Nova Unidade de Terapia Familiar

A regulação e regulamentação da formação e do exercício da psicologia em Portugal. A acreditação e certificação. A organização da classe profissional. Os direitos e deveres laborais. As organizações representativas. A identidade e a imagem dos Psicólogos.

Moderador: Cristina

ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Nova Unidade de Terapia Familiar

Mensagempor ajpd » segunda ago 13, 2007 9:20 pm

Pois a ARS Algarve criou uma nova Unidade de Terapia Familiar em parceria com a Câmara Municipal de Faro. A equipa é constituída por um médico e uma assistente social, e está a dar muito bons resultados. São excelentes terapeutas familiares e a ARS está muito contente. Não são psicólogos. Entendido? Nem têm que ser. A terapia familiar não é exclusiva dos psicólogos, metam isso na cabeça.
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » segunda ago 13, 2007 10:58 pm

Caro Ajpd,

Para se ser Terapeuta Familiar não é obrigatório ser-se psicólogo, mas sim ter-se tirado o curso de 5 anos na sociedade portuguesa de terapia familiar. Ainda assim, a pessoa em causa não pode exercer como psicólogo ou seja, não pode prestar apoio psicológico individual nem realizar avaliações psicológicas.

O problema é que existem pessoas de outras áreas que se intitulam de terapeutas familiares ou de psicoterapeutas, sem terem tirado a formação necessária.

Independentemente do sucesso que relata na ARS do Algarve, só espero que tanto o médico como a assistente social, sejam de facto terapeutas familiares. Se assim for, não ha nada para meter na cabeça.
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Re: Nova Unidade de Terapia Familiar

Mensagempor psirui » terça ago 14, 2007 1:46 am

ajpd Escreveu:Pois a ARS Algarve criou uma nova Unidade de Terapia Familiar em parceria com a Câmara Municipal de Faro. A equipa é constituída por um médico e uma assistente social, e está a dar muito bons resultados. São excelentes terapeutas familiares e a ARS está muito contente. Não são psicólogos. Entendido? Nem têm que ser. A terapia familiar não é exclusiva dos psicólogos, metam isso na cabeça.


Desde que se fiquem por aí.......mas mesmo assim vocês como técnicos sociais deveriam dedicar se á vossa área.....deixem as questões da saúde mental para os técnicos de saúde mental. Psicólogos e Psiquiatras.
Façam o vosso trabalho direitinho que já não fazem pouco.........
Todo o processo terapêutico deveria ser exercido por quem tem formação psicológica ou psiquiátrica. Só esses têm competências básicas para o poderem fazer. Mesmo que façam uma formação em terapia familiar, há muitas coisas que ficam por saber e que só uma formação em psicologia pode dar!!!!
As questões da mente são exclusivas dos psis.....ou deveriam ser..... 8)
Por isso se chamam psis e não outra coisa qualquer!!!!!
ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Mensagempor ajpd » terça ago 14, 2007 1:52 pm

Se existem cursos de terapia familiar que legitimam essa intervenção, não há discussão. Neste caso em particular, ambos possuem formação enquanto tal.

Quanto à saúde mental, é uma área suficientemente abrangente para caberem vários tipos de intervenção. Não chega haver só psiquiatras e psicólogos. Essa é uma visão limitada. É óbvio que cada um desempenhará funções distintas. Mas também vejo muito psicólogo a querer desempenhar funções de assistente social. E quanto a isso ainda não vi serem tecidos comentários neste fórum.

Termino a lembrar uma questão, é que a abordagem a nível familiar, sempre foi um dos campos de maior tradição do Serviço Social. Ainda antes dos tempos de Mary Richmond. Logo, faz todo o sentido que os assistentes sociais desenvolvam terapia familiar, porque mesmo sem ter o curso em si, já o fazemos em diversos momentos da nossa intervenção.
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » terça ago 14, 2007 2:30 pm

Colega, ninguém aqui lhe disse que os assistentes sociais não intervêm com famílias, nem ninguém lhe disse que só chega haver psiquiatras e psicólogos. Uma coisa é intervir com famílias, outra coisa é intervir ao nível da saúde mental e fazer terapia familiar. Já lhe foi explicado que se o assistente social tirar o curso de 5 anos de terapia familiar, aí sim, pode intervir como terapeuta familiar. NUNCA um assistente social pode desenvolver terapia familiar sem ser terapeuta, aliás nem o psicólogo pode!!!

Eu ja intervi pontualmente com famílias, mas isso não é terapia familiar. Foi no momento uma mediação familiar que surgiu como necessária para a pessoa que eu estava a acompanhar. Se o colega, como assistente social se reunir com a família para fazer o seu trabalho, muito bem, mas por favor não diga que isso é terapia familiar.

Se vê psicólogos a quererem desempenhar as funções de assistente social, esses psicólogos estão a fazer um mau trabalho. Mas tal como nós não devemos à partida criticar os assistentes sociais, o contrário também seria correcto.
Talvez aqui não encontre ninguém a queixar-se porque este forum é mais direccionado a psicólogos. Talvez num forum de assistentes sociais, possa partilhar tais indignações.

São duas áreas que em conjunto funcionam muito bem. Já tive a oportunidade de trabalhar com uma assistente social no local de estágio e nunca andámos aos empurrões.
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » terça ago 14, 2007 6:29 pm

Eu só costumo chamar colega a um psicólogo!!!!!!!! 8)
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » terça ago 14, 2007 6:44 pm

Eu não :D , talvez porque me habituei a equipas multidisciplinares, que me fazem todo o sentido. Somos todos colegas, desde o enfermeiro ao médico, até ao assistente social.
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta ago 15, 2007 12:48 am

8) :mrgreen:
Última edição por psirui em quarta ago 15, 2007 12:51 am, editado 1 vez no total.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta ago 15, 2007 12:49 am

É um ponto de vista.................
Já agora, também o administrativo!!! 8)
Brued
Membro Amador
Membro Amador
Mensagens: 59
Registado: segunda mar 20, 2006 10:24 pm

Mensagempor Brued » quarta ago 15, 2007 12:12 pm

já agora à empregada de limpeza do consultório!! olha que esta...
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » quarta ago 15, 2007 1:31 pm

:roll: Tanta indignação por chamar colega a alguém que não é psicólogo...é por estas e por outras questões parasitárias que a nossa classe está como está...
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta ago 15, 2007 4:58 pm

Ana Rita Escreveu::roll: Tanta indignação por chamar colega a alguém que não é psicólogo...é por estas e por outras questões parasitárias que a nossa classe está como está...


Cara Ana Rita, o que tem isto de parasitário?!!!??? :?
Essa "promiscuidade" é que não favorece nada os psicólogos!!!
Não se trata aqui de arrogância, mas de uma questão de principios de classe..... 8)
E só assim é que vamos lá, acredite.....
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » quarta ago 15, 2007 6:56 pm

Pois, não acredito que seja por aí...mas por muitos outros sitios, como por exemplo não atacar constantemente profissionais de outras áreas e olharmos mais para nós :wink: E por aqui me fico porque já nos estamos a desviar muito do tópico! Cumprimentos
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta ago 15, 2007 8:00 pm

Ana Rita Escreveu:Pois, não acredito que seja por aí...mas por muitos outros sitios, como por exemplo não atacar constantemente profissionais de outras áreas e olharmos mais para nós :wink: E por aqui me fico porque já nos estamos a desviar muito do tópico! Cumprimentos


Cara colega, ningúem teve a intenção de atacar ninguém!!!! Não gosto muito de ver escrito aqui, coisas que não me parecem correctas. Sobre o assunto das competências e legitimidade para praticar psicoterapia, continuo a ter a minha opinião, que vale o que vale. Mas já penso assim à muito tempo.... e acho que é a mais correcta!
No entanto acredite que só com uma atitude corporativista se consegue fazer alguma coisa neste país. Só pretendo defender a classe a que eu pertenço. Todos os profissionais que referiu são importantes!!!
Agora noto é que algumas profissões emergentes estão a tentar usurpar funções que não lhe pertençem por tradição.
E isso custa me a engolir..... 8)
anaf
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 93
Registado: quarta mar 07, 2007 5:03 pm

Mensagempor anaf » quarta ago 15, 2007 10:04 pm

Todos os profissionais que referiu são importantes!!!

Acredito que sim. Tive uma boa experiência durante um ano com a equipa multidisciplinar de um Hospital Público. Relacionava-me muito bem com a Assistente Social. Encaminhava-lhe os casos que fugiam da minha competência e ela o mesmo fazia. À semelhança da Ana Rita também intervi pontualmente a nível da mediação familiar e um dos casos foi-me encaminhado pela Assistente Social do serviço. Tudo fluiu bem porque cada qual sabia a sua função e os limites da sua profissão!!!

No que concerne à especialização em Psicoterapia Familiar gostaria de perguntar à Ana Rita se tem a certeza que profissionais de outras áreas, que não Psicologia ou Psiquiatria, a podem fazer. É que estou mal informada em relação a essa questão. Aliás tinha ideia que algumas sociedades só aceitavam, como membros, profissionais de saúde mental.
De qualquer das formas, se assim for, também não concordo. Não só porque existem questões básicas que só uma licenciatura em Psicologia contempla como também, pelo tal corporativismo que o Psirui refere como necessário. E se repararem as classes profissionais com mais poder são aquelas que adoptam uma atitude mais corporativista...[/quote]
anaf
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 93
Registado: quarta mar 07, 2007 5:03 pm

Mensagempor anaf » quarta ago 15, 2007 10:06 pm

Agora noto é que algumas profissões emergentes estão a tentar usurpar funções que não lhe pertençem por tradição.
E isso custa me a engolir.....


E a mim também....
untxa
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 12
Registado: quarta set 26, 2007 11:01 pm

Mensagempor untxa » quinta out 18, 2007 1:36 am

Eu estou a fazer o curso de terpia familiar da sociedade portuguesa de terapia familiar e estou n 1º ano de supervisão e existem nomeu grupo varias assistentes sociais.

Voltar para “Regulamentação, Exercício e Identidade Profissional”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes