Um aparte para o riso

Espaço dedicado ao público em geral: aqui poderá apresentar as suas questões e dúvidas, e contar com o apoio dos utilizadores deste fórum. IMPORTANTE: leia as Regras de Utilização antes de participar
Regras do Fórum
-----------
O Psicologia.pt não é responsável pelas intervenções dos vários participantes neste Fórum, sendo o teor desses conteúdos, bem como a utilização que se faça dos mesmos, da exclusiva e total responsabilidade de cada utilizador.
Com o objectivo de permitir o total anonimato, o fórum "Pergunte ao Psicólogo" é o único onde é possível a publicação de tópicos por utilizadores não registados.
Ao mesmo tempo, e como deve ser do entendimento de todos, o carácter "anónimo" dos fóruns faz com que este espaço não ofereça condições para interações que se desenvolvam para além da mera "troca de opiniões".
É expressamente proibida neste fórum a divulgação de serviços de psicologia bem como de quaisquer contactos de psicólogos (nomes, nºs de telefone, moradas e outros contactos).
O Psicologia.pt não se responsabiliza pelo rigor técnico e científico, idoneidade e respeito pelos princípios éticos e deontológicos de toda e qualquer participação.
vectrapc
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1382
Registado: domingo mai 08, 2005 9:10 pm
Localização: lisboa

Um aparte para o riso

Mensagempor vectrapc » segunda ago 01, 2011 11:35 pm

Uma jovem vai ao psicólogo e apresenta o seu problema: "Sr. Doutor, tem que ajudar-me," diz ela. "As coisas chegaram a tal ponto que, sempre que saio com um rapaz interessante, acabo sempre na cama com ele. E depois sinto-me culpada e deprimida durante semanas!" "Estou a ver," diz o psicólogo. "Muito provavelmente, quer a minha ajuda para fortalecer a sua força de vontade e resolver este problema." "Credo, não!" exclamou a rapariga. "Eu quero é que me ajude a não me sentir culpada e deprimida!"


Um sujeito vai ao psicólogo. Na primeira consulta diz, "Tenho um problema. Parece que não consigo fazer amizades. Será que pode ajudar-me, seu parvo?"


Um psicótico pensa que dois mais dois são cinco.Um neurótico sabe que dois mais dois são quatro - mas detesta-o.


Um psicólogo está numa festa a falar com um pequeno grupo de pessoas quando, repentinamente, surge um homem pelas suas costas e lhe bate no ombro. O psicólogo vira-se para trás e o sujeito derruba-o. O psicólogo levanta-se, compõe-se, vira-se para o grupo e diz: "O problema é dele."


Quantos psicólogos são necessários para mudar uma lâmpada?. Nenhum. A lâmpada mudar-se-á quando estiver pronta para isso.. Apenas um, mas a lâmpada tem que querer ser mudada.. Apenas um, mas necessita de nove visitas.
Quantos psiquiatras são necessários para mudar uma lâmpada?. “Há quanto tempo tem essa fantasia?". “Porque é que a lâmpada tem obrigatoriamente que ser mudada?". Apenas um, mas primeiro tem que consultar a DSM-IV.
Quantos psicanalistas são necessários para mudar uma lâmpada?. "Quantos acha você que são necessários?"


Qual é a diferença entre um psiquiatra e um psicólogo?Se dissermos a um psiquiatra "Odeio a minha mãe", este perguntará "Porque diz isso?", enquanto que um psicólogo dirá "Obrigado por partilhar isso comigo”.


Cliente: Sr. Doutor, a minha mulher acha que eu estou louco porque gosto de salsichas!.... Psicólogo: Isso é absurdo! Eu também gosto de salsichas.Cliente: Óptimo! O Dr. devia visitar-me e ver a minha colecção. Tenho centenas!…


Bem-vindo à Linha Telefónica de Psicologia!Se é obsessivo-compulsivo, por favor carregue no 1 repetidamente.Se é dependente, por favor peça a alguém para carregar no 2.Se tem múltiplas personalidades, por favor carregue no 3, 4, 5, e 6.Se é paranóico-delirante, sabemos quem você é o que quer. Por favor mantenha-se em linha para que possamos identificar a chamada.Se é esquizofrénico, oiça com atenção e uma pequena voz dir-lhe-á em que número carregar.Se está deprimido, não interessa em qual número carregar. Ninguém responderá.Se está delirante e ocasionalmente tem alucinações, por favor esteja consciente de que a coisa em que está a segurar junto à sua cabeça está viva e prestes a morder-lhe a orelha.


Após o cliente se sentar confortavelmente no sofá, o psicólogo começa a consulta, "Não estou por dentro do seu problema" diz o psicólogo. "Portanto, talvez fosse bom começarmos pelo início." "Claro." Responde o cliente. "No início, criei os Céus e a Terra..."
É melhor acender uma vela do que amaldiçoar a escuridão
Ana Rita
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1794
Registado: terça ago 31, 2004 1:44 pm
Localização: Lisboa

Re: Um aparte para o riso

Mensagempor Ana Rita » terça ago 02, 2011 10:15 pm

:D

Também tenho uma (dita à minha maneira, do que me lembro):

Uma mulher consulta um psicanalista por não saber o que fazer quanto à falta de atenção do marido para com ela. Refere: Sr. Dr., o meu marido só pensa na mãe, só fala na mãe. Sinto que a mãe dele está sempre em primeiro lugar. O que poderei fazer?
Nisto, o psicanalista sugere: há um campo em que a sua sogra não pode competir, que é o campo sexual. Arranje-se para ele, seduza-o e verá que naquele momento a sua sogra não estará nos seus pensamentos.
A mulher toda satisfeita compra uma lingerie preta com corpete bastante sexy e antes dele chegar a casa fica a aguardá-lo para lhe fazer a surpresa.
Quando ele chega... "Mulher! O que aconteceu á minha mãe? Estás toda de preto!"
Se caíres sete vezes, levanta-te oito.
Avatar do Utilizador
Zenobia
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 152
Registado: quarta ago 10, 2005 8:33 pm
Localização: Lisboa

Re: Um aparte para o riso

Mensagempor Zenobia » quarta ago 03, 2011 8:28 am

:D
AbLaZe
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1498
Registado: sexta jun 01, 2007 12:27 pm
Localização: Neverland

Re: Um aparte para o riso

Mensagempor AbLaZe » sábado ago 06, 2011 4:52 pm

AHAHAHAHAH! Muito boas, todas!
Vi Veri Veniversum Vivus Vici

Voltar para “Pergunte ao Psicólogo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 10 visitantes