PUB


Uma tentativa de compreender os antidepressivos e um relato impressionante

A- A A+
Uma tentativa de compreender os antidepressivos e um relato impressionante

Fonte: VISÃO
Data: 2017-07-10

O consumo de antidepressivos continua a aumentar a nível mundial. Só em 2016, os portugueses compraram 8 milhões de embalagens de antidepressivos, segundo dados do Infarmed. Mas porque a familiariedade não equivale a compreensão, o professor e neurocientista Dean Burnett, autor do livro "O Cérebro Idiota", sublinha que a forma de funcionar desta medicação continua a ser obscura e indefinida, pelo menos para a maioria. Aliás, "a questão é mais porque funcionam e não como funcionam", escreve Dean Burnett, na obra que chegou a Portugal, traduzida, em marco deste ano.

A maioria dos antidepressivos aumenta os níveis de neurotransmissores específicos no cérebro. De certa forma, explica Dean Burnett, os neurotransmissores estão para o cérebro como o alfabeto está para a linguagem: elementos básicos de algo muito mais rico e complexo. Portanto, dizer que os antidepressivos aumentam os níveis de neurotransmissores no cérebro é como, compara, ter de restaurar uma pintura clássica e receber como instrução apenas a indicação que "precisa de mais verde". "Onde? Quanto? Em que tom? É demasiado inespecífico para nos dizer algo útil".

 

 Ler notícia completa