Adopção por homossexuais

Espaço dedicado ao público em geral: aqui poderá apresentar as suas questões e dúvidas, e contar com o apoio dos utilizadores deste fórum. IMPORTANTE: leia as Regras de Utilização antes de participar
Regras do Fórum
-----------
O Psicologia.pt não é responsável pelas intervenções dos vários participantes neste Fórum, sendo o teor desses conteúdos, bem como a utilização que se faça dos mesmos, da exclusiva e total responsabilidade de cada utilizador.
Com o objectivo de permitir o total anonimato, o fórum "Pergunte ao Psicólogo" é o único onde é possível a publicação de tópicos por utilizadores não registados.
Ao mesmo tempo, e como deve ser do entendimento de todos, o carácter "anónimo" dos fóruns faz com que este espaço não ofereça condições para interações que se desenvolvam para além da mera "troca de opiniões".
É expressamente proibida neste fórum a divulgação de serviços de psicologia bem como de quaisquer contactos de psicólogos (nomes, nºs de telefone, moradas e outros contactos).
O Psicologia.pt não se responsabiliza pelo rigor técnico e científico, idoneidade e respeito pelos princípios éticos e deontológicos de toda e qualquer participação.
Avatar do Utilizador
Liliana Costa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 627
Registado: terça fev 01, 2005 2:14 pm
Localização: Amarante,Porto
Contacto:

Adopção por homossexuais

Mensagempor Liliana Costa » terça fev 16, 2010 6:20 pm

Colegas,

O que acham acerca da adopção por homossexuais?
Como interpretam a posição da igreja neste assunto?

Fiquem com este link e agradeço o debate....

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Naciona ... id=1148337
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » quarta fev 17, 2010 5:07 pm

Completamente contra, por causa da discriminação que as crianças irão ter.

Por exemplo:

Ah e tal, na escolinha, Joãozinho vives com quem?
Joãozinho responde, com o meu pai e o namorado dele.

Joãozinho será maltratado psicologicamente e quiça, fisicamente.

Culpa da mentalidade, mas é a realidade que existe e não há maneira de fugir (no momento).
Vendo pizzas congeladas :D
Avatar do Utilizador
Liliana Costa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 627
Registado: terça fev 01, 2005 2:14 pm
Localização: Amarante,Porto
Contacto:

Mensagempor Liliana Costa » quarta fev 17, 2010 5:42 pm

Nunof

E que tal este discurso na escolinha " ah e tal não tens familia....és orfão?? Vives num orfanato....coitadinho!" Qual será melhor?
Para as crianças institucionalizadas não seria melhor o conforto de um lar, com todas as seguranças e regalias que uma criança deve ter??
Eu prefiro ver crianças a ser educadas por dois pais ou duas mães do que nem ter um conceito de familia!!!
Quantas crianças vivem no seio de uma familia semelhante...em que um dos pais faleceu e tem de se habituar a uma casa maioritariamente masculina ou feminina.....A discriminação continua se o preconceito resistir e como dizia o grande Génio Einstein "A mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu estado original"
NunoF
Membro Guru
Membro Guru
Mensagens: 1328
Registado: segunda jul 02, 2007 9:04 pm
Localização: Pizzaria

Mensagempor NunoF » quarta fev 17, 2010 6:12 pm

São opiniões, mas o comentário do "orfão" também é discriminatório sem dúvida.

Mas....

Eu só quero o bem estar físico/mental da criança, o resto é-me completamente irrelevante e sei que na mentalidade actual meteres uma criança adoptada por casais homossexuais numa escola a probabilidade de ser vítima de bullying é bastante, a realidade é essa, não vamos fugir dela. A teoria e os que os livros dizem, deixo de lado, apenas sei que as crianças são cruéis.

E atenção, de conservadorismo tenho pouco, mas há coisas que no momento não alterava.
Vendo pizzas congeladas :D
PsiSandrovski
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 320
Registado: segunda mar 12, 2007 7:31 pm
Localização: Braga

Mensagempor PsiSandrovski » quarta fev 17, 2010 9:12 pm

Eu compreendo a opinião do NunoF. É uma preocupação legítima. No entanto, sempre houve discriminação e preconceito... as crianças podem, realmente, ser cruéis, mas os comentários/acusações que fazem são aqueles que ouvem "em casa". Não vão discriminar simplesmente porque sim, aceitam a diferença com muito mais naturalidade do que os adultos, cheios de ideias pré-concebidas sobre o que é certo e errado. O preconceito vai existir enquanto a sociedade não se confrontar com a diferença... foi assim com o divórcio, por exemplo. Não precisamos recuar muitos anos para lembrar como era um "trauma" ou uma "vergonha" ter os pais divorciados, lembram-se? E hoje, família já não é só o pai/mãe/filhos... hoje temos famílias mono-parentais, famílias reconstituídas... há uma publicidade (penso que de um banco, não estou certa) em que retratam isto mesmo, o que é a família hoje?

O preconceito existirá, sim. Mas nessa altura, caberá a cada um de nós - cidadãos - e a cada profissional - psicólogos, médicos, professores, educadores, etc. - combater o preconceito, quebrar os mitos, esclarecer as dúvidas.

Posto isto, não tenho nada contra a adopção por homossexuais.
A propósito, já falei disto por aqui: http://temasdepsicologia.wordpress.com/ ... e-adopcao/ e http://temasdepsicologia.wordpress.com/ ... dopcao-ii/.

Acho excelente este debate! :wink:
leonardorosa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 552
Registado: quarta mai 10, 2006 4:13 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor leonardorosa » sexta fev 19, 2010 7:41 pm

provavelmente o melhor é manter as crianças nas belas instituições de acolhimento que este país tem... ai cala-te boca!
eu
Membro Regular
Membro Regular
Mensagens: 97
Registado: segunda jul 10, 2006 6:22 pm

Mensagempor eu » sábado fev 20, 2010 10:25 am

Eu agora já concordo mais com a opinição da Liliana. Antes nem punha essa hipótese mas depois de trabalhar numa instituição que acolhe crianças e joves a minha opiniºão mudou um cado......é muito mau morar numa instituição minha gente....só mesmo convivendo diariamente para perceber.

Claro que depois tem aquela parte tradicional da educação: um pai e uma mãe......enfimmm
Blackberry
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 237
Registado: terça nov 27, 2007 12:41 pm

Mensagempor Blackberry » sábado fev 20, 2010 12:00 pm

De facto, em certa parte concordo com a opinião do NunoF, uma vez que as crianças conseguem, por vezes, ser muito mazinhas umas com as outras. As mentalidades ainda são muito fechadas para tudo que fuja ao normal da sociedad.

Mas até que ponto uma criança que viva numa instituição e que já seja pouco revoltada por isso, não se vai tornar ainda mais revoltada se for "gozada" pelos colegas da escola por ter dois "pais" ou duas "mães"???

Todavia, considero que toda a criança deve ter DIREITO ao amor e carinho no seio de uma familia, mesmo que essa familia seja constituida por um casal de homossexuais. Desde que saibam os seus deveres e obrigações enquanto pais, porque não????
Avatar do Utilizador
Zenobia
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 152
Registado: quarta ago 10, 2005 8:33 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor Zenobia » sábado fev 20, 2010 8:19 pm

É, sem dúvida, uma questão que me divide, no entanto penso que se os pais educassem os filhos para aceitar essa situação já não haveria porque "gozar" com o coleguinha que tem dois pais ou duas mães.

Bem sei que as crianças serão sempre crueis por isto ou aquilo mas acho que havendo aceitação social esse problema pode diminuir.

Lembro-me de ler um artigo que focava este tema e em que um pai que vivia com outro homem, tinha adoptado um rapaz e na escola o menino disse qual a sua situação (que o pai tinha um namorado) e a resposta dos outros meninos foi "tudo bem, não tens de falar sobre isso se não quiseres". Caso raro de maturidade (?) / educação (?).
Avatar do Utilizador
Liliana Costa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 627
Registado: terça fev 01, 2005 2:14 pm
Localização: Amarante,Porto
Contacto:

Mensagempor Liliana Costa » domingo fev 21, 2010 11:05 pm

Já agora fiquem com mais esta situação....

Há uma apresentadora da sic radical que teve um filho recentemente, assumiu-se há um ano atrás homossexual....Entretanto a noticia que deu há dias do nascimento do seu filho na comunicação social era esta " Já tenho um filho. E uma namorada!!"
Ou seja, conclusão: Mesmo que contrariemos (a sociedade) essa possibilidade ela acaba por acontecer....Eis um belo exemplo!!

Crianças sempre num seio de uma familia, independentemente do resto devem ter direito a amor, protecção, segurança....
leonardorosa
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 552
Registado: quarta mai 10, 2006 4:13 pm
Localização: Lisboa

Mensagempor leonardorosa » domingo fev 28, 2010 1:11 pm

não senhor que podem ser vítimas de "bullying"!! Estão muito bem nas excelentes casas de acolhimento estatais e pseudo-estatais.... enfim
lia_lia
Membro Habitual*
Membro Habitual*
Mensagens: 131
Registado: terça jun 10, 2008 5:42 pm

Mensagempor lia_lia » sábado mar 13, 2010 12:58 pm

Totalmente a favor!

Contra a discriminação.

Voltar para “Pergunte ao Psicólogo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes