Desrespeito entre psicólogos

A regulação e regulamentação da formação e do exercício da psicologia em Portugal. A acreditação e certificação. A organização da classe profissional. Os direitos e deveres laborais. As organizações representativas. A identidade e a imagem dos Psicólogos.

Moderador: Cristina

Concordam com a união e apoio entre psicólogos independentemente do seu local de formação universitária?

Sim, concordo
102
91%
Não concordo
10
9%
 
Total de votos: 112
Liliana Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 26
Registado: terça mar 15, 2005 9:30 pm
Localização: Porto

Desrespeito entre psicólogos

Mensagempor Liliana Silva » quinta mar 08, 2007 6:20 am

Colegas e amigos


Alguns provavelmente não terão conhecimento do forum em questão, de qualquer forma e de uma vez por todas os psicólogos deveriam formar um colectivo unido e apoiante.
Aquilo que vejo quando navego na internet chega a ser no mínimo miserável. Colegas lutam contra colegas, por causa do local onde realizaram a sua formação, por causa da corrente com a qual se identificam, por causa da área de formação, que tal como nós psicólogos, ajudam e trabalham o ser humano, o pensamento, o comportamento, a saúde mental e física, o bem-estar.

Com certeza beneficiaríamos mais, unidos, partilhando conhecimentos, ajudando colegas a melhorar a sua formação, técnica, etc. Afinal de contas o objectivo principal são os nossos pacientes, que chegam até nós, como se muitas das vezes, fossemos os únicos, que os compreende, escuta, ajuda e com a nossa formação capacita-os de um auto-conhecimento, de técnicas e armas para se auto trabalhar/conhecer , etc....É esse o nosso objectivo e dos demais colegas e amigos.

Por este motivo, convido-os a navegarem/participarem no fórum ExpressoEmprego e tirarem as vossas próprias conclusões e análises:


http://expressoemprego.clix.pt/scripts/ ... opicId=238



É por este motivo que a maioria dos Portugueses não conhecem o que é, o psicólogo ou a psicologia, nem o seu imprescindível e vital papel, diário, em todos nós, nas nossas vidas profissionais, ou privadas.
Como é que algum dia iremos conseguir uma Ordem que nos proteja!? Se entre nós, em vez de nos apoiamos e sermos humildes, tentamos denegrir a imagem do outro, não apoiamos os que precisam de formação, conhecimentos ou supervisão, não lutamos pelos direitos, estatuto e reconhecimento!


Participem, apesar de na maioria dos casos, o que se encontra em discussão ser o local de frequência universitária e sem querer defender ou proteger o ISMAI, no final o que se revela é o profundo desrespeito pela classe.

Passem aos vossos amigos quer sejam ou não psicólogos ou das áreas sociais, a psicologia necessita de informar de se mostrar, talvez assim, sejemos uma classe tão importante e usada como a medicina, tal como se verifica por exemplo nos EUA ou na Inglaterra.

Atentamente


Liliana Silva
[color=indigo]
[/color]
AlexandraVilela
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 27
Registado: terça set 18, 2007 11:33 am
Localização: Porto/Gondomar

votação

Mensagempor AlexandraVilela » quinta jan 10, 2008 12:36 pm

Eu fui aluna do ISMAI e ao contrário do que muitos julgam..nada me foi facilitado por isso é tempo de união em torno da criação da ORDEM, pois ela é URGENTE! Só assim seremos uma classe com limites e fronteiras definidas, com legislação e formas de actuação e sim..o mais importante..profissionais unidos pelo bem psiquico de todos!
Obrigado pela sua preocupação.
Flávia
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 295
Registado: quarta ago 23, 2006 11:02 am

Mensagempor Flávia » segunda fev 18, 2008 8:34 pm

Claro q eu concordo...

eu n acho q seja a faculdade que nós torne bons psicologos... alguns professortes podem ajudar mas é na prática e na luta diaria que nós tornamos bons ou maus profissionais...

se formos sufecientemente humildes para aprender com td e todos, certamente vamos longe!!!
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » segunda fev 18, 2008 8:59 pm

Concordo com o que a colega flávia disse :wink:
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
anasofia
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 425
Registado: sábado fev 24, 2007 2:02 am

Mensagempor anasofia » segunda fev 18, 2008 9:53 pm

eu tambem concordo com a flávia...
acho que não é propriamente a universidade que nos faz bons profissionais! na universidade aprendemos as bases, que depois vimos a desenvolver ao longo da vida...
não sou da opinião que só porque sou da faculdade xpto vou ser um psicologo excelente.
joaofreire_ubi
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 26
Registado: terça jul 01, 2008 10:52 am

Mensagempor joaofreire_ubi » quinta jul 10, 2008 11:55 am

Alto... Nem tanto ao mar nem tanto à terra...

Definitivamente, o sítio onde estudamos não é determinante do profissional que somos. Contudo, a formação que obtemos no nosso percurso é influente nas nossas competências (que não devem ser confundidas com capacidades). Assim, um aluno do Minho não é necessariamente melhor que um aluno da Lusíada. Contudo, teve mais oportunidades de formação e melhores professores. Mas, se por exemplo o aluno da Lusíada se mexeu durante o curso e fez formação complementar, foi a conferencias, leu livros, investiu nos trabalhos e no estudo individual e o aluno do minho dormiu à sombra da bananeira, o aluno da Lusíada poderá ser melhor.

Acho que relativizar as coisas é necessário. É verdade que algumas faculdades privadas facilitam, porque o seu interesse não está no processo, mas sim no produto.

Em síntese, acredito que a resiliência de um aluno numa faculdade privada ou não clássica terá de ser maior para ter a mesma qualidade de ensino. A qualidade da aprendizagem, contudo, depende de cada um. O melhor professor do mundo não consegue ensinar alunos que não vê, que não o ouvem e que ele não conhece...

(ok ok, talvez por e-learning...lol)
anasofia
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 425
Registado: sábado fev 24, 2007 2:02 am

Mensagempor anasofia » quinta jul 10, 2008 11:56 am

joaofreire estou de acordo!!
O homem solitário ou é uma besta ou é um Deus. (Aristóteles)
Bacelar
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 358
Registado: terça mar 04, 2008 3:10 pm
Localização: Lisboa

Hmmmm Profundidade depois das consultas

Mensagempor Bacelar » quinta jul 10, 2008 1:50 pm

:P

Acho bastante relevante o tema referido.

Psicólogo é aquele que aprende no dia-a-dia e jamais recrimina, realiza juízos ou age em virtude de conceitos pré-concebidos, face à pessoa que têm à sua frente: seja ela seu utente/paciente/cliente, ou seu colega de profissão.

Críticar é construtivo mas Delimitar Nomeando é Abusivo.
Cliché: "Todos diferentes, todos iguais".


Sem ferir susceptibilidades e
com os melhores cumprimentos
Bacelar
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Re: votação

Mensagempor Cristina Silva » quinta jul 10, 2008 4:35 pm

AlexandraVilela Escreveu:é tempo de união em torno da criação da ORDEM, pois ela é URGENTE! .


O problema é que a criação da ORDEM não depende apenas da união da classe, pois se esse fosse o factor necessário, há muito já a teríamos, pois, como já referi noutro post qualquer, se há algo que nos une a todos é exactamente a não existência da ORDEM e o desejo de todos para a constituição da mesma.

Quanto à ORDEM, gostaria de ver respondidas algumas questões que já lancei no campo ORDEM DOS PSICÓLOGOS, mas que até agora não teve qualquer resposta. Como talvez tenha mais sucesso neste espaço, transcrevo esse mesmo texto para aqui:

"Gostava de saber o que se passa na realidade em relação à constituição da Ordem dos Psicólogos, pois já andamos nisto há bué!

A 12 de Outubro de 2004, foi assinado um projecto de lei que diz criar e aprovar o respectivo Estatuto, PROJECTO DE LEI Nº506/IX, e que foi assinado pelos seguintes deputados:
Guilherme Silva (PSD), Nuno Teixeira de Melo (CDS-PP), Álvaro Castello Branco (CDS-PP), João Pinho de Almeida (CDS-PP), Marcelo Mendes Pinto (CDS-PP) e Massano Cardoso (PSD)
Informação retirada em:
http://www.psicologia.com.pt/profission ... 506_IX.pdf

Depois, em:
http://www.psicologia.com.pt/profission ... _12_17.pdf, encontro isto:

“DAR II série A Nº.70/X/1 2005.12.17, Texto de substituição da Comissão de Trabalho e Segurança Social e anexo incluindo o relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos,
Liberdades e Garantias

PROJECTO DE LEI N.º 91/X
(CRIA A ORDEM DOS PSICÓLOGOS PORTUGUESES E APROVA O SEU ESTATUTO)

PROJECTO DE LEI N.º 152/X
(CRIA A ORDEM DOS PSICÓLOGOS PORTUGUESES E APROVA O SEU ESTATUTO)
………………..
……………………….
……………………………
Palácio de São Bento, 13 de Dezembro de 2005.
A Deputada Relatora, Sónia Sanfona - O Presidente da Comissão, Osvaldo Castro.
Nota: As conclusões e o parecer foram aprovados por unanimidade, tendo-se registado a ausência do PCP, do BE e de Os Verdes.”


Depois, no site da APOP, uma das últimas notícias (7-12-2007) sobre o assunto diz:

“Foi aprovada ontem, dia 06-12-2007, a Lei que regula o regime das Associações Públicas Profissionais (Lei-Quadro), que em Junho do ano corrente, foi aprovada na generalidade. De acordo com o compromisso político assumido, a aprovação desta Lei permite que de seguida seja votado, de forma global e final, o Projecto-Lei que cria a Ordem dos Psicólogos e aprova os seus Estatutos (aprovado na generalidade, em Dezembro de 2005).

Continuaremos a trabalhar no sentido de concretizar o objectivo final, sensibilizando a classe política portuguesa para urgência do agendamento e do cumprimento dos compromissos assumidos.”

Questões e perguntas:

Pelo que eu percebi, até agora faltaram os votos dos partidos à esquerda;
E só falta uma votação global e final do Projecto-Lei que cria a Ordem, em que todos os partidos têm que participar, Certo?

Pergunto:
1- Porque é que os partidos à esquerda não assinaram os documentos acima indicados? Será que a APOP tem melhores relações com os partidos à direita e com os partidos do poder? Ou há algum entrave por parte dos partidos à esquerda para a aprovação dos Projectos-Lei acima indicados? (Eu não os li na integra e como tal não sei se haveria pontos de discórdia).
Se há entraves dos partidos à esquerda, gostava de saber quais são.

2 - Para que haja votação final, os partidos à esquerda também têm, obrigatóriamente, que apresentar um Projecto-Lei?

3- O que é que se passa afinal? É possível esclarecer aqui a malta? É que na ignorância é que não podemos decidir ou fazer nada.

Agradeço esclarecimentos a quem os souber dar e de preferência com alguma actualização. Esclarecimentos que, para quem não tem ligações com o poder ou com os partidos, necessita por direito democrático.

Obrigada.
Cristina Silva"

Por aqui se percebe quais os factores que levam à demora da constituição da ORDEM, e não será com certeza por falta de vontade de todos os profissionais ligados a Instituições, Associações, Partidos políticos ou Independentes.
secretsmiler
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 53
Registado: domingo dez 09, 2007 10:30 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor secretsmiler » quinta jul 10, 2008 4:56 pm

Posto tudo o que já foi dito acerca da formação do psicólogo, das capacidades do indivíduo versus local de formação académica, gostaria de lançar uma questão: será pertinente o pedido de pré-requisitos aquando da candidatura à universidade?

Visto que concordo com a opinião da maioria, isto é, poderão sair bons e maus profissionais de todas as faculdades, estando o cerne da questão na capacidade e no esforço individual, penso que seria uma forma de melhorar a qualidade do "produto" que sai para o mercado de trabalho.


Cumprimentos a todos.
:wink:
"Enquanto se espera que a razão governe o mundo, Fome e Amor asseguram o seu funcionamento..." (Schiller)
PsiLia
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 323
Registado: terça fev 19, 2008 11:26 am
Localização: Figueira da Foz

Mensagempor PsiLia » terça out 07, 2008 2:40 pm

A união faz a força!!!

Unidos vamos longe em termos científicos e de relação interpessoal...agora cada um a puxar a corda para o seu lado...sabemos que mais cedo ou mais tarde, rebenta!

Por isso, independentemente de A ou B ou C ter-se formado na universidade xpto ou noutra, não faz de nós superiores uns aos outros!!!

Temos é de nos apoiar mutuamente e evoluir partilhando e solicitando conhecimentos...afinal todos nós já fomos alunos um dia...

Cumprimentos cordiais

______________________________
Digam não à hipócrisia, inveja, individualismo...
lucia silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 228
Registado: sexta fev 18, 2005 12:18 am
Localização: Portugal

Mensagempor lucia silva » quarta out 08, 2008 10:22 pm

Boa noite colegas,

União sim!
"rebanho" nunca!
(A propósito da Ordem - no tópico correcto...)

Respeito pelas pessoas, sempre, e pelos colegas, incondicionalmente, mesmo quando não estamos de acordo, nem gostamos da Universidade ou do Ensino da mesma, da Associação, Sociedade ou corrente ideológica.

Na minha opinião o Outro deve sempre, incondicionalmente, ser respeitado, colega ou não, em primeiro lugar enquanto pessoa.
Nas suas convicções, ideais, filosofia de vida - com o maior respeito, e a máxima liberdade.
A união e o respeito entre psicólogos, ainda que divergentes numa qualquer matéria, é essencial, e será sempre, para a nossa dignidade enquanto "classe" e enquanto profissionais.

Saudações cordiais 8)

Voltar para “Regulamentação, Exercício e Identidade Profissional”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante