Regulamento de Quotas e Taxas da Ordem dos Psicólogos

A regulação e regulamentação da formação e do exercício da psicologia em Portugal. A acreditação e certificação. A organização da classe profissional. Os direitos e deveres laborais. As organizações representativas. A identidade e a imagem dos Psicólogos.

Moderador: Cristina

miausof
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: terça fev 26, 2008 2:03 am

Mensagempor miausof » sexta out 22, 2010 3:01 am

Boa noite colegas! Subscrevo o que já foi dito por todos... Indignação, desespero, tristeza e a "desajuda" que a (des)ordem veio criar! Maldita hora que surgiu... Só tenho uma coisa a dizer os psis parecem não ter lugar na nossa sociedade e nas prioridades do nosso país! Sermos considerados técnicos superiores de saúde é um granda título, mas n passa disso, porque somos um lixo nesta sociedade! O país está como sabem e vai continuar se o futuro, nós jovens, não fizermos nada para o mudar. Estou na situação de muitos e já passei por um estágio profissional não remunerado de 12 meses mas n fiz a estupidez de horas que a ordem pede, fiz 680 fora os tpc, pois nesta profissão isso é algo que n falta mas que também ninguém conta, e neste momento vjo que esse estágio não contou para nada... Solução ou pelo menos começar por algum lado! Se houver manif, estou lá!!! No entanto acho que antes da manif deviamos fazer um abaixo assinado! Até me chego á frente para o elaborar, com a ajuda e sugestão de todos. Assim não pode continuar! Estamos a viver uma ditadura disfarçada! Obrigada a todos os que estão no mesmo barco e temos de passar das "palavrinhas" do forum á acção!
pi.r
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 113
Registado: quarta jan 07, 2009 10:45 am

Mensagempor pi.r » sexta out 22, 2010 7:24 am

miausof e todos os colegas indignados

Há muitos meses que está online uma petição, já entregue à assembleia da república. O Movimento Continuo Psicólogo tem levado a cabo diversas medidas no sentido de repor a justiça e impedir a desqualificação. A próxima, já em andamento, é uma acção judicial conjunta. Informem-se em http://continuopsicologo.blogspot.com
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » sexta out 22, 2010 12:57 pm

PSC Escreveu:Ademais, voltando agora ao seu testemunho Cristina fiquei sem entender se
apesar de até hoje nunca ter conseguido ser contratada (e remunerada) como psicóloga

como é que
Acrescento que hoje continuo a exercer psicologia (no ramo psicoterapêutico) mas em part-time, e em regime privado (e não consigo suportar a vida com este trabalho).

... :?
Apenas nem entendi o seu testemunho p alem da ovaçao à ordem :!:


PSC, percebo que no meio do que aqui se tem dito, o meu testemunho pareça uma ovação à Ordem, mas não é. Só quero dizer que é melhor com Ordem do sem ela, apesar de haver coisas com que podemos não concordar ou que nos pareçam que tenham de ser revistas.

Além do mais, parece-me que, como em tudo, quando algo se inicia, nunca está no seu auge de funcionamento, as coisas tem de ser limadas e adaptadas às realidades que se vão verificando na prática e como tal, espero que a Ordem vá ajustando as coisas de acordo com as realidades e reclamações dos interessados, para que se vá estabelecendo em harmonia e de acordo com os interesses de todos os profissionais.

Eu também gostava de ver a ORDEM a garantir estágios profissionais remunerados a todos, não tivessem de ser os próprios a procurá-lo e terem de se sujeitar à gratuitidade (porque parece que assim vai continuar a ser por mais tempo antes que vejamos mudanças nesse campo), mas compreendo que tal não é função da ORDEM, pois ela não é Entidade Empregadora, mas Entidade reguladora e que deve é garantir que as condições legisladas, no que ao trabalho dos psicólogos se refere, são cumpridas.

Já agora, uma vez que (e cito): “ Simplesmente não vejo benefícios p os psicólogos em geral c a chegada desta ordem, nem me congratulo pela sua existência”, qual é a alternativa que sugere?
psiana
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 765
Registado: quarta set 13, 2006 11:47 am
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor psiana » sexta out 22, 2010 12:57 pm

[quote="Cristina SilvaPsiana, mas aqui, parece-me que estamos a falar de outra coisa. Acho que tem mais a ver com a formação especializada nas várias Escolas de Especialidades (que obriga a uma formação específica nas Associações e Escolas próprias).

Parece-me que tem mais a ver com isso e não com os estágios de carreira do SNS (essa é uma regulamentação específica para ingressar no SNS como Técnico Superior de Saúde, e portanto só podiam ser especialistas esses, o que não corresponde à realidade. Há psicólogos especialistas que podem nunca ter trabalhado no SNS)
Penso eu, mas não sei se estou a interpretar bem.[/quote]

Cristina

Confesso que quando respondi (há hora que foi) ainda nem tinha tido tempo de ler a legislação com "cabeça". Limitei-me a responder à expressão "especialista" porque pensei que fosse essa a dúvida.
Agora peço desculpa porque acho que, de facto, não era essa "especialização" que se tratava, mas sim a que referes...
Na verdade, também não tenho certeza, pode ser uma interpretação incorrecta... estou confusa :?
cristinapereira
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 276
Registado: quinta mar 03, 2005 1:29 pm

Mensagempor cristinapereira » sexta out 22, 2010 1:39 pm

O termo não me parece claro, pois "especialista" pode ser o psicólogo que está na carreira do SNS e já fez o estágio de carreira, pode ser a área de especialização da licenciatura (clínica, social, etc.), pode ser a área do mestrado (psicopatologia, saúde, etc.) ou pode ser a área do curso de psicoterapia (breve, familiar, psicanalista, etc.). Já contactei a Ordem e ainda não me responderam. Se utilizam o termo no Decreto-Lei, já devem ter a sua definição algures.
Sarapm
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 25
Registado: sexta out 05, 2007 1:16 pm
Localização: Porto

Mensagempor Sarapm » sexta out 22, 2010 3:33 pm

Olá colegas,

desculpem a expressão mas estou passada de todo!

Tenho 18 meses de experiência comprovada até Abril de 2009 mas a Ordem não considerou o volume de trabalho relevante para me considerar Membro Efectivo.

Após Abril de 2009 acumulei experiência de trabalho considerada para a Ordem relevante mas, uma vez que é posterior a Abril de 2009, terá de ser avaliada pela Comissão de Estágios.

Daí que tenha perguntado à Ordem quando é que a Comissão de Estágios poderá dignificar-se a analisar o meu processo e eis que a resposta foi que não há Comissão de Estágios!

Deve-me estar a escapar qualquer coisa! Segundo o que eu percebi a minha experiência será atestada por uma entidade que ainda não existe e que não tem perspectivas de existir num futuro próximo uma vez que não me souberam informar de quando essa comissão será formada.

Digam-me por favor que eu não entendi bem!
Sara Portela
Nefertiti
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta out 01, 2008 11:00 pm

Mensagempor Nefertiti » sexta out 22, 2010 4:27 pm

Não quero ferir qualquer susceptibilidade, mas... serei a única a achar estranho (para não dizer algo mais) que a data de experiência profissional seja somente até Abril de 2009??? :?

No mínimo vergonhoso o que se está a passar... e pior: que todos os profissionais (sem excepção) desta classe não se unam para lutar pelo bem comum
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » sexta out 22, 2010 5:46 pm

Nefertiti Escreveu:Não quero ferir qualquer susceptibilidade, mas... serei a única a achar estranho (para não dizer algo mais) que a data de experiência profissional seja somente até Abril de 2009??? :?

No mínimo vergonhoso o que se está a passar... e pior: que todos os profissionais (sem excepção) desta classe não se unam para lutar pelo bem comum


No Artigo 84.º da Lei n.º 57/2008 de 4 de Setembro que Cria a Ordem dos Psicólogos Portugueses e aprova o seu Estatuto, pode-se ler:

“Consideram -se dispensados da realização de estágio profissional os licenciados que, tendo realizado uma licenciatura de quatro ou cinco anos com estágio curricular incluído, comprovem o exercício profissional da psicologia durante um período mínimo de 18 meses até à data da nomeação da comissão instaladora da Ordem nos termos a definir por esta”.

A 16 de Abril de 2009, foi publicado, em Diário da República, o Despacho com a nomeação, por parte da Ministra da Saúde, da Comissão Instaladora da Ordem dos Psicólogos.

Responde há sua estranheza?
pi.r
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 113
Registado: quarta jan 07, 2009 10:45 am

Mensagempor pi.r » sexta out 22, 2010 5:54 pm

Nefertiti Escreveu:Não quero ferir qualquer susceptibilidade, mas... serei a única a achar estranho (para não dizer algo mais) que a data de experiência profissional seja somente até Abril de 2009??? :?

No mínimo vergonhoso o que se está a passar... e pior: que todos os profissionais (sem excepção) desta classe não se unam para lutar pelo bem comum


Como assim estranho? Essa é a data de nomeação da comissão instaladora, logo a data de contagem dos 18 meses retroactivos, conforme consta nos estatutos.

É por essa razão que alguns de nós estão há meses a lutar pela modificação da lei, junto da Assembleia da República, da Ordem, e das mais diversas e altas instâncias deste país.

Há no mínimo 10 000 psicólogos desqualificados, e até há 2 dias só 1500 tinham assinado a petição, online desde Janeiro, para modificar essa data que refere. Nos últimos dois dias, mais 50 acordaram para a dura realidade. Mas alguns psicólogos já estão unidos, há bastante tempo, a lutar por todos os outros que não têm lido as leis que regulam a profissão.

http://continuopsicologo.blogspot.com
http://www.ipetitions.com/petition/continuopsicologo
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » sexta out 22, 2010 6:27 pm

pi.r Escreveu:
.... que não têm lido as leis que regulam a profissão.

http://continuopsicologo.blogspot.com
http://www.ipetitions.com/petition/continuopsicologo


Como diria o outro, essa é que é a questão fundamental!

Para que os 10.000 psicólogos desqualificados (com base na legislação) possam reinvidicar no sentido de verem a sua experiência profissional reconhecida (a experiência profissional realizada após Abril de 2009), só mesmo através da revisão da lei. Como vivemos num Estado de Direito, há que exercer os direitos. E pedir a revisão de uma lei, é um direito que assiste a todos.
Ana Rita Serra
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 20
Registado: domingo out 25, 2009 4:40 pm

Mensagempor Ana Rita Serra » sexta out 22, 2010 7:20 pm

Cristina Silva Escreveu:
pi.r Escreveu:
.... que não têm lido as leis que regulam a profissão.

http://continuopsicologo.blogspot.com
http://www.ipetitions.com/petition/continuopsicologo


Como diria o outro, essa é que é a questão fundamental!

Para que os 10.000 psicólogos desqualificados (com base na legislação) possam reinvidicar no sentido de verem a sua experiência profissional reconhecida (a experiência profissional realizada após Abril de 2009), só mesmo através da revisão da lei. Como vivemos num Estado de Direito, há que exercer os direitos. E pedir a revisão de uma lei, é um direito que assiste a todos.


Vamos a isso então... Como podemos fazer? (Desculpem, mas quando não se sabe pergunta-se) Eu já assinei a petição e assino o que tiver de assinar para tentar mudar esta lei ridícula e que só vem ajudar no desprestigio do trabalho dos psicologos.
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » sexta out 22, 2010 7:50 pm

Ana Rita Serra Escreveu:
Cristina Silva Escreveu:
pi.r Escreveu:
.... que não têm lido as leis que regulam a profissão.

http://continuopsicologo.blogspot.com
http://www.ipetitions.com/petition/continuopsicologo


Como diria o outro, essa é que é a questão fundamental!

Para que os 10.000 psicólogos desqualificados (com base na legislação) possam reinvidicar no sentido de verem a sua experiência profissional reconhecida (a experiência profissional realizada após Abril de 2009), só mesmo através da revisão da lei. Como vivemos num Estado de Direito, há que exercer os direitos. E pedir a revisão de uma lei, é um direito que assiste a todos.


Vamos a isso então... Como podemos fazer? (Desculpem, mas quando não se sabe pergunta-se) Eu já assinei a petição e assino o que tiver de assinar para tentar mudar esta lei ridícula e que só vem ajudar no desprestigio do trabalho dos psicologos.


A lei não é rídicula, ela tem fundamento.
Agora, o que acontece, e específicamente relativo a esta questão, é que se pode revelar injusto, por exemplo, para uma pessoa que até à data legal tenha apenas 17 meses de experiência profissional para comprovar, mas na realidade fez mais do que isso, só que, o restante tempo foi após a data legislada. Essa pessoa, pode e deve lutar no sentido de a sua situação ser analisada para eventualmente poder ser-lhe consiredado um mês de experiência após a data legislada (o tal mês que perfaria os 18 meses).
Isto é um só um exemplo, haverá concerteza vários outros e por isso ser uma questão complexa, pois mesmo que se mudasse a data, nunca haveria uma data ideal para abranger todos os que se sentem lesados. Mas com certeza que se poderá resolver de outras formas, e dependendo de cada caso.

É uma questão para a Ordem e outras Entidades de direito analisarem.
Ana Rita Serra
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 20
Registado: domingo out 25, 2009 4:40 pm

Mensagempor Ana Rita Serra » sexta out 22, 2010 7:59 pm

Não somos da mesma opinião Colega, mas como disse é uma questão complexa...
Nefertiti
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta out 01, 2008 11:00 pm

Mensagempor Nefertiti » sexta out 22, 2010 8:41 pm

Acho que não me fiz entender... eu sei que essa é a data de nomeação da comissão instaladora, mas quando começaram as inscrições para a Ordem? Não faz sentido não se ter em conta os restantes meses de experiência profissional (mas esta é só a minha opinião).
Tal como todos vocês eu também acho injusto este aspecto e já não estou nessa situação e assinei a referida petição, tal como outras.
Estou com todos vocês!
Como já disse é uma luta de todos e em prol da dignificação da classe!

Boa sorte a todos
Fata
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 16
Registado: segunda mai 18, 2009 1:23 am

Mensagempor Fata » sexta out 22, 2010 10:26 pm

estou desesperada com o que tenho lido... Passei um ano inteirinho desesperada à procura de trabalho, inclusivamente de um estágio profissional! Agora que consegui arranjar algo e do qual gosto muito e já trabalho há algum tempo, vem a ordem e faz iso ??!!!! Não faltará quem ocupe a minha vaga, onde estará ela quando terminar o dito estágio???
Isa Eduarda Freitas
Membro Amador
Membro Amador
Mensagens: 46
Registado: segunda jul 26, 2010 11:28 am

Mensagempor Isa Eduarda Freitas » sábado out 23, 2010 12:04 pm

Bem colegas, sinceramente e tendo em conta o desenrolar dos factos nas últimas semanas, sinto-me desiludida com toda esta situação e já nem posso ouvir falar da ordem. A minha questão é? para quê a ordem? será para regulamentar a nossa profissão ou será para criar mais um lobby?è que sinceramente não entendo? a questão dos 18 meses é ridicula... que a pessoa tenha que fazer um estágio profissionalizante até aí concordo? mas porquê 18 meses?
Quando saiu o despacho eu tinha apenas 9 meses de experiencia profissional...neste momento já tenho dois...e o que acontece o meu processo está em reavaliação...até quando?pelos vistos e como o colega acima referiu nem há a dita comissão de estágios...o que é isto?
Neste momento já estão a pedir nos concursos cédula profissional, e como é que fica a situação??? vêmos os concursos a passar, obvio.
Tenho conhecimentos de outras ordens como as dos enfermeiros, que mal a pessoa acaba o curso, inscreve-se e automaticamente lhe passam a cédula.
O que eu considero é que estes teatros tem que acabar e o pessoal tem que se mexer nesse sentido.
freddie
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 329
Registado: sábado fev 02, 2008 6:17 pm
Localização: Porto

Mensagempor freddie » sábado out 23, 2010 12:35 pm

Olá colegas.

Já viram esta notícia da OPP?
https://www.ordemdospsicologos.pt/noticia/84

Parece que dá para esclarecer algumas questões.
freddie
Isa Eduarda Freitas
Membro Amador
Membro Amador
Mensagens: 46
Registado: segunda jul 26, 2010 11:28 am

Mensagempor Isa Eduarda Freitas » sábado out 23, 2010 12:44 pm

colega Freddie, por acaso já tinha tomado conhecimento desta noticia, no entanto existem aspectos que não se entende. se os colegas tem reparado já há concursos que abrem a pedir a cédula profissional e ainda há concursos públicos que pedem cédula profissional como membro efectivo, salvo o erro aconteceu no concurso do municipio de Marco de canavezes, e no meu caso, onde é que ela está????Ou seja mais uma oportunidade que se vai. :cry:
PSC
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 216
Registado: domingo set 06, 2009 9:22 pm

Mensagempor PSC » sábado out 23, 2010 3:04 pm

freddie Escreveu:Olá colegas.

Já viram esta notícia da OPP?
https://www.ordemdospsicologos.pt/noticia/84

Parece que dá para esclarecer algumas questões.


Ao invés de alguns aspectos legais pouco explícitos na lei, essa noticia vem fazer o óbvio, como ja tinha referido por agora: inscritos está todo o q pagou 180 e foi aceite, pq o resto ainda n está a funcionar.

O único bom senso possível.
Contudo, mesmo achando q era esse o ponto da situaçao não altera em nada a minha posiçao fase ao conteudo dos procedimentos e regulamentos a adoptar num futuro proximo.
Ademais, a lei deveria ser explicita em si, é dever da lei sê-lo.
Ademais, exceptuando os actuais "efectivos", continuamos a operar num terreno movediço em q só temos a garantia que os 180e e um curso de 5 anos na área nos poupam da OPP nos acusar de algo.
Ademais, a partir do momento em q haja a tal CE e a OPP possam lucrar um pco mais connosco entramos numa nova fase em que a OPP ja nao nos "salva" de virmos a ser apontados pela propria ou por terceiros como estando em usurpações de titulo. A menos q ja tivermos entrado c o tal processo de pedido de estagio ou reconhecimento (aka dinheiro).
Etcs...

N me agrada a ideia de apenas ter protecção, apesar de n estar conforme a lei p poder exercer autonomamente, pq paguei 180e 8) (sim tb pq tenho um curso psicologia q totaliza 5 anos; mas alguns dos q n têm se for só mesmo por aí ha univ q dao tantas equivalências a pessoas q antes tinha outros cursos q num ápice passam tb a preencher esse requisito).

Ou seja: ademais, continuo a nao sentir que a OPP seja uma mais valia no presente e no futuro.
Pronto. É apenas mesmo isso.
Acho q as pessoas qdo se unem verdadeiramente por uma causa em que acreditam e acham justa têm força, independentemente de existirem OPPs, cédulas e vinhetas p comprovar o q seja...
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » sábado out 23, 2010 3:09 pm

Sim, fica por resolver a situação da cédula.
De qualquer das formas já foi um avanço. Muitos colegas acharam ridículo e utópico quando há vários meses foi mencionado que possívelmente a Ordem não iria retirar direitos a quem já estava a exercer, mesmo que a lei assim o desse a entender. Esta é uma demonstração de que estão de facto a atender a estes casos, e precisamente, como também já foi mencionado, porque as pessoas mexem-se e colocam as suas situações particulares. A Ordem também somos todos nós, não são só o elementos da mesma. Ganhamos em reinvindicar o que está errado para que seja mudado, não ganhamos nada em simplemente nos insurgirmos contra tudo.

Apesar de não estar em funcionamento pleno, e de haver coisas a mudar, ao contrário do PSC acho que precisamos de uma Ordem. Foi aliás preciso ela surgir, para nos mexermos a reinvindicar os nossos direitos. Até agora estávamos confortáveis no salve-se quem puder!
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.

Voltar para “Regulamentação, Exercício e Identidade Profissional”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 5 visitantes