ENEAGRAMA

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

Avatar do Utilizador
Psycologo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 442
Registado: quinta out 28, 2004 10:42 am
Localização: Espinho
Contacto:

ENEAGRAMA

Mensagempor Psycologo » sexta jan 18, 2008 1:07 pm

Eneagrama” é uma palavra grega que resulta da junção de dois termos: “ennea” (=nove) + “gramma” (= ponto, esquema ou gráfico). O símbolo lateral representa o círculo com uma estrela de nove pontos equidistantes e relacionados entre si que são os nove padrões de personalidade que esta tipologia considera. Crê-se que as origens do Eneagrama remontam até 2000 anos atrás, ao Médio Oriente. O Eneagrama encerra uma sabedoria que foi recolhida e transmitida por mestres Sufistas, o ramo místico do Islão. Os segredos e a sabedoria desta tipologia foram trazidos para o ocidente por duas pessoas que viveram no Afeganistão: George Gurdjeff (1870-1949), arménio, e Óscar Ichazo, psiquiatra boliviano, actualmente residente nos Estados Unidos da América.

O Eneagrama é uma tipologia da personalidade de raízes históricas ancestrais e cuja utilização para o auto-conhecimento e o crescimento pessoal tem conhecido um incremento decisivo nas últimas décadas. Mais que uma técnica de diagnóstico da personalidade, esta tipologia constitui-se em ferramenta fundamental de auto-descoberta e de crescimento pessoal com incidência nos padrões do relacionamento e da comunicação inter-pessoal. Os mestres Sufistas usavam-no para encontrar a “iluminação sobre si mesmo para, assim, mudar e curar o que necessitasse ser mudado e curado”.

Existem 9 Pontos (tipos de Personalidade) e cada pessoa enquadra-se num destes tipos:

Tipo 1
Reformador
Idealista. Orientado por princípios e intencionalidade, auto-controlado e perfeccionista
Irrita-se com o desleixo e o erro, atraído pela ordem e pela moral, busca patamares de excelência para si e para os outros
[/size]
Tipo 2
Ajudante
Altruísta.Zelador, generoso, amável e intrusivo
Rejeita tratamento impessoal, é solícito e amistoso, atraído pelo serviço e por estabelecimento de relações afectuosas

Tipo 3
Empreendedor
Triunfador Adaptável, self made man, competitivo e consciente da sua imagem
Desaprova a falta de eficácia e de ambição, atraído pelo êxito e pelo reconhecimento

Tipo 4
Artista
Sensível Intuitivo, expressivo, individualista e temperamental
Tem aversão à uniformidade e às regras, atraído pela criatividade e por imprimir a marca pessoal no que faz

Tipo 5
Investigador
Observador,Especialista, inovador e pensador, perceptivo e retraído
Evita a intrusão no seu espaço e no seu tempo, fascinado pela profundidade e pela investigação inovadora

Tipo 6
Colaborador
Leal Comprometido, responsável, ansioso e desconfiado
Detesta o imprevisto e a mudança rápida, procura segurança em estruturas e autoridades legítimas

Tipo 7
Entusiasta
Optimista Espontâneo, versátil, comunicativo e ‘charmoso’
Tenta escapar aos limites, à rotina e à disciplina, entusiasmado por novas opções e experiências prazerosas

Tipo 8
Desafiador
Chefe, Auto-confiante, decidido, apaixonado e confrontador
Detesta a indecisão e a mentira, atraído pela força e orientado para a acção

Tipo 9
Mediador
Pacificador Calmo, conciliador, tendência para pacificar e ser complacente
Foge da tensão e do conflito, dificuldade em dizer ‘não’, procura a harmonia e a estabilidade


O Eneagrama é um mapa introspectivo para descobrir os jogos e as dinâmicas da personalidade e que ajuda a ir rapidamente ao cerne das motivações inconscientes sem necessidade de muitos meses de entrevistas terapêuticas;
Sendo o Eneagrama fundamentalmente um instrumento de auto-conhecimento, propõe itinerários construtivos de crescimento da pessoa;
É uma tipologia da personalidade que alia simplicidade de compreensão com a profundidade da explicação, propondo uma teoria dinâmica em constante evolução como a própria pessoa humana;
O Eneagrama favorece a integração dos diversos centros (inteligências) da pessoa (emocional, racional, instintivo-prático);
Neste último sentido, o Eneagrama conjuga dois pólos na pessoa humana: o saber o ‘porquê’ dos dinamismos inconscientes (dimensão psicológica) articulado com o ‘para quê’ ou ‘para onde’ (dimensão da espiritualidade), orientando o crescimento e a integração harmónica desses dinamismos ao serviço da felicidade pessoal;
O principal desafio do Eneagrama consiste em que o auto-conhecimento não é o ponto de chegada mas o ponto de partida da pessoa rumo à maturidade, integração e liberdade face aos seus condicionalismos inconscientes.

Querem saber o vosso tipo?

Fonte: Luís Miguel Gonçalves, Dr.
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Dúvidas.....

Mensagempor Cristina Silva » sexta jan 18, 2008 2:19 pm

Li na diagonal as explicações do site indicado e a primeira coisa que me chamou a atenção foi logo esta frase no topo:

“Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e dados de confiabilidade duvidosa….”

A minha primeira impressão é de que me parece mais uma teoria ao nível da astrologia ou numerologia, que são também antigos sistemas de sabedoria.

Como psicóloga clínica, na minha leitura diagonal, suscitaram-me de imediato várias questões. Por exemplo:

Como é que se encaixam os 9 tipos nas fundamentais estruturas de personalidade e respectivos mecanismos de defesa (psicótica, boderline, neurótica)?

Por exemplo, diz que as pessoas do Tipo 1 – Perfeccionista e exigente são:
“As pessoas do Tipo 1 são muito perfeccionistas, por serem exageradamente exigentes, tão exigentes que são considerados frescos. Seu vício emocional inconsciente é a raiva, porque não encontra a perfeição que deseja.”

Isto só para começar porque continua a descrição numa linha à semelhança do que a astrologia faz nas suas descrições das características de cada signo.

O meu pensamento clínico leva-me logo a questionar: o que é isso do vício emocional, eu prefiro falar de conflito interno, o porquê do mesmo e seu significado. Depois, a raiva por não se encontrar a perfeição desejada levanta logo a questão: porquê do “desejo” da perfeição?

Só esta explicação: “Este sistema descreve a queda e a ascensão possível da consciência humana, segundo nove padrões. Mais especificamente, descreve como, segundo nove padrões, a perda de Virtudes humanas gera paixões ou vícios emocionais; como a perda de Idéias Superiores cria fixações mentais; e como a perda do Instinto Puro leva à construção de estratégias instintivas de sobrevivência em três âmbitos: auto-preservação, social e sexual (chamados de subtipos ou variantes instintivas, conforme o autor)”, levanta logo questões a definir, nomeadamente:
- Definição de virtudes humanas
- Definição de ideias superiores
- Definição de Instinto Puro

E esses 9 padrões, como é que foram identificados e definidos? Que tipo de estudos foram feitos?

Acho que nem me vou alongar mais nas questões que me suscitaram de imediato porque me parece tudo bastante duvidoso em termos científicos mas como o colega levanta esta questão e dá a conhecer este tema que é aplicado em vários contextos importantes, era bom que nos desse a conhecer melhor esta coisa do Eneagrama. Eu pelo menos fico curiosa porque o saber não ocupa lugar, e eu só li na diagonal o site indicado, não consultei mais informações.

Saudações cordiais
Cristina Silva, Dra.
---------------------------
A lutar contra o desemprego desde 2001.
Avatar do Utilizador
Psycologo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 442
Registado: quinta out 28, 2004 10:42 am
Localização: Espinho
Contacto:

Mensagempor Psycologo » sexta jan 18, 2008 2:27 pm

Asseguro que o ENEAGRAMA nada tem a ver com astrologia, parapsicologia e afins, é uma filosofia de conhecimento, logo, não se enquadra AINDA no conhecimento dito científico, tal como a psicologia até há bem pouco tempo, também não se enquadrava na vertente dita científica.
Existem estudos em desenvolvimento, mas não serei eu a pessoa mais indicada para prestar o tipo de esclarecimentos que a colega coloca.
Sugiro-lhe duas formas de procedimento: escreve directamente ao autor ou frequenta curso de formação em Eneagrama.
Limito-me a apresentar os 9 tipos do eneagrama.
As teorias psicológicas se bem me recordo também "dividiam" e compartimentaslizam a personalidade em tipos penso eu. É uma forma de revestir a personalidade de inteligibilidade. Mas não vou entrar nessa discussão.
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » sexta jan 18, 2008 3:05 pm

Obrigada pelos esclarecimentos mas não tenho assim tanto interesse uma vez que já encontrei a minha ciência, teoria e filosofia do conhecimento, apesar de ter sempre espaço para mais saber em todas as áreas. Mas como no seu post indicou:

"Para quem conhece a filosofia, agradecia que postassem os vossos pensamentos sobre o assunto. Se não conhecem terei todo o gosto em vos informar",

limitei-me a postar os meus pensamentos sobre o assunto mas realmente não conheço a filosofia e já percebi que o seu itento é apenas o de a divulgar.

Bom trabalho

Cristina Silva

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes