Página 1 de 1

Terapia de Casal

Enviado: segunda set 29, 2008 5:31 pm
por dulcemarques
Boa tarde colegas,
Recentemente pediram-me para consultar 2 jovens (de 19 e 20 anos) que têm um namoro de quase 3 anos. A rapariga veio falar comigo e pediu-me se podia fazer terapia de casal e recebê-los esta semana aos 2.
A minha questão prende-se com o manuseamento de um consulta com os dois, ou seja, formas de actuação, directividade de perguntas, etc...
Terminei o curso há 8 meses e nunca fiz terapia de casal, alguém me pode ajudar?
Agradeço a quem me possa elucidar e ajudar com este assunto.

Enviado: segunda set 29, 2008 8:58 pm
por Ana Rita
Dulce, o correcto será que uma terapia de casal seja feita por um terapeuta de casal/familiar... os contornos de uma terapia de casal são muito diferentes de uma terapia individual e é necessário ter conhecimentos específicos na área. Mas se iniciares com eles, aconselho-te a teres supervisão para poderes tirar as tuas dúvidas sessão após sessão.

Enviado: terça set 30, 2008 7:46 am
por mariapsi
É necessária formação específica...
http://www.sptf.pt/index.php

Desculpe a observação, dulcemarques, não me quero dirigir especificamente a si mas várias vezes vejo aqui pessoas apenas com formação básica a intervirem em contextos muito específicos que exigem outros tantos anos de formação a nível superior. No meu ver, não se distinguem muito dos astropsicólogos, sociólogos ou professoras primárias a fazerem clínica.
E pesar-me-ia imenso na consciência saber que poderia, dessa intervenção, advir questões ou situações com as quais eu não conseguisse lidar.

Enviado: terça set 30, 2008 4:00 pm
por sandra5400
ola

tal como os colegas referiram é importante existir formação adequada para trabalhar em contexto de familia/casal.
O ideal será encaminhar par algum colega com essa formação.

Enviado: terça set 30, 2008 7:03 pm
por AbLaZe
Concordo com o encaminhamento dos pacientes para alguém especializado neste tipo de terapia. Não somos canivetes suíços.
A formação especializada é uma mais valia para o terapeuta, para o processo terapêutico e para o paciente. Não brinquemos com as pessoas...

Enviado: terça set 30, 2008 8:35 pm
por dulcemarques
Obrigada a todos os colegas pelas sugestões.
Irei falar com o casal acerca disto.