PHDA e metilfenidato: mitos e realidade

A- A A+
PHDA e metilfenidato: mitos e realidade

Fonte: OBSERVADOR
Data: 2017-04-24

Sobre o artigo “Hiperatividade e Défice de Atenção – o problema estará nas crianças?”, da autoria a vice-presidente da Ordem dos Psicólogos, entende a SPDA – Sociedade Portuguesa de Défice de Atenção prestar esclarecimentos já que as notícias em causa apresentam incorreções científicas que exigem ser retificadas publicamente.

Não persistam dúvidas quanto ao efeito do aumento do número de psicólogos na redução de diagnósticos e das taxas de medicação. Em países onde a falta de psicólogos não existe, a percentagem de crianças medicadas é superior. A nossa experiência confirma estes dados. Há uma muito maior referenciação de crianças para consultas de PHDA em escolas com maior apoio psicológico. Os psicólogos podem ajudar a detetar mais precocemente, avaliar e apoiar na implementação de medidas psico-educacionais, mas não curam um problema que é biológico e não reduzem as taxas de medicação, nem em Portugal nem em nenhum país do mundo.

 

 Ler notícia completa