Terapia Familiar

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Terapia Familiar

Mensagempor ajpd » quarta mar 05, 2008 6:42 pm

http://insistente-social.blogspot.com/2 ... zenda.html

A Assistente Social Isabel Fazenda, fundadora da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, lança o Livro "Puzzle Desmanchado: saúde mental, contexto social, reabilitação e cidadania", pela Climepsi Editores. O lançamento conta com a apresentação do Professor Caldas de Almeida e da Professora Fernanda Rodrigues (assistente social e presidente da Associação de Profissionais de Serviço Social).
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta mar 05, 2008 7:28 pm

Sim e...?

Os meus parabéns à senhora.... :roll:

Ah...se eu fosse director da climepsi..que é uma editora de livros de psicologia e medicina...a senhora ia lançá-lo para outro lado... :lol:
FUI ROUBADO NO Nº DE MENSAGENS QUE TINHA NO FÒRUM E POR VEZES APAGAM OS MEUS POST´S!!!
ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Mensagempor ajpd » quarta mar 05, 2008 8:51 pm

Já esperava por um comentário desse estilo da sua parte. É já famosa a sua aversão aos assistentes sociais. Mas garanto-lhe que não é recíproco.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quarta mar 05, 2008 8:58 pm

ajpd Escreveu:Já esperava por um comentário desse estilo da sua parte. É já famosa a sua aversão aos assistentes sociais. Mas garanto-lhe que não é recíproco.


Ainda bem que não....porque pode precisar um dia de um psicólogo.....espero que não, sinceramente!
Mas não tenho nada contra os A.S´s...até trabalho muitíssimo bem, em equipa, com uma A.S! :wink:
Ela não se mete nas questões psicológicas, e eu não me meto nas questões do âmbito do serviço social... nem poderia ser de outra forma!
Quanto ao exercício das terapias psicológicas por não PSIS...já deve saber a minha opinião... :wink:
FUI ROUBADO NO Nº DE MENSAGENS QUE TINHA NO FÒRUM E POR VEZES APAGAM OS MEUS POST´S!!!
ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Mensagempor ajpd » quarta mar 05, 2008 9:00 pm

Mas já agora, comparemos essa publicação com o tal estudo elaborado por alguns psicólogos da Universidade de Coimbra (se não me engano) já comentado num post anterior por colegas seus intitulado "psicólogas economistas"... É no mínimo risível. Se eu fosse reitor da Universidade de Coimbra teria corado. É preciso perceber muito pouco da realidade dessas situações. Mas pronto. Continue a fomentar estas "guerrinhas" que eu cá me vou divertindo :lol:
ajpd
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 25
Registado: segunda set 12, 2005 3:18 pm

Mensagempor ajpd » quarta mar 05, 2008 9:02 pm

Mas quem lhe disse que a terapia familiar é um exclusivo de psicólogos? A terapia familiar aplica-se a todos quantos trabalhem com famílias e possuam as habilitações regulamentadas para o efeito. E não são muitos os profissionais que lidem mais com famílias do que os assistentes sociais, eu que o diga.
Psicopatus
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 4
Registado: quarta mar 05, 2008 9:57 pm

Viajar faz falta

Mensagempor Psicopatus » quarta mar 05, 2008 11:06 pm

Caro colega psirui,

Aconselho-o a viajar um pouco mais, por países "desenvolvidos" onde as Equipas de Terapia familiar são constituídas por técnicos de Psicologia , Serviço Social entre outros, com formação na área das CIENCIAS SOCIAIS E HUMANAS e funcionam muito bem. O sucesso destas equipas prende-se com a multidisciplinaridade. Claro está que estamos a falar de um patamar de profissionalismo elevado....onde não é permitida a coexistência de questões menores como as que o colega coloca acerca de outros profissionais.
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Re: Viajar faz falta

Mensagempor psirui » quinta mar 06, 2008 12:26 am

Psicopatus Escreveu:Caro colega psirui,

Aconselho-o a viajar um pouco mais, por países "desenvolvidos" onde as Equipas de Terapia familiar são constituídas por técnicos de Psicologia , Serviço Social entre outros, com formação na área das CIENCIAS SOCIAIS E HUMANAS e funcionam muito bem. O sucesso destas equipas prende-se com a multidisciplinaridade. Claro está que estamos a falar de um patamar de profissionalismo elevado....onde não é permitida a coexistência de questões menores como as que o colega coloca acerca de outros profissionais.


Já que viaja tanto sempre pode aprender um pouco mais sobre a história e epistemologia da psicologia....dava-lhe jeito.... :lol:
FUI ROUBADO NO Nº DE MENSAGENS QUE TINHA NO FÒRUM E POR VEZES APAGAM OS MEUS POST´S!!!
psirui
Membro Expert
Membro Expert
Mensagens: 760
Registado: quinta mar 09, 2006 2:21 am

Mensagempor psirui » quinta mar 06, 2008 12:34 am

ajpd Escreveu:Mas já agora, comparemos essa publicação com o tal estudo elaborado por alguns psicólogos da Universidade de Coimbra (se não me engano) já comentado num post anterior por colegas seus intitulado "psicólogas economistas"... É no mínimo risível. Se eu fosse reitor da Universidade de Coimbra teria corado. É preciso perceber muito pouco da realidade dessas situações. Mas pronto. Continue a fomentar estas "guerrinhas" que eu cá me vou divertindo :lol:


Não existe por aqui guerrinha nenhuma...
Não sou a favor de alguém que não tendo uma preparação profunda em ciências psicológicas, possa exercer psicoterapia...
Não é uma guerra...deveria ser um dado adquirido!
FUI ROUBADO NO Nº DE MENSAGENS QUE TINHA NO FÒRUM E POR VEZES APAGAM OS MEUS POST´S!!!
Avatar do Utilizador
Psycologo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 442
Registado: quinta out 28, 2004 10:42 am
Localização: Espinho
Contacto:

Mensagempor Psycologo » quinta mar 06, 2008 10:27 am

psirui Escreveu:
ajpd Escreveu:Mas já agora, comparemos essa publicação com o tal estudo elaborado por alguns psicólogos da Universidade de Coimbra (se não me engano) já comentado num post anterior por colegas seus intitulado "psicólogas economistas"... É no mínimo risível. Se eu fosse reitor da Universidade de Coimbra teria corado. É preciso perceber muito pouco da realidade dessas situações. Mas pronto. Continue a fomentar estas "guerrinhas" que eu cá me vou divertindo :lol:


Não existe por aqui guerrinha nenhuma...
Não sou a favor de alguém que não tendo uma preparação profunda em ciências psicológicas, possa exercer psicoterapia...
Não é uma guerra...deveria ser um dado adquirido!


Defina preparação profunda...

Eu cá penso, que de 3 em 3 anos, ou 5 em 5 anos, os psicólogos deveriam ter um x nº de horas de formação na sua área, para que lhe renovassem a carteira profissional; prática que alguns países já adoptaram.
"Vive o Minuto ao Segundo"
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » quinta mar 06, 2008 1:18 pm

Só uma rectificação quando se diz: “A Assistente Social Isabel Fazenda, fundadora da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, ….”

O correcto é isto (em http://www.sptf.pt/index.php?lg=1&idmenu=3&idsubmenu=11):

A SPTF - Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar foi constituída no ano de 1979, tendo tido como fundadores, os sócios:

Daniel Sampaio (psiquiatra), Emília Ressano Garcia (psicóloga), Helena Silva Araújo (pedopsiquiatra), José Gameiro (psiquiatra), José Manuel Almeida e Costa (psicológo), José Maria Neves Cardoso (psiquiatra), Maria Isabel Fazenda (assistente social) e Maria de Jesus Assis Camilo (assistente social).

Trabalho em equipa como diz o psiuri.
Estamos a falar de psico-terapia (seja ela a nível individual ou sistémica). A psico define o que o psiuri quer dizer, ninguém aqui está a falar da multidisciplinaridade, que é necessária e que faz todo o sentido. Mas não podemos confundir as especificidades de cada um.

Cristina Silva
-----------------------
A lutar contra o desemprego desde 2001.
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » quinta mar 06, 2008 1:29 pm

Cristina Silva desculpa a questão, mas na tua assinatura está algo que dá que pensar.

Mas...

Estás desempregada na área da Psicologia desde 2001?

:roll:
Vendo pizzas congeladas :D
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » quinta mar 06, 2008 2:22 pm

OFF TOPIC:

É verdade. Até hoje e apesar de ter feito estágio profissional num hospital público durante 3 anos, autoproposto, logo voluntário, onde me fartei de trabalhar e tive uma excelente avaliação, nunca consegui um trabalho na área. Tenho dado consultas numa clínica médica mas nada que dê para viver, só permite manter o contacto com o exercício clínico.
Logo, tenho-me visto obrigada a trabalhar em coisas desqualificantes e que nada têm a ver com área, e infelizmente nem isso actualmente, na sequência daquela história da contratação de escolas.

Como vê, sou uma dinossaura no desemprego na área e acredite que estou sempre a concorrer e a ir a entrevistas até ao Açores e Madeira já fui a entrevistas (sendo que o dos Açores acabou por ser anulado porque o concurso foi mal feito).

Ainda esta semana enviei três candidaturas espontâneas para a área, fui bater à porta de uma instituição e respondi a três concursos, um deles sem ser da área porque preciso de dinheiro para sobreviver. Mas nada! e isto é assim há 7 anos.

Mas a realidade é que, ou os lugares já estão destinados, ou anulam os concursos por excesso de candidaturas ou por terem sido mal lançados, ou nem respondem, enfim, já me aconteceu de tudo.

Houve uma altura que pensei se não seria uma questão racial, pois sou cruzamento de branco com negro e isso nota-se na pele. Mas como conheço mais pessoas na mesma situação e de facto cada vez é mais notório o “fictício” dos concursos, acho que não é por aí. A realidade é que isto está cada vez pior e na nossa área, até estão a cortar financiamentos para projectos que permitiam contratar psis.

E agora recuso-me voltar a trabalhar como psicóloga de forma voluntária.

Em outras áreas, há sempre a questão das habilitações a mais. No desespero, lá terei eu que ir outra vez para um call center, coisa que não me agrada nada mas é única coisa fácil de arranjar porque é tipo carne para canhão.

Desculpe este longo desabafo.

Cristina Silva
xanaernesto
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 61
Registado: domingo jun 10, 2007 8:01 pm
Localização: Braga

Mensagempor xanaernesto » quinta mar 06, 2008 4:33 pm

Concordo com a renovação das formações... deviam ser obrigatórias... mas sem termos que pagar mais por isso...
"confiai nos sonhos porque neles se oculta a porta da eternidade" Khalil Gibran
Psicopatus
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 4
Registado: quarta mar 05, 2008 9:57 pm

Fantasmas

Mensagempor Psicopatus » quinta mar 06, 2008 4:58 pm

Caros colegas,

...deitem-se no divã, e por favor libertem-se dos vossos fantasmas.
Cristina Silva
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 800
Registado: quinta out 25, 2007 9:52 am

Mensagempor Cristina Silva » quinta mar 06, 2008 5:06 pm

Espero que siga para si próprio a sua sugestão psicopatus. De uma coisa temos a certeza, na psicanálise não há cá distorção de papéis e só mesmo com um PSI-canalista é que se poderá deitar no divã.

Eu sou daquelas psicólogas que teve a noção da importância do divã, até para a minha prática, e já passei por esse processo.

liberte os fantasmas mas integre-os saudávelmnte, não os deixe andar por aí à solta sem sentido nenhum.

Saudações
Cristina Silva
---------------------
A lutar contra o desemprego desde 2001.
Avatar do Utilizador
Psycologo
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 442
Registado: quinta out 28, 2004 10:42 am
Localização: Espinho
Contacto:

Mensagempor Psycologo » quinta mar 06, 2008 5:40 pm

Ai Pedro Abrunhosa. Isto mais parece a humilia de um padre aos fiéis. Com fantasmas ou sem eles, respeite-se a opinião dos outros. Toda a gente tem razão mesmo que a sua razão colida com a nossa, mas isso não invalida que não tenha a razão dele.
"Vive o Minuto ao Segundo"
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » sexta mar 07, 2008 12:47 am

Cristina Silva Escreveu:OFF TOPIC:

É verdade. Até hoje e apesar de ter feito estágio profissional num hospital público durante 3 anos, autoproposto, logo voluntário, onde me fartei de trabalhar e tive uma excelente avaliação, nunca consegui um trabalho na área. Tenho dado consultas numa clínica médica mas nada que dê para viver, só permite manter o contacto com o exercício clínico.
Logo, tenho-me visto obrigada a trabalhar em coisas desqualificantes e que nada têm a ver com área, e infelizmente nem isso actualmente, na sequência daquela história da contratação de escolas.

Como vê, sou uma dinossaura no desemprego na área e acredite que estou sempre a concorrer e a ir a entrevistas até ao Açores e Madeira já fui a entrevistas (sendo que o dos Açores acabou por ser anulado porque o concurso foi mal feito).

Ainda esta semana enviei três candidaturas espontâneas para a área, fui bater à porta de uma instituição e respondi a três concursos, um deles sem ser da área porque preciso de dinheiro para sobreviver. Mas nada! e isto é assim há 7 anos.

Mas a realidade é que, ou os lugares já estão destinados, ou anulam os concursos por excesso de candidaturas ou por terem sido mal lançados, ou nem respondem, enfim, já me aconteceu de tudo.

Houve uma altura que pensei se não seria uma questão racial, pois sou cruzamento de branco com negro e isso nota-se na pele. Mas como conheço mais pessoas na mesma situação e de facto cada vez é mais notório o “fictício” dos concursos, acho que não é por aí. A realidade é que isto está cada vez pior e na nossa área, até estão a cortar financiamentos para projectos que permitiam contratar psis.

E agora recuso-me voltar a trabalhar como psicóloga de forma voluntária.

Em outras áreas, há sempre a questão das habilitações a mais. No desespero, lá terei eu que ir outra vez para um call center, coisa que não me agrada nada mas é única coisa fácil de arranjar porque é tipo carne para canhão.

Desculpe este longo desabafo.

Cristina Silva


Agradeço profundamente o seu testemunho.

Espero sinceramente que consiga um emprego na área.

Merece.

Como oodem ver, o NunoF tb tem sentimentos :wink:
Vendo pizzas congeladas :D

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes