Eu sou médico (II)

As diferentes correntes e modelos teóricos. Novas abordagens e novos contextos de intervenção. A teoria e a prática, os conceitos e as estratégias. Preocupações éticas e deontológicas. etc.

Moderador: César

Avatar do Utilizador
Dragoness
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 70
Registado: terça set 28, 2004 1:15 pm

Mensagempor Dragoness » sexta abr 29, 2005 12:31 am

Ritapsi Escreveu:Concordo que só devam poder aceder à Ordem dos Psicólogos os licenciados em Faculdades Públicas e os do ISPA. Os outros só depois de um exame de acesso à Ordem.


Estágio curricular e exame de acesso à Ordem obrigatório a TODOS os licenciados em Psicologia.

Isto é união de classe.

Acham que os licenciados pelas privadas iriam aceitar que uns são mais iguais que outros? :roll:

E custa-me muito perceber porque há estudantes e licenciados em Psicologia que aceitem tal medida discriminatória. Todos os alunos das públicas são bons e todos os alunos das privadas são maus!

Recuso-me a ser catalogada pelo facto de ter estudado na Instituição X. Quero ser avaliada pelo meu trabalho, pelo meu desempenho, pelo meu sucesso ou insucesso profissional. Meritocracia!
"The Child is father of the Man..."
William Wordsworth. 1770–1850
Avatar do Utilizador
Dragoness
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 70
Registado: terça set 28, 2004 1:15 pm

Mensagempor Dragoness » sexta abr 29, 2005 12:39 am

Carlos_Psi_Criminal Escreveu:
PS: Chamar de idiota a um autor do post não é muito inteligente...


Quando o autor do post na sua qualidade de convidado nesta board tem uma atitude totalmente desrespeitosa com a nossa classe impondo os seus argumentos como verdades absolutas reduzindo-nos a quaze nada lamento colega mas não me vejo na obrigação de lhe atribuir a cortezia de uma resposta inteligente e educada.

PS: já agora, isso é que é amor à camisola, vem aqui alguem insultar a nossa classe e vejo colegas a persistirem no seu odio estereotipado e ignorante contra outros colegas e a quase se alinharem do lado do prevaricador, muito bonito e já agora parabens, estão a dar uma imagem bela da nossa classe!

Com demonstrações de maturidade deste calibre só me resta terminar com este comentário "estamos a ter o que mereçemos".


Exactamente Carlos, e foi esse o objectivo deste tópico, relançar a discussão Públicas vs Privadas e alimentar ódios mesquinhos.

Em vez de cooperação, em vez de inter-ajuda, só leio discussões inúteis em tópicos semelhantes (excepção feita ao post do César).

É o meu último post neste tópico e sugiro a todos os alunos ou licenciados que sentem discriminados a não alimentar mais esta guerrinha. Da mesma forma que se deve ignorar uma birra de uma criança de três anos.
"The Child is father of the Man..."

William Wordsworth. 1770–1850
Carlos_Psi_Criminal
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 26
Registado: quinta jan 08, 2004 4:18 pm

Mensagempor Carlos_Psi_Criminal » sexta abr 29, 2005 12:43 am

Este forum para mim perdeu toda a sua credibilidade, e como licenciado de Psícologia pela Lusófona sinto-me extremamente ofendido com o que tem sido escrito por estas partes, resta-me desejar sucesso para todos os Psícologos, e oxalá não tenha que trabalhar com profissionais com este tipo de mentalidade.

Até á vista


PS- Para quem atira pedras á Lusófona, e idolatra o ISPA, se verificasse quem fundou a Lusofona iria compreender que os fundadores da Lusofona são.. ispianos, que por quererem leccionar outras áreas de Psícologia que não a Psicodinâmica decidiram criar outro curso de Psícologia que ensina a Psícologia de uma forma Holistica, mas por favor continuem a denegrir a minha casa académica, ao que pareçe ultimamente é o unico tópico que pareçe satisfazer os utilizadores deste forum. Poderia aconselhar os utilizadores deste forum a compreender algo primeiro antes de criticarem, mas perdi o interesse por estes forums logo não vale a pena.
Cognitum
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 154
Registado: sexta set 19, 2003 10:32 am

Mensagempor Cognitum » sexta abr 29, 2005 11:48 am

Caros e caras colegas,

Tentemos centrar a discussão no tema primordial deste tópico e não enveredemos pelo eterno debate reducionista públicas vs privadas. A questão não está, na minha opinião, aqui...

Os esforços de implementação de "registos dicotómicos" tipo bom / mau, público+ISPA / privado, não é, de forma alguma, uma opção profícua quando tentamos definir, de uma vez por todas, um referencial comum de uniformização de critérios.

Como foi já dito noutros tópicos, e muito bem, há que elencar critérios objectivos:

a) Diminuição ou manutenção da quantidade de licenciaturas em Psicologia?
b) Procedimentos de avaliação interna e externa das licenciaturas
etc.

Cumprimentos.
Cognitum
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 154
Registado: sexta set 19, 2003 10:32 am

Mensagempor Cognitum » sexta abr 29, 2005 12:23 pm

E já agora respondam às duas "polls" que criei:

Qual a sua posição relativamente à criação de uma entidade de direito público de representação e organização profissional dos Psicólogos em Portugal?
http://www.psicologia.com.pt/forum/viewtopic.php?t=535

Qual a sua posição relativamente a número de licenciaturas em Psicologia no nosso país?
http://www.psicologia.com.pt/forum/viewtopic.php?t=536
Vítor
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 84
Registado: sexta jan 16, 2004 4:49 pm
Localização: Porto/Portugal

Mensagempor Vítor » sábado abr 30, 2005 1:31 pm

Caros colegas!

Fiquei estupefacto quando li os comentários do suposto médico e futuro psiquiatra....é incrível a ignorância e falta de respeito que reina nesta país.

É um facto que a Psicologia em Portugal carece de organização, mas não se podem negar os excelentes profissionais da área (existem bons e maus profissionais como em todas as outras áreas).


Em relação ao que foi defendido pelo abcde tratam-se de argumentos ridículos.

No que se refere ao número de anos de formação:

É importante ter em conta que grande parte dos psicólogos continua a sua formação em cursos de pós-graduação e de especialização que vão de 2 a 4 anos (abordagem rogeriana, psicodinâmica, cognitivo-comportamental, terapia-familiar, psicodrama todas elas tem 4 anos de formação), para além da supervisão clínica.

No que se refere às diferentes abordagens terapêuticas, poucos psiquiatras tem formação em Portugal (infelizmente devido à inércia e talvez megalomania, assim como falta de competências relacionais).


No que se refere ao diagnóstico e às entidades nosológicas:

Ainda bem que temos abordagens diferentes embora complementares, pois não dependemos do medicamento (mas reconhecemos a importância da medicação em muitos casos).

A psicologia dedica-se ao estudo do individuo de uma forma holistico-ecológia o seu modelo é global e unificador, ao contrário de algumas correntes da psiquiatria que reduzem o indivíduo ao modelo biomédico.

No que se refere às entidades nosológicas é importante levar em linha de conta que a psiquiatria infelizmente foi e é corrompida pela indústria farmacêutica ( sentimento de muitos psiquiatras a nível mundial).

Devido a esta promiscuidade, existem muitas patologias que foram construídas à medida da indústria farmacêutica, pois os seus produtos já estavam prontos para sair para o mercado.

Leia os estudos de Psiquiatras e psicólogos (independentes), que contradizem em muito, estudos dados como intocáveis pela indústria farmacêutica.

Aconselho o Dr? a consultar a seguinte página http://www.antipsychiatry.org/

Ah e caso não saiba o movimento da anti-psiquiatria foi desenvolvido por um psiquiatra italiano muito descontente com a abordagem existente na altura (por volta dos anos 60).

Em relação psicólogo ser auxiliar da psiquiatria:

Enganou-se na palavra com certeza, a mais adequada seria complementar, de relação interdisciplinar.

Auxiliar, a palavra em si não é má de todo, pois no seio da interdisciplinaridade todos somos auxiliares uns dos outros.

Mas o sentido que lhe quis dar só resulta de um delírio megalómano e de isolamento total. Desça à terra, por favor, vá para além do óbvio.

Será que o caro Dr?? ignora o movimento interdisciplinar que se está a desenvolver a nível mundial, por Físicos, Psicólogos, Psiquiatras, Matemáticos, etc, no seio dos paradigmas holístico, ecológico e sistémico?

Já ouviu falar da eco-alfabetização (modelo sistémico) de Fritjof Capra (Físico conceituado a nível internacional).

Porque eu acredito no poder auto-organizador da mente, tenho a esperança que comece a percorrer novas caminhos na auto-estrada da sua mente, abandone esses dogmas que cristalizam o seu pensamento e o prendem à fatalidade do condicionalismo.

Apreenda a vida e o respeito, descentre-se dos compêndios de Psiquiatria.

E lembre-se Dr? a Psiquiatria como a Psicologia são profissões de relação e o respeito pela dignidade humana é fulcral, assim como o respeito pelos seus colegas Psicólogos.

NOTA: EXISTEM EXCELENTES PSIQUIATRAS EM PORTUGAL, A CRITICAS ANTERIORES REFEREM-SE APENAS A DETERMINADAS CORRENTES DA PSIQUIATRIA QUE TEIMAM EM ABORDAR O SER HUMANO DE FORMA FRAGMENTADA, LEMBREM-SE DO PRINCIPIO DA GESTALT - O TODO É DIFERENTE DA SOMA DAS PARTES.
Última edição por Vítor em segunda mai 02, 2005 12:02 pm, editado 1 vez no total.
anadurao
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 77
Registado: quarta jun 16, 2004 4:27 pm
Localização: Lisboa

Não vale a pena

Mensagempor anadurao » segunda mai 02, 2005 2:11 am

Carlos_Psi_Criminal
Membro Júnior

Posted: Fri Apr 29, 2005 12:43 am Post subject:


...por favor continuem a denegrir a minha casa académica, ao que pareçe ultimamente é o unico tópico que pareçe satisfazer os utilizadores deste forum. Poderia aconselhar os utilizadores deste forum a compreender algo primeiro antes de criticarem, mas perdi o interesse por estes forums logo não vale a pena.


Subscrevo as tuas palavras Carlos, penso que seria uma medida inteligênte no meio de tanta ignorância em que mergulha este fórum já há bastante tempo, que o nome deste portal fosse mudado para Portal dos Psicólogos do Ispa e das Faculdades Públicas porque isto não é na verdade outra coisa. Os próprios moderadores gostam de promover estas ideias, fantasiando com os colegas o ataque gratuito ás privadas, principalmente à Universidade Lusófona. Realmente já cansa ler o que escrevem, já não tem interesse, são muito repetitivos...! Se os "meninos" do Ispa e das Públicas trabalhassem tanto e tão bem como os das privadas (Principalmente os da LUSÓNONA) não tinham tempo para jogar à macaca e ao lençinho o tempo inteiro. Usavam este espaço de forma construtiva e partilhavam a preocupação que é da maioria da classe, criar uma Ordem! Mas antes de isso acontecer, e para que isso seja possível voçês tem que por a vossa cabeça em ordem, que é qualquer coisa que pode demorar muito tempo, pode inclusivamente nunca acontecer, porque não tem flexibilidade para o fazer e a vossa grande inteligência não parece estar a ajudar muito. Gostam de falar gratuitamente, provam constantemente em cada post que ainda vivem fisicamente na esplanada da vossa instituição a beber umas cervejas ou a pensar no próximo concerto da tuna, ou ainda na ilusão de que são melhores que todos os outros porque os vossos pais pagam as vossas propinas em cheque à secretaria do Ispa ou a propina à faculdade Y. Que rídiculo! Depois, acabam o curso e pensam que são Narciso! Que o vosso curriculo por ter lá escrito que tiraram o curso no planeta W vos atribui uma medalha de mérito e vos abre as portas do castelo do emprego e sucesso profissional! Meus "amigos" o país das maravilhas não existe, nem mesmo para vós! Fiquem sabendo, que nós, "os da Lusófona" nunca tivemos as vossas ilusões, o que fazemos fazemos bem, quando trabalhamos somos bons profissionais, somos reconhecidos pela flexibilidade, capacidade de trabalho, responsabilidade e mérito! Não somos bons porque somos da lusófona, não somos maus porque não habitámos o vosso universo durante os vossos ridiculos 5 anos de curso, iguais em tempo a todos os outros cursos...somos bons porque somos melhores pessoas, concerteza que somos, este forum é a melhor prova escrita disso!

Para mim, tal como para quem já se cansou das vossas conversas de adolescentes, a minha intervenção neste forúm termina. Outro forum irá surgir para quem se orgulha de ser psicólogo(a) independentemente do lugar onde tirou a sua licenciatura.
Saudações.
"Só quem já se modificou, pode modificar os outros" (Soren Kierkegaard)
Avatar do Utilizador
ASC
[Administrador]
[Administrador]
Mensagens: 195
Registado: quinta jul 24, 2003 6:51 pm
Localização: Portugal
Contacto:

Re: Não vale a pena

Mensagempor ASC » segunda mai 02, 2005 1:28 pm

anadurao Escreveu:que o nome deste portal fosse mudado para Portal dos Psicólogos do Ispa e das Faculdades Públicas porque isto não é na verdade outra coisa. Os próprios moderadores gostam de promover estas ideias, fantasiando com os colegas o ataque gratuito ás privadas, principalmente à Universidade Lusófona.

Para mim, tal como para quem já se cansou das vossas conversas de adolescentes, a minha intervenção neste forúm termina. Outro forum irá surgir para quem se orgulha de ser psicólogo(a) independentemente do lugar onde tirou a sua licenciatura.
Saudações.


Cara Ana Durão,

O espaço dos fóruns é democrático, destinando-se a permitir que TODOS os seus participantes possam manifestar a sua opinião. Neste sentido, não é objectivo do Psicologia.com.pt bem, como dos seus fóruns, assumir qualquer posição contra as / a favor dos comentários que aqui são emitidos.

Quanto aos Moderadores gostarem "de promover estas ideias, fantasiando com os colegas o ataque gratuito às privadas, principalmente à Universidade Lusófona" não vemos que a sua posição seja sustentada, pois não encontramos evidências de tal facto.

Efectivamente, a figura dos Moderadores assegura sim um bom funcionamento dos fóruns, zelando por evitar excessos nos termos utilizados, e tentando focalizar a discussão dentro tema do respectivo tópico. Mas tal não retira o direito dos mesmos em manifestar a sua opinião a título pessoal.
Convém salientar que a GESTÃO efectuada pelos Moderadores é algo muito diferente da sua PARTICIPAÇÃO enquanto utilizadores.

De resto, os moderadores dos fóruns provêm de universidades públicas e privadas, podendo mesmo V.Exa. tornar-se também um moderador em função da assiduidade / regularidade das suas participações bem como do seu compromisso em zelar por uma gestão isenta, imparcial e em prol do bom funcionamento deste espaço.

Termino reforçando a importância de existir uma pluralidade de participantes e de opiniões, as quais são, obviamente, bem-vindas.

Tal como diz, concerteza que outros fóruns poderão surgir "para quem se orgulha de ser psicólogo(a) independentemente do lugar onde tirou a sua licenciatura". Mas porque não utilizar este espaço que conta já com cerca de 8 centenas de participantes? Repare que nunca ninguém foi privado do seu direito de expressão, desde que apresente posições sustentadas.

Cumprimentos

ASC
[Admin]
Luso
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 1
Registado: segunda mai 02, 2005 10:58 pm

Mensagempor Luso » segunda mai 02, 2005 11:14 pm

Obrigado Anadurao!

Disse tantos disparates juntos que só afunda cada mais essa coisa chamada Lusófona! Que não ensina nada, segundo os ex-alunos, que depois vão para o IPAF.

Com que então os seus colegas são ridículos e passam a vida na esplanada?

Eu explico-lhe o que é uma Universidade a sério:

É que os seus colegas fizeram um grande esforço para entrar com uma média POSITIVA (acima de 15 valores), para entrar numa FPCEUP. TIVERAM DE ESTUDAR! Na Lusófona, não precisam de estudar para lá entrar, ENTRAM COM QUALQUER NOTA!

É que os seus colegas tiveram aulas práticas, em laboratórios de genética e de fisiologia humana;
tiveram aulas práticas , durante 2 anos de SPSS, tiveram médicos doutorados a leccionar psicofisiologia, num laboratório próprio da faculdade, com polígrafo; tiveram aulas práticas de psicologia da linguagem e de percepção, em laboratórios equipados na faculdade, tiveram psicologia do desenvolvimento numa creche, em contacto com as crianças (0-6 anos), tiveram casos de intervenção psicológica no 3 e 4º ano, com relatórios de 10-15 páginas por consulta, sempre com supervisão e integração teórico-prática, tiveram aulas práticas de psicopatologia , em contextos reais, no hospital, com intervenção REAL supervisionada, realizaram muitos trabalhos práticos, com obrigação de leitura de muitas obras originais e de consulta de muitos artigos, na faculdade, interviram em grupos, com supervisão, no 4º ano, interviram em casos de psicoterapia e orientação vocacional no 4º ano, ou nos outros contextos da área em que se pré- especializaram... e ainda realizaram o estágio curricular no 5 º ano.

A maioria dos docentes é mestre ou doutor...
e falo pela Faculdade de Psicologia do Porto.

E não tenho a arrogância e o pedantismo de dizer que sou melhor que os outros; tive uma boa formação;

não tenho o descaramento, a má educação e falta de bom senso para dizer que os outros têm de pôr a cabeça em ordem e deixar de ser adolescentes;

E não tenho de estar a afirmar que a minha faculdade é melhor;
Dalila
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 75
Registado: segunda jan 31, 2005 6:08 pm
Localização: Odivelas
Contacto:

Mensagempor Dalila » terça mai 03, 2005 12:18 pm

independentemente de onde nos formamos, sejamos honestos e respeitemo nos uns aos outros. Acabemos com as rivalidades e quem tirou o que e onde, a conversa já deu o que tinha a dar. Lutemos por ser bons profissionais e unidos pela PSICOLOGIA e pelo BEM ESTAR de cada um de nós.

Atenciosamente, Dalila
Cognitum
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 154
Registado: sexta set 19, 2003 10:32 am

Mensagempor Cognitum » terça mai 03, 2005 12:33 pm

Centremo-nos POR FAVOR no tema deste tópico e POR FAVOR suspenda-se esta guerrilha entre Universidades, pelo menos sem uma linha de argumentação direccionada para algum fim.

A questão aqui é:
Psiquiatras, Médicos, Psicólogos e seus campos de intervenção... Interdisciplinaridade, legitimidade, campos científicos, etc. etc., contrapondo à perspectiva do "abcde"...

Fico a aguardar novos argumentos.

Abraço a todos
ana r.
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 217
Registado: domingo nov 28, 2004 9:17 pm
Localização: Lx

Mensagempor ana r. » sábado mai 07, 2005 10:36 pm

Olá

Se eu fosse membro da Assembleia da República e viesse ver este forum, garanto-vos que não votaria a favor da criação da Ordem dos Psicólogos, mas tentaria por estes na ordem!
Enquanto não nos unirmos, não lutarmos todos no mesmo sentido só estaremos a dar razão a outras pessoas como o abcde que escrevem neste e noutros foruns a denegrir a nossa imagem, mas afinal...estão a perder tempos, nós fazê-mo-lo sozinhos :oops:
Quanto às divergências entre faculdades, concordo com a posição da Dragoness (para não variar) e penso que deveria ser efectuado um exame a TODOS os licenciados em psicologia para aferir das suas reais capacidades, tendo em conta o que é fundamental na licenciatura e o que é específico da sua área de actuação, só assim se acabariam com estas guerras.
Já agora, para que conste, tirei o curso no ISPA, mas não considero a formação dos meus colegas de outras faculdades inferior só porque a minha é aquela, penso sim que temos todos a aprender uns com os outros.

Cumprimentos
Ana R.
Liliana Machado
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 4
Registado: segunda mar 21, 2005 6:25 pm
Localização: Porto
Contacto:

ajudem-no

Mensagempor Liliana Machado » sexta jun 24, 2005 12:59 am

Por favor alguem dê monóxido de carbono ao Dr Pseudo-Psiquiatra...ia-lhe fazer bem!
a pig in a cage on antibiotics...
Avatar do Utilizador
Liliana Costa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 627
Registado: terça fev 01, 2005 2:14 pm
Localização: Amarante,Porto
Contacto:

Leia p.f. sr abcde

Mensagempor Liliana Costa » segunda jun 27, 2005 9:23 pm

Espero não ler mais textos como este, para meu descanso, caso venha a precisar de psiquiatras um dia. O autor deste mensagem só veio denegrir a classe em questão com o que disse, é caso para dizer que " já a formiga tem catarro", ainda mal sabe se a sabedoria e a vocação lhe permitirão concluir esses tão afincadamente descritos 13 anos.....

PS: Mestrados e Doutoramentos também iam bem na formação, mais tempo ficava a estudar e menos anos trabalhar :))
Última edição por Liliana Costa em terça abr 11, 2006 11:30 pm, editado 2 vezes no total.
Tágide
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 22
Registado: terça dez 02, 2003 7:25 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Cura...???

Mensagempor Tágide » quinta jun 30, 2005 5:53 am

O Modelo Médico... a doença - a cura. Como é que se pode ter a pretensão de curar quando estamos no âmbito da saúde mental? O que é isso de curar? Pode um médico garantir que o seu paciente ficou curado, que não volta a "acontecer"?
Como alguém aqui já referiu, muitos dos psicólogos continuam a sua formação e para além disso têm supervisão. É o meu caso. E curiosamente o meu supervisor falava-nos hoje deste tópico. Dizia ele que uma das tendências dos psiquiatras (não serão todos, claro está!) é de olharem para a "doença/diagnóstico" e não para a "pessoa/perturbação". Nós psicólogos não "curamos". Nós cuidamos. Cuidamos da(s) pessoa(s). Ajudamo-la(s). E fazemo-lo pela palavra, pela acção e (muito!) pela relação.
Acrescento que tenho colegas de pós-graduação que são psiquiatras. Acrescento ainda que tenho pacientes/clientes que me foram referidos por psiquiatras e que já referi clientes meus a psiquiatras (fazendo-se assim um trabalho a duas frentes e que colabora entre si - exemplo: paciente quer reduzir a medicação -> psiquiatra veio perguntar-me qual era a minha opinião).

Saudações psicológicas a todos
psipaula
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 7
Registado: quinta jul 14, 2005 3:26 pm

Mensagempor psipaula » quinta jul 14, 2005 8:28 pm

Sr "abcde" o que será que lhe segreda o DSM sobre si próprio quando deita a cabeça no travesseiro para dormir?
Não sei...mas adivinho que o bom senso lhe deve dizer que nunca será um bom profissional em nenhuma Área das Ciência Humanas pois denota profunda falta de sensibilidade, de flexibilidade e exacerbada arrogância intelectual. Imagino também que, a ser verdade que pretende ser Psiquiatra, qualquer colega que tenha lido a sua intervenção no FORUM equaciona a necessidade de fazer psicoterapia...
Segismundo
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 1
Registado: sexta ago 05, 2005 5:28 pm

Re: Eu NÃO sou médico (III)

Mensagempor Segismundo » sexta ago 05, 2005 5:55 pm

É só para dizer que não sou médico. E, já agora, mais qq coisinha. No plano técnico é necessário dizer que o fundador da psicanálise, S. Freud, fez um corte epistemológico com a psiquiatria nos fins dos séc. XIX, que consistiu numa ruptura com o modelo médico (sintoma-síndrome-terapeutica) para olhar para o sintoma como, essencialmente, expressão de um conflito (sofrimento/dor) e portador de um sentido capaz de ser descodificado (compromisso resultante do conflito). Assim, o sintoma deixou de ser apenas a expressão de um qualquer desfuncionamento para passar a ser expressão de um modo de funcionamento mental, sempre ligado à história singular e individual de cada um. Aliás, o corte epistemológico vai mais longe na medida em que rompe também com as noções de normalidade e patologia uma vez que, nos "normais", há expressões "sintomáticas" transitórias e nos "doentes" há sempre mecanismos saudáveis em acção (leia-se, por exemplo, "A interpretação dos sonhos" (1900) ou "Psicopatologia da vida quotidiana" (1905)). O psicólogo (clínico e/ou psicanalista), não diagnostica usando as ferramentas médicas, mas priviligia o modo de funcionamento, fazendo eventualmente um diagnóstico "estrutural" (Naturalmente não comento aqui as outras áreas da psicologia).
Quanto ao resto, é de mau agoiro um interno de psiquiatria do primeiro ano exprimir deste modo a sua omnipotência e narcisismo exacerbado, como se só procurando diminuir o outro se pudesse afirmar. Talvez também venha a fazer o mesmo com os seus doentes, no que terá seguramente sucesso com os deprimidos e masoquistas. Entretanto não se preocupe, nenhum bom psicólogo se confunde com ser médico, pois sabe trabalhar com ele, quando necessário.
Avatar do Utilizador
Gualter Ego
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 22
Registado: segunda ago 08, 2005 11:36 am
Localização: Planeta Terra

Mensagempor Gualter Ego » segunda ago 08, 2005 11:57 am

Caro abcde, isto leva-me a pensar que algo não foi resolvido foi na sua relação com o seu pai. Faltou uma figura paterna coerente.
Compreendo o seu sofrimento, mas lembre-se que pode sempre procurar ajuda. Não vai conseguir gerir sozinho a raiva que sente.
Quem é que apagou a luz???
www.gualter-ego.blogspot.com
martalemos
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 36
Registado: quarta out 06, 2004 1:01 am
Localização: Lisboa

ao médico!!! dedique se aos livros!!!

Mensagempor martalemos » terça ago 23, 2005 2:07 am

Pois é, tantos anos a estudar teoria, que eu tenho as minhas duvidas que a nivel de relações interpessoais, sejam bons, tanto tempo a olhar para livros que não interagem com um Ser Humano, que fala, sente e pensa deve ser muito complicado!!!!
Pela minha experiência Clinica tenho assistido a condutas da maior parte dos psiquiatras vergonhosas, suficientes para deixarem de exercer, se vivessemos num país civilizado, verdadeiras calamidades, muito pouco próprias de quem estuda 13 anos!! e não é o 13 o numero do azar?? pois é!! não deve ser coincidência!!!
A quantidade de pessoas que os psicólogos já salvaram de maus psiquiatras leva me a crer que por favor dediquem se aos livros e deixem os Seres Humanos para quem gosta deles!!!!
martalemos
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 36
Registado: quarta out 06, 2004 1:01 am
Localização: Lisboa

Mensagempor martalemos » terça ago 23, 2005 2:15 am

Mais uma coisa!! entre muitas das calamidades que já ouvi a melhor de todas foi um psiquiatra que disse a uma rapariga com 22 anos que a doença dela não tinha cura, (crises de pânico!) que ela nunca seria capaz de acabar o curso e que se ele estivesse ali para curar as pessoas viveria de quê? e foram exactamente as palavras dele, resultado? a rapariga parou abruptamente a medicação, o que como se sabe não se deve fazer e entrou em depressão!! E andou este palhaço a estudar 13 anos?? lindo!!! belo resultado. Os Psiquiatras servem para passar receitas de antidepresivos etc, e nem nisso são bons!!! bolas!! e eu tenho que aturar um narcisista, egocêntrico com a inteligência de uma ervilha a dizer disparates destes!!! É de doidos!!!!

Voltar para “Campos de Acção, Modelos e Exercício”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes