Serviços duvidosos

A regulação e regulamentação da formação e do exercício da psicologia em Portugal. A acreditação e certificação. A organização da classe profissional. Os direitos e deveres laborais. As organizações representativas. A identidade e a imagem dos Psicólogos.

Moderador: Cristina

Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Serviços duvidosos

Mensagempor Ana Rita » segunda out 18, 2010 10:36 pm

Hoje uma paciente minha entrou em contacto comigo para a aconselhar acerca de um casal amigo que procurou consulta de terapia de casal. A dita empresa, com franchisings por todo o lado (não posso dizer o nome), "apresenta-se" como tendo ao dispor psicólogos que fazem consultas de terapia de casal entre outros serviços. Na primeira consulta, apresentaram-lhes um contrato que teriam de assinar para prosseguir, do qual não deram cópia, e o casal apercebeu-se que aquilo era uma espécie de agência matrimonial. Como nunca consultaram um psicólogo e não sabiam bem os procedimentos, ficaram muito atrapalhados e acabaram por assinar, nao sabendo agora o que na realidade terão assinado.

Há pouco tempo, outro paciente, falou-me que consultou um psicólogo e que fugiu após a primeira consulta, pois este começou a falar imenso dos astros e das energias negativas que sentia. Disse-lhe literalmente "você está a transmitir-me muitas energias negativas", pelos vistos só faltava benzer-se no fim ou exorcizar o paciente. Felizmente ele percebeu que aquilo deveria ser um caso isolado e voltou a procurar.

Outro exemplo, uma outra paciente desde pequena que ouvia histórias de bruxaria, dos pais e pessoas da aldeia. Na adolescência desenvolveu perturbações de ansiedade relacionadas com o assunto, medo de estar sozinha, sensação de que algo olhava para ela etc. Só há pouco tempo me confessou que nessa altura quando era acompanhada por outra pessoa, a psicóloga lhe disse que achava que ela tinha um "cofre aberto??'"

Como profissionais, todos erramos, mas isto é demais! Considero também que algumas coisas que os pacientes nos dizem não sejam completamente verdade..deturpações, exageros. Mas não é por acaso que são muitas as vezes que este tipo de "histórias" nos são contadas.

Já se fazem contratos escritos para as pessoas fazerem terapia? Que direito tem um psicólogo, independentemente do que acredita, misturar as suas crenças? Este tipo de práticas só mancham o nosso trabalho!

Falava-se há tempos de um exame de admissão à Ordem, eu concordaria, mas não um exame de teor académico! :?
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
Cristina Machado
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 302
Registado: sexta jul 06, 2007 11:47 am

Mensagempor Cristina Machado » terça out 19, 2010 3:35 pm

Colega infelizmente, como em todas as áreas, e a nossa não é excepção, há bons e maus profissionais.

Concordo plenamente com a colega, errar é humano, mas este tipo de erros ou condutas menos correctas mancham e muito a nossa classe profissional.

Voltar para “Regulamentação, Exercício e Identidade Profissional”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes