PUB


Homofobia internalizada e suicidalidade em jovens LGB e não LGB

2010
patricia.rodrigues.ispa@gmail.com
Mestre em Psicologia (Especialidade em Psicologia Clínica) pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA)

Dissertação de Mestrado realizada sob a orientação da Professor Doutor Henrique Pereira, apresentada no Instituto Superior de Psicologia Aplicada para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica

A- A A+
Homofobia internalizada e suicidalidade em jovens LGB e não LGB

A maioria dos estudos não considera as implicações da homofobia e a sua relação com pensamentos e tentativas de suicídio em adolescentes. O presente estudo teve como objectivo avaliar os níveis de homofobia internalizada e ideação suicida em adolescentes lésbicas, gays, bissexuais (LGB) e heterossexuais. Para tal, recorreu-se à Internet através de comunidades virtuais, mailings lists e portais mundiais, recolhendo-se um número significativo de participantes (389), 140 assumiram-se gays, 85 como lésbicas, 98 bissexuais e 66 como heterossexuais. A análise da homofobia internalizada foi realizada através do Questionário de Homofobia Internalizada (Q.H.I.), e para avaliar a ideação suicida utilizou-se o Questionário de Ideação Suicida (Q.I.S.). Os testes estatísticos utilizados foram o Kruskal-Wallis e o Mann-Witney pois não se constatou a presença de distribuição normal e homogeneidade de variâncias. Averiguou-se que existem diferenças, entre dois ou mais grupos, relativamente à orientação sexual e aos níveis de homofobia internalizada já que p=0.000. Em relação à ideação suicida e à orientação sexual, também se verificam diferenças entre dois ou mais grupos pois p=0.016. A homofobia gera comportamentos e atitudes que leva muitos jovens ao desespero, assim não é incomum que pensem em suicídio. No que concerne ao género, não se aferem diferenças significativas entre o género e pensamentos suicidas com p=0.087. Contrariamente à literatura, em que os pensamentos sobre suicídio são mais comuns no sexo feminino, neste estudo não se verifica essa situação.

 Ler texto integral em PDF