Opinião

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

veroni_ca
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 6
Registado: terça jan 19, 2010 1:42 pm

Opinião

Mensagempor veroni_ca » sábado jan 23, 2010 9:48 pm

Boa noite, estou a estagiar numa escola e foi-me atribuido um caso bstante complicado.Uma criança com 13 anos que frequenta "ainda" o 2º ano. Segundo a prof mal sabe ler e tem muitos problemas familiares, afirma-se que a mae é mt ausente deixando-o muitas vezes em casa durante a noite com um amigo desta! ´
Mediante esta histório, muito resumida, estou confusa, nao sei bem por onde deva começar.
O que fariam no meu lugar?
Pensei em fazer uma avaliação do desnevolvimento global e outra das capacidades cognitivas. O que acham?
Espero que compreendam, porque é o meu primeiro estágio...
Muito Obrigada a todos os colegas.
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » sábado jan 23, 2010 10:43 pm

Olá Verónica,

O caso que expões é acima de tudo muito revoltante. Que tipo de professores / técnicos mantêm uma aluna com 13 anos no 2ºano de escolaridade, independentemente das competências académicas?

Tendo em conta que estás a estagiar terás de ter um supervisor, pelo que todas as tuas dúvidas deverão ser-lhe colocadas. Podes começar pela avaliação, sim, mas a situação deverá exigir uma multidisciplinariedade de forma a encontrar soluções para esta jovem. Não faz sentido nenhum, ela para o ano ir para a 3ªclasse... por outro lado, se a jovem estiver em risco (negligência, abuso emocional etc) deverás sinbalizar à CPCJ, pois temos obrigação de o fazer, tal como os professores também têm, mas infelizmente muitas vezes não o fazem.

Boa sorte
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » sábado jan 23, 2010 11:45 pm

Ana Rita Escreveu:Olá Verónica,

O caso que expões é acima de tudo muito revoltante. Que tipo de professores / técnicos mantêm uma aluna com 13 anos no 2ºano de escolaridade, independentemente das competências académicas?

Tendo em conta que estás a estagiar terás de ter um supervisor, pelo que todas as tuas dúvidas deverão ser-lhe colocadas. Podes começar pela avaliação, sim, mas a situação deverá exigir uma multidisciplinariedade de forma a encontrar soluções para esta jovem. Não faz sentido nenhum, ela para o ano ir para a 3ªclasse... por outro lado, se a jovem estiver em risco (negligência, abuso emocional etc) deverás sinbalizar à CPCJ, pois temos obrigação de o fazer, tal como os professores também têm, mas infelizmente muitas vezes não o fazem.

Boa sorte



Exacto , é como a colega disse , eu também estou neste momento a estagiar e não deves ter vergonha de colocar as tuas dúvidas ao orientador :? , até porque está em causa , uma criança que não sabemos a que riscos mais está exposta.
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
ceuazul
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 405
Registado: quinta mar 02, 2006 6:02 pm
Localização: aveiro

Mensagempor ceuazul » domingo jan 24, 2010 12:16 am

A avaliação do desenvolvimento global dá-te também indicadores cognitivos, embora não esteja a ver que material vais tu usar para avaliar "desenvolvimento global" aos 13 anos... mas deve ser ignorancia minha...
Para poderes justificar o obvio tens que que ter uma avaliação. Nem vejo outra forma de começar.
Como e quando fez a professora a referenciação???
A menina está a conviver com meninos de 7 anos, no 2.ª ano ou está numa turma de 6/7.º ano e a professora diz que tem nivel de conhecimentos equiparados a um 2.º ano??
veroni_ca
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 6
Registado: terça jan 19, 2010 1:42 pm

Mensagempor veroni_ca » domingo jan 24, 2010 9:50 am

A menina tem 13 anos e está na 2ª classe juntamente com meninos de 7 e 8 anos. A prof diz que nao sabe o que fazer e diz que tem que se intervir urgentemente. Ela foi este ano lectivo para aquele colegio particular por intermedio do pai.Os pais estão divorciados.

Quanto á minha orientadora de estagio ela diz que inicialmente nao nos diz como havemos de fazer para saber qual a avaliação que utilizariamos.
Mas sinceramente nao sei qual a avaliação que vou fazer. O que acham?
ceuazul
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 405
Registado: quinta mar 02, 2006 6:02 pm
Localização: aveiro

Mensagempor ceuazul » domingo jan 24, 2010 7:20 pm

Usa a WISC III, depois seguindo o 3/2008 identifica as áreas deficitárias de acordo com a CIF. ( o processo inicia-se na sala de aula com o professor, posteriormente com equipa do ensino especial e só depois avaliação especializada, se necessário.)Mas antes de usares qualquer coisa, parece-me que alguém anda a falhar muito!!!!!! como podemos estar no 2.º periodo e a professora ainda não fez a referenciação!!!!!!!!!!!! ainda está a fazer a avaliação diagnóstica?????
veroni_ca
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 6
Registado: terça jan 19, 2010 1:42 pm

Mensagempor veroni_ca » domingo jan 24, 2010 8:46 pm

O problema é que eu nao tenho a wisc III e estive a ver o preço para comprar e custa 335 euros! É muito caro, ainda por cima nao trabalho e estou numa faculdade privada.
Será que ninguem me pode facultar?
Obrigado
limacatia
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 22
Registado: sábado fev 07, 2009 10:48 pm

Mensagempor limacatia » domingo jan 24, 2010 9:13 pm

Olá colega, realmente é um caso muito estranho...
Olha eu se tivesse no teu lugar falava com a professora a fim de ela te apontar as dificuldades que a aluna apresenta na sala de aula. Depois fazia uma entrevista com a jovem visto que ela já tem 12 anos, aí verificava a maturidade dela em termos de comuicação e expressão verbal assim como tentava perceber quais as dificuldades que a própria sente não só na escola como na sua vida pessoal e por fim falava com os pais, em que fazia a anamnese e tentava perceber quais as necessidades que eles percepcionam na vida da criança tanto afectivamente, relacionalmente como na vida escolar.

Estas três abordagens darão para teres uma noção se as necessidades e dificuldades sentidas pela prof e pelos pais correspondem às sentidas pela jovem. Porque pode haver um desfazamento entre o que é necessário e o que se dá...Depois do levantamento de necessidades partiria para a avaliação...
A escolha dos testes dependeria das dificuldades que apresenta podendo mesmo escolher teste para idades inferiores... aplicaria talvez a griffiths para verificar o desenvolvimento, wiscIII, fig de rey.....

Boa sorte vai dando noticias...
*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » domingo jan 24, 2010 9:24 pm

Olá!

Antes de mais, deixa-me corrigir-te: a WISC custa 1212,48 euros, que eu fiz o pedido de uma na semana passada! A tua faculdade não tem que possas requisitar?
Num caso desses, antes de mais, lê o processo da aluna de ponta a ponta. Tenta compreender o que aconteceu durante este percurso escolar, sinalizações antigas, avaliações médicas ou psicológicas que já foram feitas. Faria, claramente, uma avaliação cognitiva, pois parece-me essa a prioridade para o enquadramento desta criança no 3/2008! Já devia estar num currículo escolar próprio, e nunca num 2.º ano!!
Se te sentes perdida, fala com o orientador. Se não tens testes, pede-lhes. A WISC não é um teste que se possa simplesmente copiar...
ceuazul
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 405
Registado: quinta mar 02, 2006 6:02 pm
Localização: aveiro

Mensagempor ceuazul » segunda jan 25, 2010 11:48 am

Griffiths para 12 anos????? (nunca trabalhaste com o material !!!!!)
Para usar-mos qualquer material de avaliação, devemos saber a que se destina e em que moldes, teres uma WISC por 300 e tal euros, e uma griffiths até aos doze anos, não abona muito a favor dos teus conhecimentos.
Uma faculdade que ministra o curso e que não tem uma escala basica da avaliação psicologica, também diz muito de si.
Neste momento fico a pensar que se juntou o pior de tudo, uma orientadora que diz que não ensina e fica a ver, uma professora que deve perceber muito do crochet, num agrupamento de escolas fantasma (pois, porque agora as escolas estão agrupadas verticalmente e existe sempre um SPO) uma universidade que nao dispoe de materiais para os alunos estagiários usarem, e uma aluna...

Mais uma dica... vai ao centro de recursos da DRE da tua área de estágio e faz-te à vida.
Bom trabalho.
veroni_ca
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 6
Registado: terça jan 19, 2010 1:42 pm

Mensagempor veroni_ca » segunda jan 25, 2010 2:24 pm

Ceuazul, eu apenas pedi uma opiniao e agradeço a disponibilidade mostrada! Mas sinceramente, fiquei desiludida como é que uma psicologa que supostamente está no activo e que terá muito mais experiência que eu fala! "faz-te á vida!".
Há que perceber que nao nascemos ensinados e que esta é a minha 1ª experiência! Certamente já passou pelo mesmo..

Contudo, obrigado a todos os que me foram "abrindo os olhos".
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » segunda jan 25, 2010 4:02 pm

Isso é muito estranho...então mandam-te estagiar para um local que não tem nada?

é assim eu no meu local de estágio , não tenho de facto todos os testes , mas tenho alguns, por ex a Wisc só tenho a espanhola ainda a WISC-R, mas depois tens sempre as faculdades, onde podes requesitar...

Não sei se és de Lisboa , mas se fores , passa na biblioteca da Universidade Lusófona , mais especificamente na Testoteca , que eles emprestam testes de psicologia, tens é de fazer um cartão de externo(pois não és aluna) e não tenho a certeza se pagas qualquer coisa, mas podes requesitar testes e ficar com eles em tua posse 4 dias.



Tem atenção que a Testoteca só funciona às TERÇAS e QUINTAS. vê mais informação aqui : http://biblioteca.ulusofona.pt/index.php/testoteca
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
ceuazul
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 405
Registado: quinta mar 02, 2006 6:02 pm
Localização: aveiro

Mensagempor ceuazul » segunda jan 25, 2010 6:31 pm

Veronica

Carissima o "faz-te à vida" é "avança com força", pena que tenhas uma visão pessimista mesmo quando a mensagem imediatamente anterior tenha sido onde poderias requisitar a WISC III e a mensagem posterior tenha sido "bom trabalho". Encerro por aqui este capitulo.
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » segunda jan 25, 2010 7:09 pm

Sim verónica deves encarar o faz -te à vida , como uma opinião para seguires em frente, de facto nós enquanto futuros psicólogos e mesmo para quem já o é ,vamos sempre enfrentar obstáculos , e se não temos as coisas de uma maneira , há que as arranjar de outra.


Mas nunca desistir :D , porque no fundo , temos um dever para com os nossos pacientes , e de facto essa menina, precisa de ajuda o quanto antes..Esta situação não pode continuar assim..

Dou-te um exemplo eu estou a estagiar num centro de saúde, e tinha um menino de 9 ano com queixas de dores de cabeça , ok tudo bem podia ser somático, mas após avaliação e estar com ele semanalmente fui falar com a médica de família para um despiste oftalmológico , a médica em si...Ficou chateada :? quem era eu para estar a recomendar tal coisa.

Porém a mãe levou o menino a um oftalmologista , fora do centro de saúde, e o que verificou.....sim tem 9 anos e precisava de óculos :? , mas a médica , simplesmente disse que como tinha feito o despiste aos 5 , não fazia sentido fazer agora...
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
PsiLia
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 323
Registado: terça fev 19, 2008 11:26 am
Localização: Figueira da Foz

Mensagempor PsiLia » segunda jan 25, 2010 8:52 pm

ceuazul Escreveu:Veronica

Carissima o "faz-te à vida" é "avança com força", pena que tenhas uma visão pessimista mesmo quando a mensagem imediatamente anterior tenha sido onde poderias requisitar a WISC III e a mensagem posterior tenha sido "bom trabalho". Encerro por aqui este capitulo.


Subscrevo!!!

Por favor...ou aprendem ou então para que servem os orientadores?!?!
Algo me soa a estranho...mas cito a ceuazul: capítulo encerrado!!!

:twisted:
veroni_ca
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 6
Registado: terça jan 19, 2010 1:42 pm

Mensagempor veroni_ca » terça jan 26, 2010 7:45 pm

obrigado a todos... já estava a desanimar! Já me deram boas dicas!
Belita
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 21
Registado: sexta out 14, 2005 3:31 pm

Re: Opinião

Mensagempor Belita » sexta abr 04, 2014 2:42 pm

Boa tarde colega

Embora apenas tenha lido a questão apresentada pela colega e não as opiniões que se seguiram.. não sei se vou repetir alguma sugestão ja dada, mas contudo aqui vai a minha opinião muito simples e direta: perante a situação, onde esta o professor de educação especial? até que ponto essa aluna não terá de ser sujeita a avaliação para integrar os alunos NEE? É que pelo que apresenta trata-se de um caso gravíssimo!!!

Bom trabalho!!

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes