Psicologia das Cores

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Psicologia das Cores

Mensagempor aniger » sexta fev 01, 2008 6:16 pm

Pegando no tema psicologia das cores , gostaria de saber a vossa opinião sobre este tema , ou seja se acham que uma parede pintada de uma determinada cor ( casa / consultório ) vai influênciar a maneira de estar física e psicologicamente dos individuos .
E já agora se tiverem consultórios próprios ou casa , se tiveram em conta o significado das cores antes de pintarem as paredes :wink:


já agora deixo aqui algo que encontrei no site : http://www.dyrup.pt/servlet/Satellite?c ... icPageNL&c


Branco: O branco é a reflexão total (oposto do preto) de todas as cores.
Comunica uma sensação de 'não me toques'. Branco é pureza e é uma cor que não compromete. Visualmente, o branco transmite uma elevada percepção do espaço. O efeito negativo do branco sobre cores quentes, é o facto de as fazer parecer extremamente coloridas.

Positivo
Higiene, esterilidade, claridade, pureza, limpeza, simplicidade, sofisticação, eficiência.

Negativo
Esterilidade, frieza, barreiras, ausência de simpatia, elitismo.

Amarelo: O amarelo é, essencialmente, estímulo. A tonalidade certa de amarelo levanta a moral e a auto-estima; é a cor da confiança e do optimismo. Em demasia ou na tonalidade errada, pode fazer com que a auto-estima dê lugar ao medo e a ansiedade.


Positivo
Optimismo, confiança, auto-estima, extroversão, força emocional, simpatia, criatividade.

Negativo
Irracionalidade, medo, fragilidade emocional, depressão, ansiedade, suicídio.


Laranja: Sendo uma combinação de vermelho e amarelo, a cor laranja é estimulante e reactivo, combinando o físico e o emocional. Faz as nossas mentes concentrarem-se em questões de conforto físico - alimentos, calor, abrigo - e sensualidade. É uma cor 'divertida'. Negativamente, centra as nossas atenções no oposto - a necessidade do que se perdeu. E demasiado cor-de-laranja sugere frivolidade e ausência de valores intelectuais sérios.

Positivo

Conforto físico, alimento, calor, segurança, sensualidade, paixão, abundância, divertimento.

Negativo
Privação, frustração, frivolidade, imaturidade.

vermelho parece estar mais próximo do que na realidade está, e por isso capta a nossa atenção. Produz um efeito físico uma vez que está provado que o vermelho aumenta a nossa tensão arterial. É estimulante, vivo e muito amigável! Mas, ao mesmo tempo, pode ser encarado como exigente e agressivo.

Positivo
Coragem física, força, calor, energia, sobrevivência básica, estímulo, masculinidade, entusiasmo.


Negativo
Desafio, agressão, impacto visual, perturbação.


rosa afecta-nos fisicamente mas acalma em vez de estimular. A cor rosa é, psicologicamente, uma cor poderosa. Representa o princípio feminino e a sobrevivência da espécie. No entanto, demasiado rosa é esgotante, em termos físicos e pode ser um tanto ou quanto desmasculinizante.

Positivo
Tranquilidade física, alimento, calor, feminilidade, amor, sensualidade, sobrevivência da espécie.

Negativo
Inibição, claustrofobia emocional, fraqueza física, desmasculinização (castração).

violeta :leva a consciência a um nível de pensamento mais elevado, mesmo até a um nível espiritual. É altamente introvertida e encoraja a contemplação ou meditação profunda. Associa-se à realeza e geralmente comunica a mais elevada qualidade. Tem associações com o tempo, o espaço e o cosmos. A utilização excessiva do violeta pode trazer demasiada introspecção e a tonalidade errada pode transmitir algo de vulgar e de mau - muito mais rapidamente que outras cores.

Positivo
Consciencialização espiritual, contenção, visão, luxo, verdade, qualidade, autenticidade.

Negativo
Introversão, decadência, supressão.

Azul é a cor da mente e é essencialmente tranquilizante. Azuis fortes estimulam pensamentos claros e os azuis suaves mais claros acalmam a mente e ajudam à concentração. É a cor da comunicação sem obstáculos. No entanto, pode ser também sentida como fria, com ausência de emoção e desagradável.

Positivo
Inteligência, comunicação, confiança, eficiência, serenidade, dever, lógica, frescura, reflexão, calma.

Negativo
Frieza, frivolidade, ausência de emoções, ausência de simpatia.


verde :capta o olhar e como não precisa de ajuste é, por isso, uma cor tranquilizante. É a cor do equilíbrio - muito mais do que a maior parte das pessoas pode pensar. Quando o ambiente que nos rodeia contém muito verde, tal indica a presença de água e, consequentemente, um risco de fome diminuto - por isso, o verde tranquiliza-nos a um nível primário.

Positivo
Harmonia, equilíbrio, frescura, amor universal, recuperação do descanso, segurança, consciencialização ambiental, equilíbrio, paz.

Negativo
Aborrecimento, estagnação, malícia, enervamento.

castanho é geralmente constituído por vermelho, amarelo e grandes quantidades de preto. Consequentemente, tem muito da mesma seriedade do preto, apenas mais quente e mais suave. O castanho está associado à terra e ao mundo natural. É uma cor sólida e confiável e a maior parte das pessoas consideram-na uma cor que transmite apoio de uma forma serena - mais positivamente do que o preto que é mais supressor do que apoiante.

Positivo
Seriedade, calor, natureza, terra, fiabilidade, apoio.


Negativo
Ausência de humor, peso, falta de sofisticação.

Preto é a junção de todas as cores - totalmente absorvidas. O preto cria barreiras de protecção, uma vez que absorve toda a energia que vem na sua direcção e cobre a personalidade. Positivamente, comunica clareza absoluta, sofisticação e excelência sem cedências. Cria uma percepção de peso e de seriedade. O preto é essencialmente uma ausência de luz e pode, por isso, ser assustador.

Positivo
Sofisticação, "glamour", segurança, segurança emocional, eficiência, substância.


Negativo
Opressão, frieza, peso.


Cinzento:O cinzento puro é a única cor que não possui propriedades psicológicas directas. No entanto é bastante supressora. Uma ausência virtual de cor é deprimente e quando o mundo se torna cinzento, somos instintivamente condicionados a introvertermo-nos e a prepararmo-nos para a hibernação (o sono do Inverno). A menos que a tonalidade seja a correcta, o cinzento tem um efeito humidificante sobre as outras cores utilizadas em conjunto com ele. A utilização massiva de cinzento indica geralmente falta de confiança e medo da exposição.

Positivo
Neutralidade psicológica.

Negativo

Falta de confiança, humidade, depressão, hibernação, falta de energia.



Na minha opinião as cores influenciam nos no nosso dia a dia , e um exemplo provado disso é o mcdonals em que a combinação das cores ( vermelho e amarelo) sugerem fome.
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica
Avatar do Utilizador
Psycologo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 442
Registado: quinta out 28, 2004 10:42 am
Localização: Espinho
Contacto:

Mensagempor Psycologo » sexta fev 01, 2008 6:21 pm

Penso que as pessoas pintam as casas pelo modo como as cores as fazem sentir e não pelo significado associado a cada uma delas (verde esperança por ex.).
Por outro lado, há estudos em arquitectura que mostram que, a cor exterior das casas e a arquitectura da casa, é muitas vezes, influenciada pelo aspecto casas existentes na zona envolvente.
"Vive o Minuto ao Segundo"
anasofia
Membro Sénior
Membro Sénior
Mensagens: 425
Registado: sábado fev 24, 2007 2:02 am

Mensagempor anasofia » terça fev 05, 2008 9:27 pm

Olá aniger,
também já tinha ouvido falar que de facto a cor dos nossos quartos influenciam um pouco o nosso estado de humor...
não sei se será verdade ou não, mas já ouvi dizer que os indivíduos que pintam as paredes de preto têm tendência ao suicídio!

é interessante este tema... o meu quarto (onde passo mais tempo) é branco, mas estava a pensar pintá-lo de outra cor. ainda nao sei é bem qual...
é branco porque quando comprei a casa estava branco e ainda não tive tempo de pintar! lol mas talvez vá pintar uma parede de violeta porque gosto da cor! agora se isso irá ter reflexos no meu comportamento não sei.. veremos!!

;)
j08rebelo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 306
Registado: quinta jun 08, 2006 7:04 pm

Mensagempor j08rebelo » terça fev 05, 2008 11:38 pm

Existem alguns estudos que comprovam que a cor de uma divisão da casa, de facto influencia a pessoa que está nela.
O estudo que eu conheço comparou duas cores: azul e vermelho e uma divisão: quarto, tendo-se chegado à conclusão que o azul causava uma sensação de frio e um ritmo cardíaco mais baixo. O vermelho tinha o efeito contrário.
O mesmo estudo mostrou que o amarelo esteve positivamente correlacionado com o apetite, ao contrário do verde.

Agora não façamos destas relações uma especialização da psicologia. Isto não é psicologia das cores, mas pode ser uma área de estudo da psicologia.
aniger
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 769
Registado: quinta mar 01, 2007 12:23 am

Mensagempor aniger » quarta fev 06, 2008 1:16 am

Sim jo8rebelo concordo consigo apenas escolhi o nome do tópico : psicologia das cores para ver se atraia mais gente a este tópico de discussão :wink:


Anasofia apoio-te vai para a frente e pinta a parede do teu quarto :D , eu abri este tópico porque me fascina imenso este tema das cores , e também porque eu própria gosto mais de estar em ambientes com as paredes pintadas de cores e não o tipico branco.

Por exemplo o meu quarto está pintado de amarelo e de certa forma até me leva a estar mais alegre , e optimista , por ex: tendo em conta aquilo que encontrei referênciado sobre a cor amarela aplica-se no meu caso isto porque é aonde passo grande tempo e estudo e sinto-me estimulada...
Imagem
Ψ Mestrado em Psicologia Clínica

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes