Mais mortos por overdose e um recorde de processos por consumo

A- A A+
Mais mortos por overdose e um recorde de processos por consumo

Fonte: Renascença
Data: 2017-02-08

Quarenta pessoas morreram por overdose em 2015, o segundo ano em que se deu um aumento consecutivo deste tipo de mortalidade. É um aumento de 21% face a 2014, revela o relatório “A situação do país em matéria de drogas e toxicodependência”, apresentado esta quarta-feira pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD). O documento revela ainda que nunca desde 2001 havia tantos processos de contra-ordenação por consumo de drogas.

O relatório sobre a situação em matéria de drogas e toxicodependência relativa a 2015 refere que houve nesse ano 181 óbitos com a presença de droga no organismo, de acordo com os registos específicos de mortalidade do Instituto Nacional de Medicina Legal.

Dessas 181 mortes, 40 foram consideradas overdoses, o que representa 22% do total desse tipo de mortalidade.

Em 2015, 26.993 pessoas submeteram-se a tratamentos da toxicodependência e houve mais de 10.300 processos de contra-ordenação por consumo de drogas em 2015 – o valor mais elevado desde 2001. No total, em 2015 foram instaurados 10.380 processos de contra-ordenação por consumo de drogas, o que representou um acréscimo de 15% face a 2014 e se constituiu como o valor mais elevado de 2001.

Nos processos predominam os que estão ligados à posse de canábis (85%). Quanto às apreensões de droga, registou-se em 2015 um aumento das várias substâncias, sendo o haxixe a droga que mais apreensões motivou (4.180). Entre as apreensões segue-se a cocaína (1.081) e a canábis herbácea (791), que pelo segundo ano consecutivo superou as apreensões de heroína (763).

 

 Ler notícia completa