas de vez em qd??? nao tenho msm direito q os reformados n hospital?? e no voluntariado convidaram-me p uma investigaçao e n voluntariado ate descobri pessoas q hoje m ajudam na rede de conhecimentos que necessito para levar a cabo a investigaçao q estou a fazer... sem isso, pq nao tinha dinheiro e pq nao tinha estrategias d lidar c mercado, teria-me afastado d psicologia em qq caixa d continente...

tb estou frustrada pq tive 5 meses a correr bancos p m darem um credito p estudar, pq m cobram juros cm s comprasse um audi e trabalhar de borla sucks, e ás vezes pq sei q nao posso mudar o mundo, penso em mudar de area, mas aqui tb se vê a vontade e o empenho e aquilo q queremos alias nao queremos... a ordem advogados por exemplo exije estagio 2 anos nao remunerado... penso q qd tivermos ordem este tipo voluntariados ou falta de especializaçao dos psicologos vai se modificar mas teremos d trab d borla... é necessario isso pois uma licenciatura, mestrado, doutoramento nao nos equipa c nada mais q teoria... "cuidar" no terapeuticamente falando é uma construçao e acho tb errado julgarmos q vamos logo enriquecer nos 5 anos a seguir ao curso q so nos habilita c uma licença p continuar a aprender... estamos p ver... agora fazer birra nao resolve nada e toca a trabalhar sim pela nossa uniao mas nao deitando os outros que nao pensam cm nós abaixo.. temos todos experiencias diferentes e podemos aprender c o dialogo...

nao vejam a coisa assim tao pouco complexa e de modo tao radical... alem d mais a nossa classe psicologos devia analisar caso a caso sabendo q cada tem a sua dinamica e nao emitir opinioes tao... hummm... narcisistas, ou seja, se nao pensas cm eu és expulso d forum... sinceramente nao foi uma boa entrada por aqui...

e alguem m pode dizer onde estao as listas segurança social q ate so vinha ver se encontrava isso..


Talvez fosse uma boa ideia gastar uns minutos do seu tempo de voluntariado a completar as palavras do seu texto. É capaz de facilitar a leitura aos utilizadores deste fórum...


É a era das abreviaturas :wink:
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
Artur
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 8
Registado: quarta fev 18, 2009 11:45 am
Contacto:

Mensagempor Artur » quinta nov 12, 2009 9:47 pm

Actividade que no e paga no considero como trabalho, posso chamar como “passatempo” ou “hobby”.
Se “trabalho”, porque é pago; se “voluntário”, - já no é trabalho, porque no esta pago.
Quando dizem “trabalho voluntário” estão enganar a si próprio e o próximo também.
Avatar do Utilizador
Neobest
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 304
Registado: sexta set 26, 2008 4:01 pm
Localização: Earth
Contacto:

Mensagempor Neobest » quinta nov 26, 2009 4:36 pm

ninguém come, bebe, dorme, respira de vonluntarismos!
A cama onde dormem, a comida que comem e o que bebem tem um preço, a qualidade de vida tem um preço, o proprio curso e formação tem um preço. Se a experiência voluntaria é enriquecedora que seja a nivel pessoal e nunca como uma porta aberta (dizem eles) para uma possivel vaga de emprego.

Se todos os voluntários psicologos abandonassem as suas funções certamente haveria a necessidade e procura.

para quê pagar se tenho um psi de borla?

eu abaixo assinado, vonluntariado era acabar de uma vez por todas, nunca viram nenhum médico nem farmacêutico voluntario pois não? mais depressa levam preço de ouro por hora.
Life isn´t about finding yourself...Life is about Creating yourself...
cccoelho
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 3
Registado: sábado nov 28, 2009 8:33 pm
Localização: Portimão

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor cccoelho » sábado nov 28, 2009 8:50 pm

solangelima Escreveu:ahh e p mim um carro nao é um paciente.... nem o arranjo de um carro é uma terapia ou uma intervençao etc... nao concordo mt c essa comparaçao mais uma vez simplista e c argumentos basicos q ate meu afilhado poderia dar...


Precisamente por um paciente ser mais que um carro é que o trabalho do psicólogo deve ser valorizado.
Quero acrescentar um argumento contra o voluntariado ou trabalho não remunerado ou o que lhe quiserem chamar: a ausência de remuneração e estabilidade laboral pode fazer com que o psicólogo abandone o "voluntariado" quando lhe apetecer (não há contrato, ninguém o pode prender lá). Se uma relação terapêutica se baseia na confiança e se não confiamos em qualquer um, para o paciente pode causar imensa instabilidade estar constantemente a mudar de psicólogo.
Logo, o "voluntariado" não é proveitoso para o psicólogo, nem para o paciente ou a própria entidade que perde algum crédito.

Desengane-se quem pensa que "voluntariado = futuro emprego" porque enquanto uma instituição tiver voluntários não vai contratar ninguém. O problema é que os empregadores pedem sempre experiência e o voluntariado é, por vezes, a única maneira de ganhar experiência.
ccaattaarriinnaa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 78
Registado: terça out 20, 2009 11:35 am

Mensagempor ccaattaarriinnaa » terça jan 26, 2010 10:39 am

Venho confirmar algumas ideias e desconfirmar outras.

Voluntariado é ESSENCIAL mas em locais que não EXPLOREM VOLUNTARIADOS.

Quem quiser ajudar, apoiar, etc. força! Eu própria faço voluntariado, mas num local em que todos são voluntários! Sei que não abusam da minha boa vontade apenas para não contratarem alguém, como se faz em muitos locais.

Por isso, VOLUNTARIADO RECOMENDA-SE MAS NÃO SE DEIXEM EXPLORAR!
ccaattaarriinnaa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 78
Registado: terça out 20, 2009 11:35 am

Mensagempor ccaattaarriinnaa » terça jan 26, 2010 10:40 am

Na anterior quando refiro 'voluntariados' pretendo dizer 'voluntários'

:P :D
Patriciarrais
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 2
Registado: sexta set 11, 2009 1:24 am

Mensagempor Patriciarrais » quarta nov 10, 2010 10:22 pm

não tive oportunidade de ler todos os posts, mas gostaria de acrescentar que há circunstancias em que o terminus de um ou mais voluntariados pode não conduzir a um aumento de vagas, mas sim ao um aumento da lista de espera para os doentes/utentes...

Porque não fazer voluntariado num contexto de apoio a vítimas por exemplo em que não há financiamento? deixamos as pessoas desamparadas?

penso que o descrédito nas nossas funções não se cinge à prática do voluntariado... mas por vezes sim à realização de todas e quaisquer tarefas quando se é contratado/estagiário e se exige por exemplo tirar fotocopias ou lavar o estabelecimento..
Zimbardo
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 196
Registado: sexta nov 14, 2008 12:00 am

Mensagempor Zimbardo » quinta nov 11, 2010 2:33 pm

Esta questão já nem faz sentido actualmente, pois agora o voluntariado é obrigatório para todos os recém-licenciados :wink:
Mariana.fmc
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 1
Registado: quarta abr 06, 2011 5:10 pm

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor Mariana.fmc » quarta abr 06, 2011 5:27 pm

A profissao do psicologo desde sempre foi muito elitizada, por isso acredito que devemos sim prestar voluntariado.
Se temos um emprego e queremos ser voluntarios para ajudar pessoas cujas rendas nao possibilitam o pagamento de nossos serviços, por que nao!?
A profissao do psicologo é tambem na area da saúde. É uma profissao na qual nos comprometemos em ajudar nas fantasias e problemas do outro. Por que nao praticar a psicologia voluntaria?
silver
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 202
Registado: quinta mai 15, 2008 3:19 pm

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor silver » sexta mai 06, 2011 10:49 am

Não li todos os posts, mas pude perceber que o tema é polémico.
Trabalho numa instituição onde também existem voluntários, mas que não têm um horário laboral, nem obrigações laborais, nem responsabilidades iguais às dos colaboradores, pelo contrário, quem tem as responsabilidades são os colaboradores que solicitaram os voluntários e se não me engano, nenhum deles faz voluntariado na sua área académica. Para mim, faz sentido assim o voluntariado, descomprometido não abusivo de ambas as partes. Se por exemplo, tivesse cá um colega Psicólogo a executar as tarefas de Psicólogo com um horário laboral e com todas as responsabilidades que daí decorrem e não fosse remunerado, meus caros colegas isso podem chamar-lhe o que quiserem mas voluntariado não é. O que estava a acontecer era que alguém que economicamente está estável (diga-se em Português, o papá sustenta-o/a) estava a permitir que fosse explorado em troca de uma mísera esperança de ser contratado no final do processo, mas desenganem-se porque o que estas pessoas que fazem este tipo de voluntariado estão a fazer é a retirar um posto de trabalho do mercado.
Depois queixamo-nos todos que não abrem vagas/concursos etc. Pudera….
Tenho pela consciência que esta discussão não vai mudar nada neste campo, as pessoas vão continuar a trabalhar de borla e a minar o mercado de trabalho na área da Psicologia a menos que agora com a Ordem se estabeleça algumas regras básicas para isto.
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor NunoF » quinta mai 12, 2011 9:21 pm

Continuem a fazer e depois digam que as instituições não contratam técnicos. :lol: :lol: :lol:

Será que o economista faz voluntariado na sua área?

E o gestor, será que faz?

Um advogado, faz?

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
Vendo pizzas congeladas :D
Avatar do Utilizador
vvvieira
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 298
Registado: domingo mar 07, 2010 10:54 pm
Localização: Porto
Contacto:

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor vvvieira » segunda jun 06, 2011 8:35 pm

silver Escreveu:a menos que agora com a Ordem se estabeleça algumas regras básicas para isto.

A OPP já estabeleceu regras básicas: o estágio é obrigatório para poder inscrever-se como membro efectivo e assim poder exercer a profissão.
O Regulamento era muito claro: o estágio deveria ser pago (embora não especificasse por que valor) a menos que o estagiário "prescindisse voluntariamente" da retribuição - o que só está ao alcance de quem tem pais ricos, além de que as entidades, tendo por onde optar, optam pelo gratuito... certo?
O novo DL que obriga a uma remuneração igual, pelo menos, ao IAS (419 aéreos e picos) veio transtornar este lindo documento que agora terá de ser revisto.
Mas na prática pouco mudará.
O futuro está à nossa frente. Cabe-nos fazê-lo melhor.
silver
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 202
Registado: quinta mai 15, 2008 3:19 pm

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor silver » quarta jun 15, 2011 3:55 pm

Eu falei em regras para aquele voluntariado que todos sabemos que não é voluntariado, o trabalho gratuito, não das regras dos estágios da ordem. Essas regras deveriam proteger o Psicólogo que trabalha gratuitamente mas principalmente proteger toda a classe de Psicólogos, principalmente aqueles que não conseguem trabalhar remuneradamente porque alguém faz o mesmo por zero. Não considero que um estágio quando obrigatório, mesmo que não remunerado, seja voluntariado, faz parte ainda da formação. Se eles deviam ser remunerados, SIM, sem duvida.
stephaneferreira
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 10
Registado: quarta mar 23, 2011 9:21 am

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor stephaneferreira » sexta nov 04, 2011 8:42 pm

Voluntariado sim, como psicólogo, no way.

Toda a actividade profissional deve ser remunerada.

Eu só faço voluntariado quando puder viver desta profissão. Ai sim, terei disponibilidade para ajudar idosos, crianças etc..

Cumprimentos
Sónia Sequeira
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 51
Registado: segunda jan 09, 2006 4:01 pm
Localização: Porto
Contacto:

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor Sónia Sequeira » quinta dez 08, 2011 8:57 am

Olá Colegas,

Eu faço voluntariado há 5 anos. Posso dizer que vivo da minha profissão (Psicóloga Clinica e Formadora), mas quando comecei isso não acontecia. Se me abriu portas? Talvés me as abrisse dentro de mim... É um voluntariado de apoio emocional, e não de apoio psicológico. Se os voluntários que constituem a equipa não estivessem lá, o serviço à comunidade fecharia.
Termino com um bem haja a todos os voluntários deste pais, neste ano do voluntariado que está a terminar.
Meia_Lua
Membro Amador
Membro Amador
Mensagens: 61
Registado: quinta out 25, 2007 10:40 pm

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor Meia_Lua » terça jul 17, 2012 12:20 am

Alguém sabe se um psicólogo em situação de desemprego e a receber o respectivo subsídio de desemprego, se estiver a fazer voluntariado numa instituição, pode efectuar avaliações e assinar relatórios (uma vez que não é técnico daquela instituição e sim voluntário), se lhe for solicitado?? Não concordo, mas pergunto se do ponto de vista legal, tem alguma limitação. Obrigado.
Avatar do Utilizador
vvvieira
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 298
Registado: domingo mar 07, 2010 10:54 pm
Localização: Porto
Contacto:

Re: Fazer Voluntariado: Sim ou Não?

Mensagempor vvvieira » terça jul 17, 2012 8:19 am

Parece ser questão a avaliar pela OPP. Contudo, a minha opinião é que não deve ser feito, por diversos motivos, dos quais o mais relevante tem a ver com a defesa da dignidade da profissão.
O futuro está à nossa frente. Cabe-nos fazê-lo melhor.

Voltar para “Mercado de Trabalho, Emprego e Carreira”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante