Psicólogos em contexto escolar no actual ano lectivo

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » quarta jun 18, 2008 10:59 pm

Eu trabalho em várias escolas, mas como free-lancer (pertenço a uma clínica que desenvolve protocolos com as escolas) e, como tal, vou às escolas fazer atendimentos e pouco mais. No entanto, o que os professores de ensino especial me têm pedido são os relatórios de acordo com a CIF, as cheklists (arranjei forma de colocar a cotação no relatório, dá menos trabalho) e a síntese no relatório técnico-pedagógico relativo às funções do corpo. Em relação ao PEI, este ano fui ilibada dessa parte (embora no ano passado tenha tido a minha dose), mas sei que é comum serem os psicólogos a fazer.
dorasantos
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 151
Registado: domingo jul 15, 2007 6:49 pm

Mensagempor dorasantos » quarta jun 18, 2008 11:35 pm

Desculem a minha ignorância, mas não deviam ser os docentes a elaborar o PEI?
De certo, e se as equipas funcionarem (isto partindo do pressuposto que existem), que muitas vezes o docente procurará o psicólogo para lhe dar uma ou outra informação e para juntos encontrarem as estrategias adequadas, mas julgo que a elaboração do PEI é da competência dos docentes.
Se me puderem esclerecer melhor agradecia.
*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » quinta jun 19, 2008 12:29 am

dorasantos Escreveu:Desculem a minha ignorância, mas não deviam ser os docentes a elaborar o PEI?
De certo, e se as equipas funcionarem (isto partindo do pressuposto que existem), que muitas vezes o docente procurará o psicólogo para lhe dar uma ou outra informação e para juntos encontrarem as estrategias adequadas, mas julgo que a elaboração do PEI é da competência dos docentes.
Se me puderem esclerecer melhor agradecia.


Deviam. Sem dúvida alguma. Deveriam ser os directores de turma, com colaboração do professor do ensino especial, dos psicólogos e de outros técnicos, caso existam. Mas a realidade é outra... os professores alegam sempre muito trabalho que já têm e essas partes burocráticas e chatas de fazer passam para aqueles que supostamente no início do ano não têm tanto trabalho. Lembro-me bem de no ano passado marcar reuniões com DT's e eles nem me ligarem nenhum, não apareciam e se queria informações, tinha de ser eu a andar atrás deles na sala de professores. Não devia ser assim mas é! Pelo menos nalguns casos é!
resomar
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 195
Registado: domingo fev 24, 2008 2:35 pm
Localização: Porto

Mensagempor resomar » quinta jun 19, 2008 7:04 am

Felizmente a minha experiência é bastante diferente. Embora não seja um processo "perfeito", a avaliação e definição do PEI, no meu contexto de trabalho é realizado em conjunto por mim, pela educadoras regulares e pela educadora de intervenção precoce. Claro que isto não caiu do céu e foi fruto de muita persistência e de muito "demonstrar" que o trabalho multi-disciplinar é uma mais valia. Neste momento, com a necessidade de avaliar as crianças por referência à CIF e de elaborar um novo PEI, os procedimentos continuam a ser pensados e implementados de modo conjunto, embora cada um tenha funções bem definidas.
A colaboração constrói-se, embora a muito custo, pois em alguns contextos educativos ainda persistem muitos mitos relativamente ao psicólogo: o "passador de testes", o "avaliador do trabalho dos docentes", "aquele que vem confirmar o meu diagnóstico", "aquele que dá uns números para eu sinalizar os meninos", entre outros. Na minha opinião, tudo parte da relação que conseguimos estabelecer com os outros profissionais e muitas vezes teremos de dar muitas voltas até sermos aceites e para ver o nosso trabalho reconhecido/respeitado.
SGFernandes
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 363
Registado: terça fev 27, 2007 5:16 pm
Localização: Coimbra

CIF

Mensagempor SGFernandes » quinta jun 19, 2008 12:55 pm

Eu trabalho numa escola e no êmbito do DL3/2008 o que faço é avaliação psicológica dos alunos referenciados para NEE e depois, em colaboração com a professora do ensino especial, preencho a checklist e elaboro o relatório técnico-pedagógico (fazemos as duas estas tarefas). Quanto aos PEI, como o próprio decreto indica, são da responsabilidade dos directores de turma (antes, no 319, era eu) pelo que eles é que o fazem com a ajuda da coordenadora dos apoios educativos.

PS: Quanto à questão da formação CIF, na minha escola apenas eu e a prof. do ensino especial, fizémos (a pagar do nosso bolsinho), o que torna o trabalho mais complicado porque temos de explicar vezes sem conta os conceitos para que os profs avaliem a parte que lhe compete e façam as referenciações como deve ser.
A escola quer dar formação aos profs mas não houve ainda tempo e com o "controlo de custos" imaginem para quem vai sobrar dar a formação... :wink:

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes