Emprego - em que área?

Terá o mercado nacional capacidade para absorver o elevado número de licenciados? Quais serão as repercussões futuras deste cenário nos profissionais, nos estudantes, no mercado de emprego e na própria sociedade? Como deverão proceder os licenciados para potenciarem as suas opções profissionais e de carreira?

Moderador: César

Estás empregado (a) na área da Psicologia?

Sim
28
40%
Não
42
60%
 
Total de votos: 70
teresaguiar
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 86
Registado: terça jan 09, 2007 2:49 pm
Localização: Cidade invicta

Emprego - em que área?

Mensagempor teresaguiar » segunda nov 12, 2007 5:29 pm

Gostaria de colocar aqui algumas questões, penso que estou no local correcto, as minhas sinceras desculpas se este tópico for repetido ou inusitado.
Gostaria de saber algumas coisas sobre vocês, talvez para me sentir menos "só" nesta situação de desempregada em que me encontro.
Agradeço desde já a todos os que tiverem a coragem de testemunhar.
As questões são:
1- Há quanto tempo tiraste a Licenciatura?
2- Em que área?
3- Em que escola?
4- Desde que tens o "canudo", quantas vezes conseguiste trabalhar na área e por quanto tempo?
5- Se estás empregado (a), como conseguiste arranjar emprego?
6- Se estás desempregado (a), estás arrependido (a) de ter escolhido este curso?

São estas as questões... Se estiver a ser muito intrusiva, peço desde já desculpas, mas só deve responder quem se sentir suficientemente à vontade para o fazer.
Obrigada desde já!
mimocas
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 31
Registado: quinta jun 22, 2006 7:19 pm

Mensagempor mimocas » segunda nov 12, 2007 8:21 pm

Boa Tarde

Vamos lá responder Teresa :)

1. Terminei a minha licenciatura em Julho de 2003
2. "Pré-especialização" Clínica
3. ISMAI
4.Como disse terminei a minha licenciatura em Julho de 2003 e em Setembro desse mesmo ano comecei a trabalhar
5. Abri um gabinete, ia também a várias clínicas em regime de prestação de serviços, fiz acordos com Juntas de Freguesia e Associações... Depois fiz o curso de Formação de formadores e entrei também na área da formação e hoje além de continuar com o gabinete sou também mediadora de cursos EFA e coordenadora de formação contínua

Espero ter ajudado :wink: e Teresa nada de desanimar :wink:
sararepolho
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 27
Registado: quinta jul 12, 2007 12:03 am

Mensagempor sararepolho » segunda nov 12, 2007 9:42 pm

Aqui vai o meu contributo!

1- Acabei o curso em Julho, portanto não foi há muito tempo!
2- Em Psicologia Clínica
3- Na Lusófona
4- Já tenho um "arranjinho" com um consultório, agora estou a fazer "publicidade" para arranjar pacientes. Mas não, ainda não trabalhei na área (sem ser no estágio lol)
5- Estar empregada estou, mas é num gabinete de contabilidade e é porque os meus pais sao os donos. Mas como estou a ver que a continuar assim nao arranjo vida propria vou tirar outro curso (de formação profissional) para começar a gerir a minha vidinha!
6- Axo que ainda não estou (nem nunca vou estar) desesperada ao ponto de dizer que estou arrependida! Até porque até hoje nunca me arrependi de nada e como axo k a (minha) vida nao se faz de arrependimentos, não creio que va xegar a essa via. Apesar de estar empregada, sinto falta de alguma coisa, até pk as despesas estao a começar a aumentar e so estou empregada a part-time (e os meus pais nao podem suportar um trabalho a full-time neste momento la no gabinete). Isto vai levar a que eu procure o sucesso pessoal por outras vias, mas nunca sem esquecer aquilo para que verdadeiramente estudei. E a formação continua! é disso que a nossa classe é feita e é da formação (e com isto nao estou a menosprezar a experiencia, nunca!) que enriquecemos, quer o nosso curriculo quer a nossa forma de ver e estar na psicologia. Se a vida está dificil para os psicologos, e isso todos nos sabemos, começa ja a estar dificil tambem nas areas profissionais onde isso menos se esperaria (como por exemplo os enfermeiros :?) e isso deixa-nos desmotivados. Mas creio que algum dia isto vai tomar o rumo certo e até lá tenho de me fazer util, lutar por aquilo que quero e nao pensar o que deveria ter feito (o que la vai la vai)!!!
Skydin
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 22
Registado: segunda set 24, 2007 2:21 am

Mensagempor Skydin » terça nov 13, 2007 12:16 am

Colega Teresa Aguiar, respondo às questões sem problema, mas já agora seria interessante saber as suas respostas às mesmas, caso se sinta à vontade para lhes responder!

1- Terminei a licenciatura em Setembro de 2005.
2- Na área de Saúde.
3- Na FPCEUP.
4- Desde que tirei a licenciatura que trabalho ao nível de consulta clínica num consultório de psiquiatria e psicologia. Para além disso, pela obtenção do CAP, já tive oportunidade de começar a ministrar formações.
5- O consultório onde trabalho pertence ao Psiquiatra que foi meu orientador de estágio e que, após o término do mesmo, me convidou a integrar a sua equipa.
6- Mesmo não estando desempregada, respondo a esta questão uma vez que coloquei esta questão muitas vezes. Arrependida não é a palavra, já que me sinto fascinada pelos temas que a área de Psicologia aborda mas, a nível de empregabilidade, e para ser muito sincera, se tivesse de recomeçar, talvez optasse por outro ramo.

Espero ter contribuido para algum esclarecimento! :idea:
*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » terça nov 13, 2007 12:31 am

Eu também me voluntario para responder! :D

1- Terminei em Julho deste ano (2007)
2- Sou da área Escolar/Educacional
3- Universidade da Beira Interior
4- Como ainda não tenho curso há muito tempo... Posso dizer que trabalho há 2 meses, na área da formação (2 horas de formação semanais numa escola profissional).
5- Embora infelizmente tenha de ser assim... consegui este pequeno achado através de uma cunha... :oops: Não é muito correcto, mas se não estivesse lá eu, estaria lá qualquer outro/a colega por cunha...
6- Acho que ainda não tive tempo para me arrepender... A verdade é que é desesperante procurar emprego e não encontrar (2 horas por semana é mesmo muito pouco!!), mas ainda não me arrependi. Também não estou a ver nenhuma área da qual goste tempo e que tenha mais empregabilidade. No entanto, se me aparecer emprego noutra área, abdico da Psicologia. Neste país funcionamos assim!
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » terça nov 13, 2007 1:23 am

Nada de desanimar minha gente :D

Vocês são o Futuro do nosso país.

Força Psicologos/as :D
Vendo pizzas congeladas :D
Maria82
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 152
Registado: quinta mai 25, 2006 11:24 am
Contacto:

Mensagempor Maria82 » terça nov 13, 2007 1:09 pm

olá teresa. a minha experiência tb não é muita, mas vou tentar resp às tuas perguntas:)
1- Há quanto tempo tiraste a Licenciatura?
Terminei em 2004, e actualmente estou a fazer uma Pós-graduação.
2- Em que área?
No ISMAI não há área de especialização, mas todo o nosso programa curricular é voltado para a área clínica e educacional.
3- Em que escola?
Acabei por responder a esta na pergunta anterior:)
4- Desde que tens o "canudo", quantas vezes conseguiste trabalhar na área e por quanto tempo?
Ainda não pude trabalhar na área pretendida, que é clínica privada. No entanto, trabalhei um ano no Projecto financiado pelo Estado Europeu, no âmbito da Violência Doméstica; trabalhei seis meses no CNO, como técnica de RVCC e actualmente estou noutro CNO, também como técnica (espero que durante algum tempo, muito!) :)
5- Se estás empregado (a), como conseguiste arranjar emprego? Por candidatura espontânea! Aliás, é a segunda vez que sou colocada por candidatura espontânea! (É mesmo verdade, zero-cunhas!)
6- Se estás desempregado (a), estás arrependido (a) de ter escolhido este curso?
Estive muito tempo desempregada, mas em nenhuma situação me senti arrependida ou com vontade de ter tirado outro curso! Isso nunca mesmo:)

Espero ter ajudado! Entretanto, não desesperem! Eu vou tendo a esperança que a nossa situação mude!!!
Maria João:)

A lutar contra o desemprego desde 2004;)

Visitem: www.gabpsicologia.no.comunidades.net
ticaacit
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 16
Registado: quarta mar 14, 2007 2:09 pm
Localização: Viseu

Mensagempor ticaacit » terça nov 13, 2007 2:20 pm

Oláa!!entao aqui vai...
1- tirei o curso à 8 meses
2- PSicologia Organizacional, especialização na vertente Educacional
3- ISLA BRAGANÇA
4- Bem, estou como voluntária numa escola Eb 2,3
5- ...
6- Arrependida não estou..não podemos é parar..apostar sempre na formação e tornarmo-nos versáteis..fazendo todo o tipo de trabalho!já alguém disse« parar é morrer!»
:D
samiali
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 36
Registado: sexta jul 06, 2007 4:51 pm

Mensagempor samiali » terça nov 13, 2007 4:12 pm

Ca vão as minhas respostas!

1- Terminei em Maio de 2007
2- Clinica
3- Universidade Fernando Pessoa
4- Bem como não acabei há muito tempo e também não tenho cunhas, ainda não consegui arranjar nada muito fixo. Estou numa clinica onde trabalho em regime de prestação de serviços, mas a sconsultas que vão surgindo são muito poucas. neste momento estou a fazer investigação e espero em breve receber uma bolsa...
5- Na clinica foi por conhecimento pessoal (sim não foi cunha foi porque não tinham lá psicólogo e em conversa surgiu a oportunidade. Se algum dia conseguir arranjar emprego por cunha não terei qualqre problema em o dizer). Na universidade, fui convidada pelo professor responsável pelo centro de investigação.
6- Nunca me arrependi de ter tirado psicologia. Sempre foi o que quis e continua a ser a area que mais me fascina... caso contrário não teria investidos tanto dinheiro no curso. No inicio desanimei um bocado mas agora estou à espera da minha oportunidade (ela deve de andar por ai). Acredito que a situação da psicologia ira mudar no nosso país...
AbLaZe
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1498
Registado: sexta jun 01, 2007 12:27 pm
Localização: Neverland

Mensagempor AbLaZe » sábado nov 17, 2007 8:04 am

Este tópico é altamente deprimente... :roll:
Vi Veri Veniversum Vivus Vici
Geninha_33
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 1
Registado: domingo nov 11, 2007 9:49 pm

Mensagempor Geninha_33 » sábado nov 17, 2007 10:52 pm

Boa noite a todos, é a minha estreia neste site. Então, após uma consulta ao fórum, decidi começar por responder a estas questões que a colega está a colocar, pois, desta forma, ficamos a conhecer-nos um pouco mais.
1- Acabei a Licenciatura em 1999
2- Na área de Clínica.
3- ISMAI
4- Esta pergunta é caricata. Consegui "trabalhar" 2/3 meses como psicóloga na área de clínica. Trabalhar, isto é, estive como voluntário no Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, como psicóloga e fazia tudo o que as colegas psicólogas faziam. Mas como o voluntariado não paga contas a ninguém, tive que trabalhar mesmo.
5- Estou empregada, não na área de psicologia, mas trabalho.
Eu li opiniões dos vários colegas aqui do fórum, e é verdade sem o factor C, ninguém vai a lado nenhum, mas hoje o factor c, já tem que ser um SR. FACTOR C, muito grande, pois de outra forma não se arranja trabalho.
Para nós psicólogos, que tanto gostaríamos de exercer clínica, tem que ser um "C" muito grande, pois, infelizmente, não há vagas e as poucas que há, efectivamente, já estão ocupadas antes de abrir.
A colega não fique desanimada, estamos a passar um período dificil, mas tem que acabar e depois, os psicólogos, apesar de já serem necessários, vão abrir concursos e vamos poder trabalhar.
anaté
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 109
Registado: segunda ago 08, 2005 8:43 pm

Mensagempor anaté » quarta nov 28, 2007 10:11 pm

Olá! :)
De facto este topico é deprimente como dizia um colega anteriormente...mas a realidade é mesmo esta!!!
Eu posso responder de um modo sucinto ao que a colega perguntou:
Terminei a minha licenciatura em Psicologia Clinica, em Dezembro 2004, no ISCS-N (cespu).
Desde entao tive algumas situações em que acreditei mas que nao foram suficientemente sustentaveis, tais como a partilha de consultório médico com clinico geral(que pretendia que cobrasse valores elevados, interrompia-me as consultas, controlava-me o tempo todo!), um estágio profissional em centro social em que tinha aí umas 4 funções, desde coordenadora a assistente social até animadora de idosos..., enfim. depois surgiu uma oportunidade de outro estágio profissional que efectuei mas com imenso esforço e porque me encontrava em supervisão e consegui aguentar toda a "carga" que advinha da direcção - que queriam que fizessemos tudo, desde "engalhar"os utentes a assistentes sociais, menos psicologia!
e entretanto estive desempregada...como estou agora, desde Abril!!!
Estou a começar nao aguentar mais, e nao saber o que fazer!!! pior...nao consigo ver solução!!! e esta história de acreditar!!! em quê!????
Já repararam na manipulação e balburdia que vai por aí??? os concursos que existem, a quantidade de pessoas a concorrer, a forma preversa como seleccionam pessoas, a maneira como nos usam e como decidem sobre nossas vidas!!??? e vamos ter esperança!!???em quê???!!!
Eu NAO ESTOU ARREPENDIDA porque vim para psicologia por vocação, e talvez por isso ainda esteja nesta situação...teho principios, tenho alguma ética...talvez por isso!!!
Mas, de facto estou a passar a pior fase da minha "carreira", no desemprego...e isto sim é depressivo!!!
Parece-me que a única coisa que ganho é a capacidade e a oportunidade de trabalhar na minha mente e no meu interior a capacidade de aguentar a frustração e a depressão e assim poder dar um sentido terapeutico a essas situações de sofrimento...mas pergunto-me: ser PSICÓLOGO é assim tão dificil, PORQUÊ???!!!!
Saudações, e Bem aja a quem se desafia SER PSICÓLOGO!!! :idea: :wink:
miosotis
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 211
Registado: segunda mai 03, 2004 7:35 pm

Mensagempor miosotis » quinta nov 29, 2007 12:29 am

Eu adoro a Psicologia, mas hoje teria tirado QUALQUER curso fora das ciencias humanas.

Hoje em dia quem ainda é crente que vai encontrar emprego em Psicologia só pode ter O PAI OU MÂE como administrador dum hospital , porque caso contrário, acreditam no pai natal e que a cicciolina é virgem !

Desculpem a piada, mas é o mais realista que consigo escrever.

Muitas pessoas vêm para psicologia para tratar de problemas pessoais (e deviam era fazer psicoterapia) ou porque é IN e penso que uma minoria por paixão. Ou agora Portugal é o país do mundo com mais vocacionados para psicologia? Porque país com mais psicólogos do mundo já deve ser... Com a enormíssima quantidade de licenciados na área, claro que a CUNHA é imprescindível para ter emprego. E vai ser cada vez pior, a cada ano que passa. Ou então o estado teria que gastar 5% do PIB em Psicólogos para empregar uns 15/ 20 mil...
anasofia
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 425
Registado: sábado fev 24, 2007 2:02 am

Mensagempor anasofia » quinta nov 29, 2007 2:08 am

Só de ler este tópico fico logo deprimida!
PsiSandrovski
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 320
Registado: segunda mar 12, 2007 7:31 pm
Localização: Braga

Mensagempor PsiSandrovski » quinta nov 29, 2007 10:04 am

Bem, cá vai a minha contribuição para a sondagem:

1- Há quanto tempo tiraste a Licenciatura?
Terminei em Outubro de 2006.
2- Em que área?
Clínica e Saúde
3- Em que escola?
FPCE - Universidade de Lisboa
4- Desde que tens o "canudo", quantas vezes conseguiste trabalhar na área e por quanto tempo?
Nenhuma! Basicamente, tenho espaço numa clínica, em regime de percentagem, mas por mais que divulgue não há clientes. Entretanto, iniciei um estágio (daqueles que pagam a bolsa de alimentação e transporte), em Recursos Humanos, para tentar abrir portas por outros lados...
5- Se estás empregado (a), como conseguiste arranjar emprego?
Ainda estou neste estágio miserável,mas não estou empregada... mesmo assim, resposta a anúncio do net-empregos lol
6- Se estás desempregado (a), estás arrependido (a) de ter escolhido este curso?
Esta é a pergunta mais difícil. Já disse muitas vezes que se voltasse atrás procurava outra coisa, qualquer coisa menos Psicologia.. Porém, o quê? Eu adoro psicologia, eu batalhei imenso para poder ser psicóloga... Enfim! Sinto que estou na fase mais cinzenta/negra desde a conclusão do curso...

**
Natacha
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 59
Registado: terça nov 06, 2007 2:24 pm
Contacto:

Mensagempor Natacha » quinta nov 29, 2007 12:00 pm

Então aqui vai...

1- Tirei a licenciatura em Julho de 2007
2- Psicologia Clínica
3- Universidade Lusófona
4- Ainda não arranjei nada nesta àrea
5- Neste momento estou a trabalhar num Call Center enquanto arranjo alguma coisa na àrea.
6- Não me arrependo de ter tirado este curso mas começo a pensar em fazer alguma coisa fora desta àrea porque as contas têm que se pagar...

Kiss Kiss
Gabinete de Psicologia - Algés

http://www.consultas-de-psicologia.blogspot.com/
Meia_Lua
Membro Amador
Membro Amador
Mensagens: 61
Registado: quinta out 25, 2007 10:40 pm

Mensagempor Meia_Lua » sábado dez 01, 2007 3:31 am

Então é assim:

1- Terminei a licenciatura em Julho de 2004;

2- Psicologia, ramo de Psicologia da Educação;

3- Na Universidade de Évora;

4- Embora tenha percorrido um camimho nem sempre estável, não me posso queixar muito... Quando terminei a licenciatura andei algum tempo a enviar CV´s, a ir a entrevistas, e nada.. zero... mas depois de 6 meses do fim do curso até aqui, tenho conseguido trabalhar sempre na minha área de formação, em escolas. Acontece que são muitas vezes trabalhos de 3 meses, 6 meses, a recibos verdes, e entre cada contrato fico parada 3/4 ou 5 meses, nos quais nlá voltava a mandar CV´s, a ir a entrevistas, e nada... Durante essas alturas fiz outras coisas, nomeadamente, participei em estudos na Universidade, como colaboradora. Neste momento estou com um contrato de 11 meses (a primeira vez sem ser a recibo verde!) mas é dividido entre dois agrupamentos de escolas.. Mas o balanço é positivo uma vez que tenho adquirido bastante experiência e sempre na área da minha formação;

5- Consegui por candidatura a concursos (Uns da DREAle, outros por anúncio público da própria escola);

6- Nunca me arrependi do curso nem da área que tirei, porque foi o que sempre quis, mas sinto-me por vezes desiludida com a forma como a nossa classe é tratada no nosso país, e consequentemente com a falta de oportunidades que nos proporcionam.

Saudações!
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » quarta dez 05, 2007 4:37 am

Deve ser o tópico mais deprimente do fórum.

Sem comentários e apenas desejando força de vontade a todos/as, e claro, sorte.

Tudo na vida, tem que haver tb sorte.
Vendo pizzas congeladas :D
miosotis
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 211
Registado: segunda mai 03, 2004 7:35 pm

Mensagempor miosotis » quarta dez 05, 2007 1:04 pm

Acho estranho que considerem o tópico "deprimente".

Ele apenas espelha a "realidade" da maioria dos psicólogos.

Mais deprimente acho que são as ilusões e as expectativas criadas por muitas pessoas, quando entram e enquanto estão no curso, e esaas, sim, são muito irreallistas.
sandraF
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 391
Registado: sexta dez 21, 2007 3:47 pm

Mensagempor sandraF » quarta dez 26, 2007 10:33 am

Também concordo.

Infelizmente quando entrei no curso também tinha essas mesmas expectativas irrealistas, e sóooo por isso não estou arrependida.

Pelo menos isso ...

Voltar para “Mercado de Trabalho, Emprego e Carreira”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes