Desabafo

Espaço dedicado ao público em geral: aqui poderá apresentar as suas questões e dúvidas, e contar com o apoio dos utilizadores deste fórum. IMPORTANTE: leia as Regras de Utilização antes de participar
Regras do Fórum
-----------
O Psicologia.pt não é responsável pelas intervenções dos vários participantes neste Fórum, sendo o teor desses conteúdos, bem como a utilização que se faça dos mesmos, da exclusiva e total responsabilidade de cada utilizador.
Com o objectivo de permitir o total anonimato, o fórum "Pergunte ao Psicólogo" é o único onde é possível a publicação de tópicos por utilizadores não registados.
Ao mesmo tempo, e como deve ser do entendimento de todos, o carácter "anónimo" dos fóruns faz com que este espaço não ofereça condições para interações que se desenvolvam para além da mera "troca de opiniões".
É expressamente proibida neste fórum a divulgação de serviços de psicologia bem como de quaisquer contactos de psicólogos (nomes, nºs de telefone, moradas e outros contactos).
O Psicologia.pt não se responsabiliza pelo rigor técnico e científico, idoneidade e respeito pelos princípios éticos e deontológicos de toda e qualquer participação.
katiuska
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 9
Registado: domingo out 29, 2006 11:35 pm
Localização: Lisboa

Desabafo

Mensagempor katiuska » terça out 23, 2007 5:07 pm

Antes de mais,boa tarde para todos. Queria deixar aqui uma espécie de desabafo. Tenho 36 anos, sou divorciada e vivo em Lisboa.
Há cerca de 1 ano conheci alguém que, no inicio, me fez muito feliz. Tudo começou com uma boa amizade que se transformou num grande amor. Começámos por falar no msn, ligando as cams. Até aqui, tudo bem. A certa altura, achei que precisávamos nos conhecer. Propuz uma ida á cidade dele. Isso aconteceu em Dezembro de 2006. Aí, tornámos oficial o nosso namoro. Tudo corria bem e estávamos os dois com intenção de fazer vida juntos.
Já em 2007, lá nos encontrámos de novo, por mais duas vezes,depois de eu muito forçar novo encontro.
Entretanto, no meio disto, acabámos a relação umas 3 vezes. Eu cansei de namorar só pelo telefone e não via qualquer interesse da parte dele. As poucas vezes que nos vimos, fui sempre eu a ir ter com ele. Bom, mas não quero estar aqui a contar a história da minha vida nem a massacrar ninguém. Só queria mesmo uma opinião de alguém mais experiente ou até formado. Não sei mais o que fazer. Neste momento, depois de termos acabado tudo e tentármos ficar só amigos,ele resolveu querer voltar. Ou seja, voltámos a "namorar", mas só via telefone, como é lógico. encontros, nem fala no assunto.
Alguns amigos com quem falei, dizem-me que ele apenas me está a usar. Só quer companhia. Outros, dizem que nem gosta de mim.Só me segura pra não o deixar. Será verdade? Pode alguém só querer este tipo de companhia? Mas se quer companhia, devia querer estar perto, digo eu.
Quando eu falava em encontros, acabávamos por discutir, pois ele dizia que eu não falava noutra coisa, que até parecia doença.
Bom, tinha aqui muito pra contar, mas não me quero alongar demasiado. Se puder ser, gostava muito de ter uma opinião. Se for de um profissional, melhor ainda, mas como é lógico, todas serão bem vindas.
Obrigada a todos e desculpem o desabafo. Estou mesmo sem saber que fazer á vida.
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Re: Desabafo

Mensagempor NunoF » quarta out 24, 2007 3:37 am

katiuska Escreveu: Começámos por falar no msn, ligando as cams. Até aqui, tudo bem.

Como foi a experiência? :D

katiuska Escreveu: Eu cansei de namorar só pelo telefone e não via qualquer interesse da parte dele.


Como se namora pelo telefone? :D

katiuska Escreveu: Só queria mesmo uma opinião de alguém mais experiente ou até formado.


Não tenho experiência em namoros telefónicos :D


Mais concretamente e racional, creio que devias conversar com ele, não pelo msn, não pelo telefone, mas frente a frente.

Devias expor as tuas dúvidas, sugestões e objectivos "para os 2"...e ouvir a opinião dele.

Se não for o que tu pretendes, aconselho a seguires em frente (esquecendo este homem) e com 37 anos ainda tens muito amor para dar e levar. :D
Vendo pizzas congeladas :D
Clarissa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 76
Registado: quarta out 11, 2006 1:05 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor Clarissa » quarta out 24, 2007 7:43 am

Olá katiuska,

Não sei que tipo de opinião é que procura, mas percebe-se que você está aflita com esta situação porque não consegue compreender quais são as intensões e expectativas da pessoa com quem tem se relacionado. Infelizmente ele é a única pessoa que pode responder sobre seus objectivos e planos pessoais, os amigos podem dar as suas opiniões baseados no seu discurso, mas serão apenas opiniões de outras pessoas que não o conhecem e não poderiam falar por ele de maneira fidedigna.

O que parece que está acontencendo aqui é um conflito de interesses. Você está disposta a entrar nesta relação de forma mais profunda, passando ao próximo passo que seria conhecer essa pessoa no seu dia a dia e de forma mais íntima. No entanto, ele não parece estar na mesma sintonia e quer continuar numa relação à distância. Não sabemos os motivos que o impelem a afastar-se fisicamente de você, mas ele deve ter as suas razões e para ele devem ser suficientes. É visível que há interesses opostos nesta relação e o que parece que tem acontecido é que cada um está tentando 'convencer' o outro do seu ponto de vista, este tipo de situação apenas degrada ainda mais o relacionamento porque não leva em consideração a necessidade do outro.

Muitas vezes a decisão passa por uma reflexão pessoal das nossas necessidades. Algumas questões interessantes para serem pensadas são as seguintes: Esta relação a satisfaz? Porque não consegue desvincilhar-se? O que a leva a persistir nesta relação? Você é está disposta a esperar o tempo que ele precisa para seguir em frente?

Apenas você pode tomar as decisões mais acertadas sobre as suas necessidades, tente refletir um pouco sobre os seus interesses e objectivos pessoais e seja sincera consigo mesma que acabará por perceber o que será melhor para você.

Atenciosamente,
Clarissa Lobo
AnadeSousa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 236
Registado: quinta abr 27, 2006 12:58 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor AnadeSousa » quarta out 24, 2007 1:54 pm

Boa tarde Katiuska,
Todas as pessoas buscam a estabilidade e alguém que as faça feliz, uma relação, seja ela de amizade ou algo mais, que seja recíproca, que ambos estejam disponíveis tanto para dar como para receber, se calhar não de maneiras iguais, pois as pessoas são todas diferentes, mas que sejam, no mínimo, compatíveis e não afectem o bem-estar e a harmonia dos envolvidos. A resposta para todas as suas dúvidas está em si mesma, pondere, observe e acima de tudo, pense se se sente feliz com a situação mesmo que ela volte a mudar por instantes.
Boa sorte!
Ana Sousa - Psicóloga Clínica
http://anasousapsicologa.blogspot.com/
katiuska
Membro Recém-Chegado
Membro Recém-Chegado
Mensagens: 9
Registado: domingo out 29, 2006 11:35 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor katiuska » segunda nov 05, 2007 11:47 pm

Boa noite a todos. quero, antes de mais, pedir desculpas pela minha ausência. Não tem dado para vir aqui ao forum.
Quero agradecer ás pessoas que me tentaram ajudar, deixando o seu conselho. Um grande obrigado a todos.
Aproveito para dizer que a dita "relação", (se podemos chamar assim), acabou. Alguns dias depois, resolvi conversar com ele e acabámos por tentar ficar bons amigos. Ele mesmo concordou que não é possivel manter uma relação á distância sem o minimo de convivio.

Se querem saber, sinto-me mais leve. Acho que foi melhor para os dois.
Talvez um dia ainda nos encontremos! ! !
Obrigada a todos. :?

Voltar para “Pergunte ao Psicólogo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes