Página 1 de 1

Sentem que a vossa licenciatura vos preparou para...

Enviado: sábado abr 19, 2008 11:04 am
por Black Russian
... a realidade da prática profissional?
Ou, pelo contrário, viveram períodos de pré-pânico quando começaram a trabalhar (ou estagiar), com a clássica sensação "mas eu não sei nada!!!" ?

:D

Enviado: sábado abr 19, 2008 3:09 pm
por *Marta*
Eu senti (e ainda sinto muitas vezes) a sensação de pânico. Sei que aprendi muita coisa útil, mas também sinto que aprendi coisas que não interessam a ninguém e que não me servem de nada.
A universidade preparou-me relativamente bem do ponto de vista teórico e com vista à investigação, mas em relação à prática deixa muito a desejar!

Enviado: sábado abr 19, 2008 8:10 pm
por Ana Rita
O estágio foi o que me permitiu "arrancar" para o mercado de trabalho. Tive a sorte de ficar num hospital que tem o serviço de psicologia muito bem organizado, e em que com supervisão semanal e uma equipa de trabalho excelente, aprendi como nunca esperei ser possível num estágio. Só quando comecei na prática é que percebi verdadeiramente a importância de integrar os conhecimentos teóricos que durante 4 anos foram dados na universidade. É claro que algumas disciplinas foram muito mais úteis do que outras e nesse sentido há sempre muito a melhorar na nossa formação, mas por outro lado é impossível aprender tudo e por esse motivo precisarmos de fazer formação complementar continuamente.
Houve alturas que senti e ainda sinto que sei pouco, mas não por ter tido uma formação deficiente. Considero antes que quanto mais sabemos mais nos apercebemos do longo caminho que temos a percorrer, e o ser humano é um mundo atrás de outro mundo.

A sensação de pânico nunca se instalou até hoje porque o feedback dos pacientes também vão dando segurança, e esta vai sendo reforçada com muito trabalho e sempre, sempre com supervisão.

Enviado: domingo abr 20, 2008 9:02 am
por resomar
Eu também me senti em pânico. Até porque no meu estágio fui literalmente atirada aos lobos... Sabem aquele período, em que o estagiário anda ao "colinho" do orientador, até se sentir mais ou menos seguro? Eu não tive... O meu estágio obrigou-me a ser proactiva, independente e autónoma, a muito estudo e muita pesquisa... Claro que andava sempre com a sensação que estava a fazer um péssimo estágio... Mas a verdade é que a avaliação final foi excelente e acabei por ficar colocada na instituição onde fiz o estágio. Apesar de sentir que a preparação de base era sólida, há muitos aspectos que só na prática conseguimos compreender e aperfeiçoar. Contudo, considero que o "saber-saber" facilitou o "saber-fazer" e que o contexto de estágio me ajudou também ao "saber-ser" (que na minha opinião é a principal lacuna de muitos recém-licenciados em geral).

Enviado: quinta set 18, 2008 1:19 pm
por uc20021561
Quando cheguei ao meu estágio parecia que nada sabia, deparei-me com a prática pela primeira vez e senti-me muito sozinha, apesar de ter muito apoio dos psicólogos e médicos com quem trabalhei, bem da minha orientadora. Mas com o tempo percebi que estava ali não só para aplicar o que tinha apreendido, mas também para aprender mais.
Foi o que fiz, tentei tirar o maior proveito das experiências que tive. Assim, quando cheguei ao mundo do trabalho, senti-me muito mais segura; claro que não sei tudo, mas támbém não paro de me informar, estudar e actualizar para poder dar resposta ao casos que me aparecem....

Nunca ninguém sabe tudo, e é preciso admiti-lo.
Fiquem bem

Enviado: quinta set 18, 2008 1:27 pm
por NunoF
Eu chorei tanto. :cry: :cry: :cry:

Enviado: quinta set 18, 2008 3:24 pm
por Cristina Silva
NunoF Escreveu:Eu chorei tanto. :cry: :cry: :cry:


Nuninho, só por curiosidade, o teu estágio foi em que área e com que população?

Enviado: sexta set 19, 2008 8:34 am
por MartaCunha
Para mim o curso sem estágio não teria tido o sentido que teve, porque foi aí que mais aprendi, até com os próprios erros.

Mas sinto que na nossa profissão cada área é um mundo por descobrir!!

Com o estágio aprendi muito numa área mas se tiver de trabalhar noutra completamente diferente as dúvidas virão novamente ao de cima.
Também sentem ou sentiram o mesmo? Gostava de ouvir opiniões de alguém que tenha estagiado numa área e tenha começado a trabalhar noutra. Quais as principais dificuldades encontradas?
Obrigada :)

Enviado: segunda set 22, 2008 12:10 am
por vectrapc
Eu acredito que o curso nos da formacao de base.
Depois, como um professor meu nos dizia no ultimo dia de aulas do ultimo ano, "Meus amigos a partir de agora e auto aprendizagem e terao de ser voces a procurar o que precisam saber".
Uma licenciatura nao e um processo estanque, e sim uma abertura de horizontes. A maioria do trabalho vem depois. Apos arranjarmos trabalho, vamos necessitar de desenvolver mais esta ou aquela vertente.
Especialmente na Psicologia e outras areas afins, a licenciatura e so o inicio do trabalho. O trabalhar em nos ocorre durante toda a vida.
E de forma menos tecnica, tal como contava a minha avo, vivendo e aprendendo e morrendo e aprendendo.


P.S.: Desculpem a falta de acentos mas nao estou em Portugal e este teclado nao tem a tipologia portuguesa)

Enviado: segunda set 22, 2008 1:13 pm
por Cristina Silva
vectrapc Escreveu:Eu acredito que o curso nos da formacao de base.
Depois, como um professor meu nos dizia no ultimo dia de aulas do ultimo ano, "Meus amigos a partir de agora e auto aprendizagem e terao de ser voces a procurar o que precisam saber".
Uma licenciatura nao e um processo estanque, e sim uma abertura de horizontes. A maioria do trabalho vem depois. Apos arranjarmos trabalho, vamos necessitar de desenvolver mais esta ou aquela vertente.
Especialmente na Psicologia e outras areas afins, a licenciatura e so o inicio do trabalho. O trabalhar em nos ocorre durante toda a vida.
E de forma menos tecnica, tal como contava a minha avo, vivendo e aprendendo e morrendo e aprendendo.


P.S.: Desculpem a falta de acentos mas nao estou em Portugal e este teclado nao tem a tipologia portuguesa)


Não diria melhor, mesmo com acentos! :)