diferença entre psicologia e psiquiatria

Espaço dedicado ao público em geral: aqui poderá apresentar as suas questões e dúvidas, e contar com o apoio dos utilizadores deste fórum. IMPORTANTE: leia as Regras de Utilização antes de participar
Regras do Fórum
-----------
O Psicologia.pt não é responsável pelas intervenções dos vários participantes neste Fórum, sendo o teor desses conteúdos, bem como a utilização que se faça dos mesmos, da exclusiva e total responsabilidade de cada utilizador.
Com o objectivo de permitir o total anonimato, o fórum "Pergunte ao Psicólogo" é o único onde é possível a publicação de tópicos por utilizadores não registados.
Ao mesmo tempo, e como deve ser do entendimento de todos, o carácter "anónimo" dos fóruns faz com que este espaço não ofereça condições para interações que se desenvolvam para além da mera "troca de opiniões".
É expressamente proibida neste fórum a divulgação de serviços de psicologia bem como de quaisquer contactos de psicólogos (nomes, nºs de telefone, moradas e outros contactos).
O Psicologia.pt não se responsabiliza pelo rigor técnico e científico, idoneidade e respeito pelos princípios éticos e deontológicos de toda e qualquer participação.
asilvestre
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 398
Registado: quinta jun 28, 2007 4:15 pm
Localização: Distrito Viseu

Mensagempor asilvestre » sexta jul 09, 2010 2:07 pm

Totalmente de acordo com os pontos de vista de PSC e Marta. Alunos bons, médios e maus sempre houve e haverá, contudo, o ensino está de facto menos exigente.
vectrapc
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1382
Registado: domingo mai 08, 2005 9:10 pm
Localização: lisboa

Mensagempor vectrapc » sexta jul 09, 2010 5:28 pm

Não é quase... É mesmo a sério isto de passar a se psiquiatra...


Era uma vez... no Algarve

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portug ... id=1447801
http://www.medicina.ualg.pt/site/index. ... iew&pid=11

brevemente numa Universidade ao pé de si... :wink:
É melhor acender uma vela do que amaldiçoar a escuridão
PSC
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 216
Registado: domingo set 06, 2009 9:22 pm

Mensagempor PSC » sábado jul 10, 2010 2:49 pm

vectrapc Escreveu:Não é quase... É mesmo a sério isto de passar a se psiquiatra...

Era uma vez... no Algarve

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portug ... id=1447801
http://www.medicina.ualg.pt/site/index. ... iew&pid=11

brevemente numa Universidade ao pé de si... :wink:

Bem, já sabia da ualg, mas desconhecia que este mArAvIlHOOOSO modelo ja se estava a estender de forma tão rápida!!!
Que bom!!! heish um motivo de orgulho nacional... mais uma ideia brilhante!
Inês R. Escreveu:PSC,
"você" vai buscar com cada uma!! se calhar projectou-se e "você" é que está a tentar defender-se, porque nada do que diz tem nada a ver com nada.

Tudo o que digo, tem a ver com a realidade que constato à minha volta, quer no âmbito profissional quer pessoal.
E pelos vistos, não necessito de óculos segundo as demais colegas.
Mas pronto, você lá terá uma visão ampla de como eu não sou uma pessoa equilibrada e ciente do que digo.
Inês R. Escreveu:Olhe e sabe que mais? o meu mérito ninguém me tira que eu entrei com média de 20!! :lol:

Sabe a essa sua afirmação é interessante em diversos aspectos. Mas vou dar esta conversa por terminada porque isto nunca foi suposto ser você e a sua média, ou eu e o que você bem entenda...
Até pq, obviamente, não tenho como negar a sua média, nem o penso fazer, mas é estranha!...

A minha experiência leva-me a observar que, os alunos de topo (os bons que há e sempre houve) são precisamente aqueles que referem mais comummente como a actual escola não os estimula, é demasiado "fácil" e "pouco interessante". Apesar de levarem sempre um certo receio pros exames, depois comentam como os exames de há uns quantos anos atrás eram "mais puxados" e como agora os exames chegam a ser até mais fáceis que um qualquer exame ao longo do secundário. E isto tem-se vindo a repetir junto de colegas com quem falo, já uns anos. O que é mau sinal.... pois indica a hipótese de que continua a decrescer a exigência. Claro que, nestas observações, me estou a cingir apenas ao final do secundário.

E para não parecer estranho e dar azo a argumentações fora do sentido em que me quero expressar.
A opinião dos alunos de topo explica-se porque eles atingem facilmente o efeito tecto, apesar de serem susceptíveis a alguma desmotivação ao longo dos anos escolares.
Os alunos médios e maus movem-se noutras realidades. Sobretudo os maus. Muitas vezes passam no limiar da coisa até ao final da escolaridade. E pqê complicar e dificultar as coisas aos alunos no final dos ciclos escolares? ha que os deixar tentar fazer os exames (ou provas de aferição no caso 9.º) a ver... "pode ser que passem já"; assim se faz a história das médias dessas provas com resultados muitas vezes negativos.

Se for pensar em níveis do básico ate me arrepio com o que ouço!
Marta em tb ando por escolas e quase que me custa habituar aos níveis de conhecimento que são hoje normativos para o 2.º/3.º ciclo...
E já agora, eu tb não tenho assim tanta idade.
Com o 12.º apelidado de ensino obrigatório tremo de pensar como vão progredir (aka passar) os alunos até lá...
Passe bem. :D

Igualmente!
Zimbardo Escreveu:Quero puxões de cabelo!! :twisted: :lol:

Arranhões, dentadas e chapadas? :twisted:
:roll:
**Suya**
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 2
Registado: segunda jul 05, 2010 12:34 pm
Localização: cabo verde

diferença entre psicologia e psiquiatria (2)

Mensagempor **Suya** » sábado jul 10, 2010 10:51 pm

muito obrigado a todos que me tentaram ajudar, mas devo dizer q para mim q passei agora para o 10ºano(com média de 18,8), tudo o que aqui falaram não me ajudou muito, eu nao sou d portugal, por isso o sistema educativo do vosso país nao me diz nada :)
eu so queria saber sobre os salários e a empregabilidade (concretamente) nºs. eu penso em ir estudar aí em portugal e encontro-me agora na altura em que tenho de começar a pensar na minha futura profissão. entrei neste fórum, para falar com psicólogos e pessoas entendidas no assunto para me ajudarem e darem a vossa opinião. adoro essa área, mas o facto de ganhar menos dinheiro nao nos motiva mto, pensei em psiquiatria mas tenho d passar 6 anos a estudar coisas que eu nao gosto e nem me identifico para depois se tiver média ir fazer o que realmente me interessa(psiquiatria).
Psiquiatria vs Psicologia, à mistura com mtas outras profissões...... :?
QUE É Q EU FAÇO?
**Suya**
*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » domingo jul 11, 2010 12:47 pm

O que é que fazes??
Esperas. Tens 2 anos para investigar, ler coisas e decidir. Não tenhas pressa!
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Ana Rita » terça jul 13, 2010 11:00 pm

Sim, o ensino está menos exigente, ou pelo menos há um conceito novo de escola, é discutível. Mas por outro lado o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e não me parece que estejamos a perder qualidade como profissionais. Já não é o licenciado por si só que tem acesso à sua profissão, são uma série de competências, investimentos e também oportunidades nesse percurso que podem fazer a diferença. Ninguém dá nada a ninguém!
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
Manuela Santos
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 6
Registado: segunda jul 19, 2010 6:37 pm

Mensagempor Manuela Santos » terça jul 20, 2010 5:39 pm

Sou licenciada em Psicologia da Saúde e Mestre em Psicologia Clínica.
Aquilo que gostaria de te dizer é que deves essencialmente escutar a tua intuição e seguir o curso que pensas gostar mais. Não escolhas pelo grau de empregabilidade porque hoje todos os cursos têm pouca. Não escolhas pelo dinheiro que poderás vir ou não a ganhar. Nada fica sempre igual. O que hoje é escuro, amanhã é sol. Escolhe porque é aquilo que gostas de fazer. Nenhuma profissão deve ser exercida sem amor muito menos Psicologia.
Actualmente há muitos psiquiatras a trabalhar com psicólogos. O psiquiatra faz os mesmos diagnósticos que nós, trata farmacologicamente, mas cabe ao psicólogo analisar, compreender, ouvir...para tratar o que está por detrás da perturbação.
Por isso escolhe pela tua cabeça e não pela dos outros... Bjinho e boa escolha

Voltar para “Pergunte ao Psicólogo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes