Juizo de Valores

Espaço dedicado ao público em geral: aqui poderá apresentar as suas questões e dúvidas, e contar com o apoio dos utilizadores deste fórum. IMPORTANTE: leia as Regras de Utilização antes de participar
Regras do Fórum
-----------
O Psicologia.pt não é responsável pelas intervenções dos vários participantes neste Fórum, sendo o teor desses conteúdos, bem como a utilização que se faça dos mesmos, da exclusiva e total responsabilidade de cada utilizador.
Com o objectivo de permitir o total anonimato, o fórum "Pergunte ao Psicólogo" é o único onde é possível a publicação de tópicos por utilizadores não registados.
Ao mesmo tempo, e como deve ser do entendimento de todos, o carácter "anónimo" dos fóruns faz com que este espaço não ofereça condições para interações que se desenvolvam para além da mera "troca de opiniões".
É expressamente proibida neste fórum a divulgação de serviços de psicologia bem como de quaisquer contactos de psicólogos (nomes, nºs de telefone, moradas e outros contactos).
O Psicologia.pt não se responsabiliza pelo rigor técnico e científico, idoneidade e respeito pelos princípios éticos e deontológicos de toda e qualquer participação.
anonomo
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 10
Registado: terça ago 18, 2009 11:42 am

Juizo de Valores

Mensagempor anonomo » sábado ago 14, 2010 9:09 pm

Boa tarde,

O que leva uma pessoa fazer constantemente, quase de forma compulsiva, juízos morais ou de valores dos outros, com base em pequenos detalhes dos seus comportamentos ou indumentária que se afastem um pouco dos padrões tradicionais conservadores? Trata-se de um complexo ou necessidade de se valorizar procurando defeitos nos seus pares?
*Marta*
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 959
Registado: sexta abr 06, 2007 9:17 pm

Mensagempor *Marta* » segunda ago 16, 2010 2:42 am

É difícil responder de forma generalizada a essa questão...
De um modo geral, penso que se pode aplicar as duas questões que refere: por um lado, um sujeito pode tender a encontrar defeitos nos outros (seja em que dimensão da sua vida for) para se sobrevalorizar comparativamente aos demais; por outro lado, pode usar essa mesma "técnica" para justificar os seus insucessos, defeitos ou fracassos.
Podemos, ainda, adicionar uma terceira questão: partindo do princípio que, quem tece os comentários, é alguém conservador, pode ser a forma de expressar o seu choque e desacordo perante o rompimento desses padrões.

Voltar para “Pergunte ao Psicólogo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 6 visitantes