Página 27 de 28

Enviado: terça abr 27, 2010 9:48 am
por psic07
Entendo a sua postura cara colega, mas o que quis revelar foi a injustiça da situação.
Não nos pagam o que devem, o que é ilegal, e depois ainda exigem tudo de nós?
Eu tenho um emprego, procuro algo melhor, é certo, portanto não admito que me calquem e continuem a tomar atitudes destas.

Enviado: terça abr 27, 2010 2:34 pm
por psifer
e acho que fez mto bem! o que essa associação lhe propôs é acima de tudo ilegal! querem receber o financiamento do iefp e do lado deles não têm depesas! assim é bom, têm um trabalhador de borla!! enfim....o problema é que há pessoas que aceitam por n haver melhor e isso perpetua estas situações...!

Enviado: quarta abr 28, 2010 9:08 am
por criscarrasco
Eu também concordo que não se devem perpetuar estas situações, tal qual como o trabalho voluntário que muitos colegas fazem ,principalmente em hospitais. Só que por vezes, tal como aconteceu comigo temos de nos deixar explorar, e a culpa não é de quem aceita essas situações, porque do ponto de vista pessoal cada um terá de fazer o que fôr melhor para si no momento. A responsabilidade é de quem nos devia defender e não o faz. Temos um sindicato, do qual eu deixei de ser associada porque nunca vi nada relevante. Os psicólogos são provavelmente a classe de licenciados com maiores problemas de integração no mundo do trabalho, com situações extremamente precárias e só nós é que sabemos disso. Alguma vez se fala dos psicólogos na comunicação social como se faz dos professores ou dos enfermeiros? E porquê? Porque não nos representam e defendem condignamente. Será que isso vai mudar com a Ordem? Não sei desde que foram eleitos os orgãos dirigentes o que se soube mais sobre a ordem? Eu nada e todos os dias vou ao site.

Enviado: quarta abr 28, 2010 9:11 am
por criscarrasco
psic07 Escreveu:Entendo a sua postura cara colega, mas o que quis revelar foi a injustiça da situação.
Não nos pagam o que devem, o que é ilegal, e depois ainda exigem tudo de nós?
Eu tenho um emprego, procuro algo melhor, é certo, portanto não admito que me calquem e continuem a tomar atitudes destas.


E já agora colega. DEnunciou essa situação ao IEFP? Provavelmente isso seria bom. Afinal o IEFP também deverá ter conhecimento dessa irregularidade para saber com que associações estabelece protocolos e parar com isso.

Enviado: quarta abr 28, 2010 11:20 am
por psic07
criscarrasco Escreveu:
psic07 Escreveu:Entendo a sua postura cara colega, mas o que quis revelar foi a injustiça da situação.
Não nos pagam o que devem, o que é ilegal, e depois ainda exigem tudo de nós?
Eu tenho um emprego, procuro algo melhor, é certo, portanto não admito que me calquem e continuem a tomar atitudes destas.


E já agora colega. DEnunciou essa situação ao IEFP? Provavelmente isso seria bom. Afinal o IEFP também deverá ter conhecimento dessa irregularidade para saber com que associações estabelece protocolos e parar com isso.


Pensei nisso mas ainda não o fiz.

Enviado: segunda jun 14, 2010 5:13 pm
por ana rodrigues
Pensei nisso mas ainda não o fiz.[/quote]

Pois se calhar é importantissimo pensar nisso e efectivamente fazê-lo. Embora possa compreender as dificuldades com que as instituições se debatem, essa situação é inaceitável. É o dinheiro dos impostos pagos por todos nós que pagam os estágios profissionais; os estágios profissionais inserem-se dentro de programas com regras muito explicitas; nesse caso as instituições não podem usar esse dinheiro para contratar técnicos a não ser q respeitem as regras. Não se trata de uma injustiça como dizia a colega que esteve numa escola, trata-se de uma irregularidade gravissima.

Enviado: segunda jun 14, 2010 11:27 pm
por CristinaAlves
Em 2006 quando terminei a Licenciatura também recebi uma proposta dessa, na altura era uma IPSS da área da toxicodependência. Lembro-me que a justificação que me deram foi que não tinham verbas e que só me poderiam pagar a parte paga pelo IEFP que rondava os 600 euros ... recusei, apesar de não ter mais nada. Não foi fácil, mas ainda bem que o fiz ...

Mas sei de alguns colegas que na falta de melhor, aceitam estas condições, o que de certa forma perpetua estas situações ... porque há sempre alguém que aceita.

Enviado: quarta jun 30, 2010 3:28 pm
por NunoF
Olá amiguinhos/as :lol: :lol: :lol:

Em primeiro lugar dar os parabéns a todos/as que conseguiram atingir os seus objectivos, aos outros, continuem a lutar, porque vale mais lutar e perder do que chorar e não lutar. :D

Por acaso, não tive piada, admito. :cry:

Sobre mim, mudei de pizzaria, quem quiser pizzas, já sabe, sempre ao vosso dispor. :oops:

Bom trabalho,
Nuno F

:lol: :lol: :lol: :lol:

Enviado: domingo jul 04, 2010 6:49 pm
por AbLaZe
Nuno F, parabéns por continuares no ramo das pizzarias. Mudaste para melhor, acredito. Estás agora com um currículo invejável... Para quando abrir uma cadeia de restaurantes?
Continuação de óptima carreira! 8)

Enviado: quinta jul 08, 2010 10:17 am
por Ricardo Dias
Olá a todos...

Criscarrasco, és um exemplo do que fizemos mal no passado e fazemos bem hoje em dia... sendo de comunitaria gosto tanto de Psis Clinicos a coordenar projectos como de Organizacionais a fazer Psicoterapias, mas em todo o caso tenho conhecido pessoas que a experiencia de vida se sobrepoe à especialização tecnica... mas sempre Parabens e obrigado pelo entusiasmo num projecto concelhio :) ps: ainda bem que a tua população total é dessa dimensão, só quer dizer que vão ter mais dinheiro e mais tempo para cada beneficiario :) ... acima de tudo boa sorte!

Martach... Assim é que é... :)

Relativamente aos estagios (e não pessoalizando) cujas instituições só podem pagar o € do IEFP... permitam-me que me dê uma visão da coisa... sempre trabalhei em associações, IPSS, ONGS e etc, e na verdade quando muitas vezes a necessidade de ter um tecnico sobrepoe-se á capacidade de angariação de dinheiro por parte das instituições... concordo que não é a melhor via, e sei que há instituições "bandidas", mas pensem que por vezes ao aceitar uma coisa assim estão a ajudar-vos a voçês proprios a entrar no mercado de trabalho e por vezes a ajudar uma instituição que precisa de um RH com o vosso perfil...

Uma ideia: à semalhança do projecto da Criscarrasco, qualquer um pode chegar junto de uma Junta ou CM e pedir financiamento para um projecto local com dimensões mais pequenas e podem ser a saida para muitos... procurarem os programas de financiamento existentes, desenhem os projectos e proponham... já tenho visto muita coisa começar assim...

Acima de tudo muita sorte e boas prespectivas para todos...

Enviado: quinta nov 25, 2010 6:02 pm
por johnnyblue1981
Então, colegas? A última mensagem neste tópico foi em Julho...

Isto quer dizer que desde aí, ninguém foi colocado em nada????

Nesta altura de crise, precisamos de testemunhos positivos. :))) Vá, quem foi colocado que se manifeste!

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: sexta jan 07, 2011 11:57 am
por diana_alves
Bom dia a todos.

Tendo em conta que a partilha de experiências positivas cessou em Julho de 2010, decidi partilhar a minha, embora não seja propriamente recente.

Conclui o meu Mestrado Integrado em Psicologia do Comportamento Desviante e Justiça, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, em Julho de 2009. Ao longo do Curso, realizei Estágio Curricular numa CPCJ e, posteriormente, acabei por ser contratada para exercer funções no mesmo local. Fui contratada no final de Setembro desse mesmo ano, pelo que nunca me cheguei a sentir verdadeiramente desempregada:) O contrato foi de um ano mas, em Outubro de 2010, foi renovado por igual período de tempo. Assim, continuarei a ter trabalho até 2011 e depois logo se vê:)

Que a experiência sirva para dar alento, sobretudo, aos recém-licenciados:)

diana.alves

Re:

Enviado: sexta jan 07, 2011 6:28 pm
por NunoF
NunoF Escreveu:Olá amiguinhos/as :lol: :lol: :lol:

Em primeiro lugar dar os parabéns a todos/as que conseguiram atingir os seus objectivos, aos outros, continuem a lutar, porque vale mais lutar e perder do que chorar e não lutar. :D

Por acaso, não tive piada, admito. :cry:

Sobre mim, mudei de pizzaria, quem quiser pizzas, já sabe, sempre ao vosso dispor. :oops:

Bom trabalho,
Nuno F

:lol: :lol: :lol: :lol:


Continuo na mesma :D

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: segunda jan 10, 2011 4:31 pm
por Someone
diana_alves Escreveu:Bom dia a todos.

Tendo em conta que a partilha de experiências positivas cessou em Julho de 2010, decidi partilhar a minha, embora não seja propriamente recente.

Conclui o meu Mestrado Integrado em Psicologia do Comportamento Desviante e Justiça, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, em Julho de 2009. Ao longo do Curso, realizei Estágio Curricular numa CPCJ e, posteriormente, acabei por ser contratada para exercer funções no mesmo local. Fui contratada no final de Setembro desse mesmo ano, pelo que nunca me cheguei a sentir verdadeiramente desempregada:) O contrato foi de um ano mas, em Outubro de 2010, foi renovado por igual período de tempo. Assim, continuarei a ter trabalho até 2011 e depois logo se vê:)

Que a experiência sirva para dar alento, sobretudo, aos recém-licenciados:)

diana.alves


Parabens Diana!
Suponho que o concurso púbico para a entrada na CPCJ tenha sido muito concorrido? Conheço pessoas com muitos anos de experiência e de grande sensibilidade na matéria que não entram...Deve mesmo ter gostado do teu trabalho ainda mais sendo na altura recem licenciada!
Parabens!

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: terça jan 11, 2011 10:22 pm
por AbLaZe
Someone Escreveu:
diana_alves Escreveu:Bom dia a todos.

Tendo em conta que a partilha de experiências positivas cessou em Julho de 2010, decidi partilhar a minha, embora não seja propriamente recente.

Conclui o meu Mestrado Integrado em Psicologia do Comportamento Desviante e Justiça, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, em Julho de 2009. Ao longo do Curso, realizei Estágio Curricular numa CPCJ e, posteriormente, acabei por ser contratada para exercer funções no mesmo local. Fui contratada no final de Setembro desse mesmo ano, pelo que nunca me cheguei a sentir verdadeiramente desempregada:) O contrato foi de um ano mas, em Outubro de 2010, foi renovado por igual período de tempo. Assim, continuarei a ter trabalho até 2011 e depois logo se vê:)

Que a experiência sirva para dar alento, sobretudo, aos recém-licenciados:)

diana.alves


Parabens Diana!
Suponho que o concurso púbico para a entrada na CPCJ tenha sido muito concorrido? Conheço pessoas com muitos anos de experiência e de grande sensibilidade na matéria que não entram...Deve mesmo ter gostado do teu trabalho ainda mais sendo na altura recem licenciada!
Parabens!


Fede a sarcasmo por aqui...

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: quarta jan 12, 2011 8:41 pm
por Liliana Costa
eheheh :D

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: domingo mar 13, 2011 11:42 am
por Guida
Assim, de facto não vale a pena a partilha de experiências...

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: segunda mar 14, 2011 10:14 pm
por Cristina Silva
Someone Escreveu:


Parabens Diana!
Suponho que o concurso púbico para a entrada na CPCJ tenha sido muito concorrido? Conheço pessoas com muitos anos de experiência e de grande sensibilidade na matéria que não entram...Deve mesmo ter gostado do teu trabalho ainda mais sendo na altura recem licenciada!
Parabens![/quote]

Estranho!!!!??? Porque é que pessoas com muitos anos de experiência e de grande sensibilidade não terão passado em todas as etapas avaliativas? Hummmm!!! Posso pensar em muita coisa, mas qual será a verdade? O processo avaliativo foi igual para toda a gente, suponho!

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: terça mar 15, 2011 10:06 am
por AbLaZe
Suposições, Cristina Silva. Suposições. Escondemo-nos por detrás das suposições para não expormos os colegas que, num concurso dito público, passam à frente de outros, com mais anos de experiência e de conhecimentos na função a desempenhar. A mim não me enganam com estes "processos avaliativos" da treta. Que ganhe a melhor cunha!

Re: Fui eu que fiquei!!

Enviado: quinta mar 17, 2011 10:35 pm
por Cristina Silva
AbLaZe Escreveu:Suposições, Cristina Silva. Suposições. Escondemo-nos por detrás das suposições para não expormos os colegas que, num concurso dito público, passam à frente de outros, com mais anos de experiência e de conhecimentos na função a desempenhar. A mim não me enganam com estes "processos avaliativos" da treta. Que ganhe a melhor cunha!



Ablaze este concurso para a CPCJ enche páginas aqui na bolsa de emprego, como todos sabemos. Foi um concurso longo e altamente complexo, e eu fui sabendo um bocadinho mais através de uma colega de trabalho que por acaso está agora destacada para uma CPCJ como Presidente (e que não tem influência nenhuma (mais especificamente “cunhices”) na colocação dos técnicos. Pelo contrário, está a ver-se às aranhas com este concurso porque de repente tiveram de sair de lá pessoas com quem já trabalhava há algum tempo (que conheciam e acompanhavam os casos, etc.) porque não passaram neste concurso. Vê-se com a equipa reduzida, sem saber quantos técnicos vão ser colocados agora na Comissão dela, o que traz complicações.

O que acontece é que nunca antes se havia feito um concurso destes para a CPCJ´s e portanto, muitas das pessoas que lá estavam e que entretanto ficaram “com muitos anos de experiência e sensibilidade” (sendo que essa sensibilidade pode ser questionável), entraram nas Comissões sem nunca terem passado por um processo avaliativo, e mesmo que o tivessem tido, não teve com certeza a dimensão deste (longo, complexo, e com certeza cheio de trapalhadas e ambiguidades). Algumas das pessoas que já lá estavam nas CPCJ´s, concorreram a este concurso. Algumas passaram e outras não (o que a mim me faz espécie pois a carga experiencial e sensibilidade adquiridas só poderiam levar a excelentes resultados nas sucessivas etapas de avaliação - lógico que não retiro a hipótese das cunhices mas tal poderia ser facilmente contestado e denunciado neste concurso (digo eu)).

O que quero dizer com isto é que o factor cunha, mais que conhecido de todos nós (e que eu publicamente aqui condeno e combato), não pode servir de desculpa para tudo!

E dito isto, mando-te um grande beijinho aqui publicamente porque foi muito bom voltar a ler-te por estas bandas, das quais tenho andado afastada (porque a falta de tempo assim o exige).
:D

Cristina Silva