Neon Genesis Evangelion

A partir da articulação das principais correntes da Psicologia e das dimensões psíquicas e comunicacionais idiossincráticas, pretende-se a elaboração de uma abordagem das relações entre arte, cultura, psicologia e desenvolvimento humano.

Moderadores: AbLaZe, Liliana Costa

Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sexta abr 01, 2011 12:15 pm

Olá! Alguém conhece Neon Genesis Evangelion? É uma animação japonesa, uma das maiores obras primas da humanidade. O conteúdo é pós-apocalíptico, filosófico e psicanalítico. Lembro-me de ver esta série quando tinha 13 anos, passou na sic de manhã, e ter ficado fascinada, embora, na altura, não conseguisse compreender determinadas coisas... Algumas apenas consegui interpretar aquando a frequência do curso de psicologia... Deixo-vos um link que explica melhor alguns pontos. Penso que qualquer um de nós deveria conhecer esta obra. Dá que pensar. E a banda sonora é excelente e muito bem adequada.
http://osdeusesmortos.blogspot.com/2010 ... elion.html
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » quinta ago 04, 2011 5:50 pm

É raro encontrar alguem que conheça esta série. O mais curioso é que a vi também quando era muito novo.
Algures entre os 8 e os 11 anos. Lembro-me de me levantar ás 7 da manha para ir ver, na sic .
E esta série claramente não é muito direccionada a pessoas dessa idade. Eu lembro-me de na altura me sentir absolutamente fascinado pela série. Para mim, não era simplesmente uma série sobre robots gigantes, e lutas e tiros e explosões, eu sabia que havia ali mais alguma coisa, mas olhando para trás, não sei como consegui perceber isso sendo tão novo. Hoje, claro, consigo apreciar todas as temáticas da série. Tem muita psicologia e filosofia pelo meio. É uma daquelas séries que nem dá para apreciar tudo na primeira vizualização. De facto, a série é tão complexa que não existe consenso em relação á sua interpretação e a discussão continuou durante anos e anos.

Pelo que sei, o realizador da série sofria de depressão e muito da sua experiencia pessoal passou para a série. Ouvi dizer que foi mais ou menos a meio da série que ele começou a fazer tratamento.

Há umas semanas atrás (agora com 21 anos) resolvi ver a série toda desde o inicio mais os filmes que foram feitos posteriormente.
PSC
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 216
Registado: domingo set 06, 2009 9:22 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor PSC » quinta ago 04, 2011 9:09 pm

Nao vou fazer considerações sobre a série.
Até porque isso de ter muita psicologia pelo meio... toda e qualquer série tem comportamento humano pelo meio desde as séries infantis Noddy ou Ruca até um filme erótico.

Agora sabem o que acho menos compreensivel nos v/ comentários: a série na SIC foi transmitida por volta de 1993.
Ora...
Nova Escreveu:Lembro-me de ver esta série quando tinha 13 anos, passou na sic de manhã,

Se tinha 13 anos, portanto terá agora cerca de 30. Ok nada que o contradiga.
BernPinto Escreveu:Algures entre os 8 e os 11 anos. Lembro-me de me levantar ás 7 da manha para ir ver, na sic .

Se tinha cerca de 8-11 anos 8) (8+11)/2=9,5 anos :roll: , portanto terá agora cerca de 28... wait!... onde é que isto não encaixa:
BernPinto Escreveu:Há umas semanas atrás (agora com 21 anos) resolvi ver a série toda desde o inicio mais os filmes que foram feitos posteriormente.

AH!!! já entendi porque quer um psicologo ateu!!! :mrgreen: :lol:
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » quinta ago 04, 2011 9:51 pm

PSC Escreveu:Nao vou fazer considerações sobre a série.
Até porque isso de ter muita psicologia pelo meio... toda e qualquer série tem comportamento humano pelo meio desde as séries infantis Noddy ou Ruca até um filme erótico.

Agora sabem o que acho menos compreensivel nos v/ comentários: a série na SIC foi transmitida por volta de 1993.
Ora...
Nova Escreveu:Lembro-me de ver esta série quando tinha 13 anos, passou na sic de manhã,

Se tinha 13 anos, portanto terá agora cerca de 30. Ok nada que o contradiga.
BernPinto Escreveu:Algures entre os 8 e os 11 anos. Lembro-me de me levantar ás 7 da manha para ir ver, na sic .

Se tinha cerca de 8-11 anos 8) (8+11)/2=9,5 anos :roll: , portanto terá agora cerca de 28... wait!... onde é que isto não encaixa:
BernPinto Escreveu:Há umas semanas atrás (agora com 21 anos) resolvi ver a série toda desde o inicio mais os filmes que foram feitos posteriormente.

AH!!! já entendi porque quer um psicologo ateu!!! :mrgreen: :lol:


Perdeu um bom momento para ficar calado. Esta série é de 95 como pode verificar aqui: http://www.imdb.com/title/tt0112159/ e aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Neon_Genes ... 28anime%29. Portanto a não ser que alguém na sic tivesse viajado para o futuro...
O simples facto de vir ligar este tópico a outro tópico de outra secção só demonstra uma estupidez desmedida. Qual é o seu objectivo? Iniciar uma discussão num forúm? Não estava á espera deste tipo de comportamento de um membro de um forum de psicologia. Só para terminar, ainda bem que não fez considerações sobre a série porque claramente não sabe do que está falar. Nessa série falava-se de teorias especificas, nomeadamente da autoria de freud. Tal como disse anteriormente, a série foi inspirada pela depressão e consequente tratamento do realizador/produtor. Para a próxima informe-se antes de falar. Pode ser que consiga evitar envergonhar-se.
PSC
Membro Habitual**
Membro Habitual**
Mensagens: 216
Registado: domingo set 06, 2009 9:22 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor PSC » quinta ago 04, 2011 10:42 pm

Se tecesse comentarios sobre a serie animada seriam péssimos. :lol:
Mas claramente é de atender ao tema que versa, pois gostando dela e da sua abordagem, dá para ligar à sua opção no outro tópico. Aliás foi por aí que comecei a rir... depois surgiu-me a da data porque a hora, pelo menos algures ao longo da transmissão, na SIC não poderia ser 7a.m. Não me levantava a tal hora e sei que, casualmente, cheguei a tomar o pequeno almoço no final da manhã com a dita.
As datas devo ter confundido. Não é pelo que mostras-te, mas sim realmente deve ter sido final dos 90, como pus 93 aposto em 98.
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » quinta ago 04, 2011 11:04 pm

PSC Escreveu:Se tecesse comentarios sobre a serie animada seriam péssimos. :lol:
Mas claramente é de atender ao tema que versa, pois gostando dela e da sua abordagem, dá para ligar à sua opção no outro tópico. Aliás foi por aí que comecei a rir... depois surgiu-me a da data porque a hora, pelo menos algures ao longo da transmissão, na SIC não poderia ser 7a.m. Não me levantava a tal hora e sei que, casualmente, cheguei a tomar o pequeno almoço no final da manhã com a dita.
As datas devo ter confundido. Não é pelo que mostras-te, mas sim realmente deve ter sido final dos 90, como pus 93 aposto em 98.



A série foi transmitida pela primeira vez em tv em 95 (no japão). Provavelmente só chegou a portugal um bom par de anos depois porque nos anos 90 para um produto japonês ser importado para a europa tinha de facto de ter muitissimo sucesso e para que tal aconteçe-se, teve que se passar bastante tempo. Imaginando que foi em 2000/2001 , eu teria 10/11 nessa altura. Não, não dá para ligar ao outro tópico pois, a série tinha uma tématica religiosa bastante marcada com inumeras referências á religião judaico-cristã, e no entanto eu adorei a série. Escapa-me completamente a razão porque continua a teçer comentários sobre a série quando de facto não conheçe o seu conteúdo. Aliás, não percebo porque continua a responder afinal, tentou atacar-me pessoalmente e acabou por se envergonhar de forma espetacular.
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sexta ago 05, 2011 9:21 am

BernPinto, fico surpreendida que alguém neste fórum conheça a série :) Não fico surpreendida que alguém seja preconceituoso em relação à mesma... ;) por isso nem vou discutir o assunto. Eu penso que a séria terá sido exibida em 96/97, mas sei que foi exibida de novo na sic radical há menos anos. Bom, as isso não interessa. Apenas pretendia divulgar aqui no fórum esta magnífica obra de arte extremamente bem concebida a todos os níveis com uma excelente temética e excelente banda sonora... muito pertinente e adequada. A verdade é que, quando se começa a ver a série aquilo parece algo "banal" quando comparada com outras animações japonesas mas, no 3º/4º episódio começamos a "ler" coisas por detrás do que conseguimos apenas ver... E mais para a frente as coisas tomam um rumo impressionante e, sim, é uma obre prima.

Pelo que sei o autor entrou em depressão e fez psicanálise. Penso que ele próprio numa entrevista que li algures admitiu que o Shinji era o seu alter-ego... Não obstante, se conhecermos o autor, rapidamente percebemos nele uma auto-estima arrasada e camuflada pela atitude oposta ao que pensaríamos encontrar... Não acredita que é bom, quer ser muito bom, e é melhor ainda ;)
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » sexta ago 05, 2011 10:21 am

Nova Escreveu:BernPinto, fico surpreendida que alguém neste fórum conheça a série :) Não fico surpreendida que alguém seja preconceituoso em relação à mesma... ;) por isso nem vou discutir o assunto. Eu penso que a séria terá sido exibida em 96/97, mas sei que foi exibida de novo na sic radical há menos anos. Bom, as isso não interessa. Apenas pretendia divulgar aqui no fórum esta magnífica obra de arte extremamente bem concebida a todos os níveis com uma excelente temética e excelente banda sonora... muito pertinente e adequada. A verdade é que, quando se começa a ver a série aquilo parece algo "banal" quando comparada com outras animações japonesas mas, no 3º/4º episódio começamos a "ler" coisas por detrás do que conseguimos apenas ver... E mais para a frente as coisas tomam um rumo impressionante e, sim, é uma obre prima.

Pelo que sei o autor entrou em depressão e fez psicanálise. Penso que ele próprio numa entrevista que li algures admitiu que o Shinji era o seu alter-ego... Não obstante, se conhecermos o autor, rapidamente percebemos nele uma auto-estima arrasada e camuflada pela atitude oposta ao que pensaríamos encontrar... Não acredita que é bom, quer ser muito bom, e é melhor ainda ;)


Pois, em portugal a série é relativamente desconheçida mas no japão foi um dos animes com mais sucesso até hoje. A propósito desse aspecto do alter ego, existe um momento penso que no ultimo episódio que é absolutamente fantástico. No meio daquela "trip" que não se sabe muito bem onde se passa mas pareçe passar-se na cabeça de shinji, há uma altura em que ele se apercebe que a percepção que ele tem de si mesmo não corresponde á realidade e ainda mais importante que os outros não o veem como ele acha que eles o vêem. Basicamente é ele a atingir um "insight" e consegue-se mesmo sentir o alívio e a transformação da sua forma de pensar. Achei esse momento fantástico, talvez por reconheçer no percurso da personagem alguns traços meus. Este momento foi claramente influenciado pelo tratamento do realizador. Mas secalhar já não se lembra é claro.

Outro aspecto que nunca esquecerei é a sexualidade na série. Como em quase todos os filmes/séries japonesas, esta também tinha uma sexualidade extremamente repremida (alias , isto e um produto cultural japonês), tão reprimida que acaba por se tornar mais excitante do que a sexualidade ocidental porque tudo se torna misterioso novamente, e há quase aquela sensação de proibição. Lembro-me que quando vi a série pela primeira vez fiquei fascinado pela relação entre as personagens shinji e rei ayanami.

Um aparte: os episódios da série encontram-se todos online. Caso queira rever posso dar-lhe o link.
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sexta ago 05, 2011 1:09 pm

Lembro-me muito bem :) está a falar disto:

http://www.youtube.com/watch?v=zS8pSxyrKBE (na minha opinião isto ficava melhor em japonês do que em inglês mas foi o que arranjei)

também considero um dos pontos altos da série. Isto foi no penúltimo ou ante-penúltimo episódio. Não sei dizer com certeza se foi no episódio denominado Fase Oral quando se dá a simbiose do Shinji com a "alma" da mãe e o corpo dele desaparece dentro do EVA.

Outro momento que achei deslumbrante foi o monólogo da Rei, não sei se no episódio 14. É brilhante... pode ver aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=B2ETtp_fpK4 :)

A Rei era a minha personagem favorita. Ela tinha um instinto para a morte que era uma coisa ... impressionante e a relação dela com o Ikari (pai do Shinji) não era menos fascinante, mas isso percebeu-se melhor para o fim da série.

Eu tenho os episódios todos e os filmes guardados no meu computador :) Falta-me ver o "Rebuild of Evangelion" . É verdade que no Japão a série é bastante popular, continua a sê-lo actualmente... Eu, quando lá estive, via posters de NGE por todo o lado em Tóquio...
Quanto ao aspecto da sexualidade reprimida, japonês que é japonês tem que ter sexualidade reprimida (isto não é um comentário racista, estou a brincar). É um aspecto cultural deste povo. Eu vejo os japoneses sempre como um povo que roça a neurose obsessiva... Têm que controlar tudo e conseguir prever tudo, não pode falhar nada etc... Mas concordo, dá muito mais gozo viver a sexualidade desta maneira do que tratá-la com a banalidade a que estamos habituados deste lado do mundo... Mas se vamos falar dos japoneses nunca mais saímos daqui porque eu não me calo :D lol

Não sei se se lembra mas no quadro da sincronização neuronal com os Evas aparecia sempre uma fronteira em que estava lá escrito "Borderline" que era a linha que tinham que transpor para estabelecerem conexão dita consciente com o robô. Logo num dos primeiros episódios, na primeira batalha, o Shinji quebra essa barreira e tem um momento psicótico comendo o anjo adversário... Foi uma coisa que me ficou gravada na memória pela bestialidade...
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » sexta ago 05, 2011 1:28 pm

Nova Escreveu:Lembro-me muito bem :) está a falar disto:

http://www.youtube.com/watch?v=zS8pSxyrKBE (na minha opinião isto ficava melhor em japonês do que em inglês mas foi o que arranjei)

também considero um dos pontos altos da série. Isto foi no penúltimo ou ante-penúltimo episódio. Não sei dizer com certeza se foi no episódio denominado Fase Oral quando se dá a simbiose do Shinji com a "alma" da mãe e o corpo dele desaparece dentro do EVA.

Outro momento que achei deslumbrante foi o monólogo da Rei, não sei se no episódio 14. É brilhante... pode ver aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=B2ETtp_fpK4 :)

A Rei era a minha personagem favorita. Ela tinha um instinto para a morte que era uma coisa ... impressionante e a relação dela com o Ikari (pai do Shinji) não era menos fascinante, mas isso percebeu-se melhor para o fim da série.

Eu tenho os episódios todos e os filmes guardados no meu computador :) Falta-me ver o "Rebuild of Evangelion" . É verdade que no Japão a série é bastante popular, continua a sê-lo actualmente... Eu, quando lá estive, via posters de NGE por todo o lado em Tóquio...
Quanto ao aspecto da sexualidade reprimida, japonês que é japonês tem que ter sexualidade reprimida (isto não é um comentário racista, estou a brincar). É um aspecto cultural deste povo. Eu vejo os japoneses sempre como um povo que roça a neurose obsessiva... Têm que controlar tudo e conseguir prever tudo, não pode falhar nada etc... Mas concordo, dá muito mais gozo viver a sexualidade desta maneira do que tratá-la com a banalidade a que estamos habituados deste lado do mundo... Mas se vamos falar dos japoneses nunca mais saímos daqui porque eu não me calo :D lol

Não sei se se lembra mas no quadro da sincronização neuronal com os Evas aparecia sempre uma fronteira em que estava lá escrito "Borderline" que era a linha que tinham que transpor para estabelecerem conexão dita consciente com o robô. Logo num dos primeiros episódios, na primeira batalha, o Shinji quebra essa barreira e tem um momento psicótico comendo o anjo adversário... Foi uma coisa que me ficou gravada na memória pela bestialidade...


Concordo em relação á personagem Rei. Era sem dúvida a mais interessante, provavelmente devido a todo o mistério. Se bem que a revelação de que ela era metade clone da mãe de shinji e a outra metade era a alma de Adam (o primeiro anjo) ou algo assim deixou-me um pouco confuso. Acho que a inclinação dela para a morte ou a apatia era porque ela apesar de não saber muito bem o que era, acaba por se aperceber da sua instrumentalidade. Já agora, não sei se sabe disto mas ao longo da série houve pelo menos 3 Rei's. Não lhe sei dizer os episódios exatamente mas há alturas em que ela morre "em batalha" e depois reapareçe mas na verdade é apenas um novo clone. Nem a Rei do primeiro episódio é a Rei original por assim dizer.

Em relação á sexualidade japonesa, de facto, não há volta a dar, é de facto extremamente reprimida. O facto de ser tão reprimida também não é saudavél. Acho que a humanidade ainda está muito confusa em relação ao significado e papel da sexualidade. Agora por ser tão reprimida torna-se mais excitante porque pareçe que se está a descobrir tudo de novo...ou secalhar este é o sentimento que tenho por me lembrar de ver a série quando era tão novo. Eu ultimamente tenho visto muito cinema asiático (nomeadamente sul-coreano mas também alguns filmes japoneses) e este aspecto da sexualidade é sempre visivel.

Acho incrivel que já tenha estado no japão. É um cultura que me fascina e espero lá ir um dia apesar de já ter ouvido histórias de pessoas que vão para lá a achar que é o máximo e acabam por se desiludir devido ao enorme choque cultural. Supostamente os japonenes tem uma mentalidade " nós vs outros" muito acentuada e um estrangeiro no japão será sempre um estrangeiro. Pelo menos foi o que li.
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sexta ago 05, 2011 2:37 pm

BernPinto Escreveu:
Concordo em relação á personagem Rei. Era sem dúvida a mais interessante, provavelmente devido a todo o mistério. Se bem que a revelação de que ela era metade clone da mãe de shinji e a outra metade era a alma de Adam (o primeiro anjo) ou algo assim deixou-me um pouco confuso. Acho que a inclinação dela para a morte ou a apatia era porque ela apesar de não saber muito bem o que era, acaba por se aperceber da sua instrumentalidade. Já agora, não sei se sabe disto mas ao longo da série houve pelo menos 3 Rei's. Não lhe sei dizer os episódios exatamente mas há alturas em que ela morre "em batalha" e depois reapareçe mas na verdade é apenas um novo clone. Nem a Rei do primeiro episódio é a Rei original por assim dizer.

Em relação á sexualidade japonesa, de facto, não há volta a dar, é de facto extremamente reprimida. O facto de ser tão reprimida também não é saudavél. Acho que a humanidade ainda está muito confusa em relação ao significado e papel da sexualidade. Agora por ser tão reprimida torna-se mais excitante porque pareçe que se está a descobrir tudo de novo...ou secalhar este é o sentimento que tenho por me lembrar de ver a série quando era tão novo. Eu ultimamente tenho visto muito cinema asiático (nomeadamente sul-coreano mas também alguns filmes japoneses) e este aspecto da sexualidade é sempre visivel.

Acho incrivel que já tenha estado no japão. É um cultura que me fascina e espero lá ir um dia apesar de já ter ouvido histórias de pessoas que vão para lá a achar que é o máximo e acabam por se desiludir devido ao enorme choque cultural. Supostamente os japonenes tem uma mentalidade " nós vs outros" muito acentuada e um estrangeiro no japão será sempre um estrangeiro. Pelo menos foi o que li.


Sim, durante a série houve 3 Rei's. Ela morreu duas vezes. E não, a Rei do 1º episódio já era um clone e, provavelmente, teriam existido outros antes... Ela própria apareceu assim, do nada. Sim, também fiquei com a ideia de que ela se apercebeu da sua instrumentalidade mas fazia tudo o que o capitão ordenava... E aqui eu até "imagino" mais qualquer coisa relacionada com o papel da mulher na sociedade japonesa.

No que toca ao aspecto da sexualidade reprimida não ser saudável, eu aí já não digo sim nem não. Eles são assim (ponto). Entre eles é normal e, como eles próprios dizem, "Prego que muito se destaque, depressa será amassado". Há um esforço incrível da parte deles para não falharem, para não desonrarem, para serem merecedores de, etc. que às vezes, se esquecem deles próprios. Não acho que seja algo negativo, acho que foi o que permitiu que eles se tornassem um povo tão rico e não estou a falar de dinheiro. MAs é claro que a sociedade japonesa tem os seus podres e quando lhes dá para a perversão... Bem não gosto de falar disso porque vi coisas gore que me chocaram mesmo enquanto lá estive, mas também só entrei porque quis... E isso foi um aspecto que me surpreendeu: Na rua não existe apelo à sexualidade nem exposição da imagem da mulher como existe cá. Por exemplo, não há anúncios de mulheres em bikini a promover uma nova lingerie... Nem nada perto disto. Mas se quisermos ter acesso a "material pesado" sabemos onde encontrar e não, não está nas bancas das livrarias misturado com as outras, está num local à parte. Mas garanto-lhe que é preciso ter estômago e há coisas que a imaginação comum não consegue mesmo conceber.

Não tenha medo de visitar o Japão. Eu espero lá voltar um dia que tenha condições para isso. Só não vou para lá viver porque quero mesmo trabalhar em psicologia e o japonês não se domina como inglês ou francês... exige muitos anos para ser falado fluentemente. Dos japoneses que conheço melhor posso dizer-lhe que é como em todo o lado - o racismo e discriminação existe lá como aqui e ali ao lado... Uma coisa lhe garanto, o mês que lá passei, senti-me muito mais em casa do que quando regressei a Portugal, é mais fácil sentir a discriminação aqui do que lá (estou a falar de mim). Visitar o país do sol nascente é uma experiência insubstituível...

Eu também vejo muitos cinema asiático :) A ideia que me dá é que os coreanos são uma espécie de cópia dos japoneses só que mais "espevitados" (não sei se consequência da ocupação japonesa) lol Mas penso que eles dão muito enfoque às emoções e são super expressivos, daí eu gostar particularmente de cinema asiático. Vi alguns filmes de terror, alguns não consegui ver até ao fim... e não era por terem sangue.

Das coisas que trago na memória (e na câmara de filmar) foi o facto de os templos a qualquer hora do dia terem sempre bastantes pessoas de todas as idades, quer seja com cabelo preto ou azul, bem vestidos ou esburacados... Achei interessantíssimo a importância que eles dão à religião e superstição etc. tão marcante neles... Eu não sou religiosa, mas aquilo era bonito de se ver. Ah e a comida que se come com os olhos... e as cerejeiras em flôr... País rico o Japão :) Até a forma como eles gostam de se humilhar (lá está), pois em ocasiões sociais gostam mesmo de se enfrascarem até não poderem mais e irem para os karaokes ridicularizarem-se a eles próprios ou mesmo em pleno metro... Mas isto para eles é bem normal e aceitável.

Enfim muito mais haveria a dizer :) mas só vendo mesmo.
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » sexta ago 05, 2011 3:31 pm

A ideia que eu tenho é que não é só uma cultura diferente, é quase outro mundo.
Relativamente ao cinema sul coreano, de facto , não podia ter feito uma descrição mais adequada. Quase todos os filmes que eu vi sul coreanos eram histórias de vingança, quase sempre jornadas epícas em que o protagonista tem de passar por coisas impensavéis até conseguir o seu objectivo no final. São os filmes mais emocionalmente desgastantes que eu conheço. E estou a falar de cinema sul coreano em geral, não em géneros especificos. Não sou grande fan de terror, mas já vi filmes de acção, thrillers e dramas em todos se verifica este tipo de narrativa. S

Pensando bem, em quase todos existe imensa violência, imenso sangue..tal como disse "gore", por tanto, se calhar apesar de os filmes que tenho visto não serem exatamente de horror, acaba por haver uma infusão desse gênero.

Já agora, se lhe puder fazer uma sugestão, veja o filme japonês Confessions (Kokuhaku ). http://www.imdb.com/title/tt1590089/
É um dos melhores filmes que já vi, e a tem uma cinematografia e uma banda sonora absolutamente surreais. Cada "shot" do filme é uma pequena obra de arte.
Mas fica o aviso, é muito, muito desgastante.
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sexta ago 05, 2011 4:07 pm

Nem mais! tenho ali esse filme para ver :) hehe entre tantos outros 8) Mas já que falou nele vou vê-lo! mas primeiro ainda vou ver o filme do Evangelion que falei acima, porque já ando a tentar ter tempo para isso há meses! Mas este fim-de-semana estou mais folgada ( e em breve folgadíssima) e assim vejo os dois. Li a sinopse desse filme que indicou e fui logo "buscá-lo" infelizmente esta é das poucas formas de ter acesso a este tipo de cinema em Portugal e legendado em inglês ou português do brasil... Sobretudo para quem vive no interior como eu :D Então já tenho serão para amanhã à noite...
Também gosto muito dos filmes do Kurosawa, mas esses são outro tipo, não sei se lhe interessa... Bem mas tenho ali imensa coisa e também séries... Mas mesmo assim, às vezes dá-me vontade é de rever coisas boas. Ultimamente ando com vontade de voltar a ver Death Note que é um estilo diferente mas não deixa de ser interessantíssimo aliada a um traço visualmente apetecível e uma OST fantástica claro está... Conseguem fazer brilhar aquilo que não consegui classificar como psicopata... Mas é uma personagem muito boa.

Mas voltando ao Kokuhaku, esse é um daqueles temas que na sociedade japonesa daria pano para mangas mas eles não gostam de abordar o assunto... o bullyng, ou Ijime, nas escolas japonesas (apesar de acontecer em todo o mundo) chega a ser de uma violência psicológica extrema... E depois temos a questão do suicídio, os suicídios colectivos de adolescentes, os hikikomori (que se isolam em casa durante toda a infância/adolescência) etc... enfim, tudo isto poderia ser encarado como perturbação mental, ou não... havia uma série sobre isto chamada cat street, e também uma série que abordava a temática do Ijime. Nada espectaculares mas até interessantes...
Vou ver esse filme ;)
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » sexta ago 05, 2011 4:25 pm

Nova Escreveu:Nem mais! tenho ali esse filme para ver :) hehe entre tantos outros 8) Mas já que falou nele vou vê-lo! mas primeiro ainda vou ver o filme do Evangelion que falei acima, porque já ando a tentar ter tempo para isso há meses! Mas este fim-de-semana estou mais folgada ( e em breve folgadíssima) e assim vejo os dois. Li a sinopse desse filme que indicou e fui logo "buscá-lo" infelizmente esta é das poucas formas de ter acesso a este tipo de cinema em Portugal e legendado em inglês ou português do brasil... Sobretudo para quem vive no interior como eu :D Então já tenho serão para amanhã à noite...
Também gosto muito dos filmes do Kurosawa, mas esses são outro tipo, não sei se lhe interessa... Bem mas tenho ali imensa coisa e também séries... Mas mesmo assim, às vezes dá-me vontade é de rever coisas boas. Ultimamente ando com vontade de voltar a ver Death Note que é um estilo diferente mas não deixa de ser interessantíssimo aliada a um traço visualmente apetecível e uma OST fantástica claro está... Conseguem fazer brilhar aquilo que não consegui classificar como psicopata... Mas é uma personagem muito boa.

Mas voltando ao Kokuhaku, esse é um daqueles temas que na sociedade japonesa daria pano para mangas mas eles não gostam de abordar o assunto... o bullyng, ou Ijime, nas escolas japonesas (apesar de acontecer em todo o mundo) chega a ser de uma violência psicológica extrema... E depois temos a questão do suicídio, os suicídios colectivos de adolescentes, os hikikomori (que se isolam em casa durante toda a infância/adolescência) etc... enfim, tudo isto poderia ser encarado como perturbação mental, ou não... havia uma série sobre isto chamada cat street, e também uma série que abordava a temática do Ijime. Nada espectaculares mas até interessantes...
Vou ver esse filme ;)



Sim, de facto nem vale apena questionar-se sobre como obter determinados filmes porque simplesmente não há outra hipotese. Mesmo os filmes que podem ser adquiridos em portugal....Eu sou estudante e adoro cinema e séries. É escusado dizer que o dinheiro é escasso. Será que me devo privar de experiencar determinadas coisas? Não sei. A verdade é que tanto a indústria cinematográfica como musical continuam a ganhar milhões e milhões e apesar de toda a polémica em torno da piratia. Bem mas isso é um outro assunto do qual eu percebo pouco. Já ouvi muita coisa sobre os filmes do Kurosawa e sei que ele é considerados um dos melhores realizadores de todos os tempos mas ainda não me decidi a ver os seus filmes.

Em relação aos filmes do evangelion, pelo que sei existem 6. Aconselho que veja os 2 primeiros que são a continuação (ou um final alternativo, não há consenso) dos 2 ultimos episodios finais da série propriamente dita. Os outros 4 filmes são uma espécie de "reboot" da série. Ou seja uma reinvenção ou renovação se assim quiser. Destes 4 eu vi 2 e se fosse a si, esqueçia por completo. Sim, visualmente está muito melhor, até porque a tecnologia evoluiu mas a história está muito confusa, quiseram fazer vinte e tal episódios em 2 filmes e acabou por ficar algo quase irreconheçivel. Destes 4 filmes, falta sair o ultimo que penso que está ainda a ser produzido e esse sim terá algo de completamente novo...não sei se uma nova história ou uma continuação, algo desse gênero.

Essa coisa do suicidio em massa é absolutamente bizarro. Eu nem sabia que isso era um fenónemo mas já vi um filme sobre isso, Jisatsu sâkuru( suicidal club). Por acaso achei o filme horrivel embora seja considerado um "cult classic". Era completamente destruturado e sem sentido.

Curioso ter falado em death note. Quando acabei de rever o evangelion, fiquei com "fome" de mais. Queria ver se encontrava outro anime que tivesse as caratrísticas comuns mas que depois tivesse também alguma profundidade e que lidasse com temas sérios como o Evangelion. Andei a pesquisar e a ver listas do género " melhor anime dos anos 90" ou "da decada de 2000" mas olhando para as sinopses não vi assim grande coisa que me agradasse. Os unicos links que guardei foram exatamente do death note, e uma série chamada "monster". Portanto uma dia destes, gostava de as ver, mas com tantas séries e tantos filmes para ver, há sempre coisas que ficam de lado.

Mas veja esse filme que lhe recomendei então e depois diga-me o que achou.
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » sábado ago 06, 2011 7:42 am

O Jisatsu Sakuru vi há duas semanas e não me agradou... então aquela parte do sr com delírios de grandeza a cantar... bem, não gostei. Infelizmente, os suicídios em massa existem e há vários sites na net onde as pessoas podem discutir o assunto.. se pesquisar estudos na área da psicologia sobre este fenómeno também os vai encontrar... O suicídio é um problema grave no Japão :/ quando estive em tóquio uma das pessoas que conhecia disse-me que a área onde ocorriam mais suicídios era na linha do metro de Chuo (que agora tem portas de segurança nas linhas) e numa floresta que fica no sopé do monte fuji..
Bem, quanto aos filmes evangelion, eu vi um desses de que falou (pode tratar-me por tu ;) e, realmente, não sou adepta de reboots. Para mim a história é história e pronto... E não tive paciência para estar a ver aquela "condensação" de imagens. OS outros tais finais alternativos ainda não vi, mas vou ver...

Quanto ao Death Note, é muito diferente de Evangelion. Não são duas coisas que se possam comparar (acho eu) mas é sublime e das melhores séries que já vi. Monster já ouvi falar e acho que tenho aqui, mas ainda não vi (recomendaram-me quando procuerei por mais do estilo DN. Mas nestas coisas acho que nunca é possível encontrar algo que nos satisfaça tanto porque, sinceramente, Evangelion é Evangelion. É uma obra única e irrepetível. O DN a mesma coisa... O aspecto que me prendeu à série logo no 2º episódio foi o facto da hipótese de algo assim acontecer no mundo real que temos hoje... a polícia nunca iria descobrir quem é o culpado porque simplesmente não coloca a hipótese de que algo sobrenatural possa estar a acontecer... Vai sempre procurar pistas palpáveis e concretas, etc... Depois toda aquela loucura que a personagem desenvolve, o achar-se superior com o direito de julgar as acções dos outros... é sublime, a não perder ;) pois tem personagens bem concebidas.

Eu depois de ver o filme venho cá dar a opinião :)
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » domingo ago 07, 2011 2:18 pm

Nova Escreveu:
No que toca ao aspecto da sexualidade reprimida não ser saudável, eu aí já não digo sim nem não. Eles são assim (ponto). Entre eles é normal e, como eles próprios dizem, "Prego que muito se destaque, depressa será amassado". Há um esforço incrível da parte deles para não falharem, para não desonrarem, para serem merecedores de, etc. que às vezes, se esquecem deles próprios. Não acho que seja algo negativo, acho que foi o que permitiu que eles se tornassem um povo tão rico e não estou a falar de dinheiro. MAs é claro que a sociedade japonesa tem os seus podres e quando lhes dá para a perversão... Bem não gosto de falar disso porque vi coisas gore que me chocaram mesmo enquanto lá estive, mas também só entrei porque quis... E isso foi um aspecto que me surpreendeu: Na rua não existe apelo à sexualidade nem exposição da imagem da mulher como existe cá. Por exemplo, não há anúncios de mulheres em bikini a promover uma nova lingerie... Nem nada perto disto. Mas se quisermos ter acesso a "material pesado" sabemos onde encontrar e não, não está nas bancas das livrarias misturado com as outras, está num local à parte. Mas garanto-lhe que é preciso ter estômago e há coisas que a imaginação comum não consegue mesmo conceber.
.


Duas coisas relativamente a este parágrafo:

Sei do que está falar em relação á perversão embora não lhe chamasse perversão apesar de ser horrivel e eu não gostar, mas sei que de facto a pornografia japonesa é a mais estranha que existe. Utilizam polvos e piranhas e outras coisas semelhantes. Não deixa de ser interessante como é que um povo com uma sexualidade tão reprimida , quando se "liberta" passe imediatamente para os extremos. Mas surpreende-me que tenha querido "entrar" seja onde for que entrou :wink: . Suponho que muito horrivel que seja, continua a ser fascinante de certo modo.

Relativamente á questão da honra, de facto isso pareçe muito importante. Já reparou nos filmes asiáticos quando alguém tem um problema com outra pessoa e começa a bater nessa pessoa, que na maior parte das vezes a outra pessoa não se responde nem se defende? Não sei se já reparou nisso mas já vi isso em vários filmes. Claro que também há filmes onde toda a gente anda á pancada mas quando são filmes sobre pessoas comuns, da-se sempre essa questão. Li algures uma vez que isso tinha a ver com questões de honra mas não sei muito bem qual é a explicação. Mas essa inércia por parte da pessoa que está a ser agredida é algo que de facto só poderia aconteçer em culturas asiáticas.
AbLaZe
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1498
Registado: sexta jun 01, 2007 12:27 pm
Localização: Neverland

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor AbLaZe » domingo ago 07, 2011 11:21 pm

Deixaram-me com muita vontade de ver esta série. :) Gosto muito de anime, mas tenho imensa pena por não conhecer mais grandes séries deste estilo. Alguém me pode indicar uma boa lista de séries de animação japonesa para ver? Geralmente guio-me pelas BD's para depois ver as séries ou filmes. A última que vi foi do manga Fullmetal Alchemist Brotherhood. Adorei a magia (Alquimia) desta série. :)
Vi Veri Veniversum Vivus Vici
AbLaZe
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 1498
Registado: sexta jun 01, 2007 12:27 pm
Localização: Neverland

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor AbLaZe » domingo ago 07, 2011 11:32 pm

BernPinto Escreveu:Relativamente á questão da honra, de facto isso pareçe muito importante. Já reparou nos filmes asiáticos quando alguém tem um problema com outra pessoa e começa a bater nessa pessoa, que na maior parte das vezes a outra pessoa não se responde nem se defende? Não sei se já reparou nisso mas já vi isso em vários filmes. Claro que também há filmes onde toda a gente anda á pancada mas quando são filmes sobre pessoas comuns, da-se sempre essa questão. Li algures uma vez que isso tinha a ver com questões de honra mas não sei muito bem qual é a explicação. Mas essa inércia por parte da pessoa que está a ser agredida é algo que de facto só poderia aconteçer em culturas asiáticas.


Se ainda não viu, BernPinto, um óptimo retrato desta postura em relação à honra, entre os japoneses, encontra-se em Letters from Iwo Jima, de Clint Eastwood (2006). Recomendo-lhe este belíssimo filme!
Vi Veri Veniversum Vivus Vici
Nova
Psicólogo Registado (PT)
Psicólogo Registado (PT)
Mensagens: 57
Registado: sexta set 24, 2010 3:10 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor Nova » segunda ago 08, 2011 12:15 pm

BernPinto - Já reparei sim senhor ! :) de facto isso está ligado com as questões da honra. É a mesma coisa com o suicídio. A ideia que tenho é que desde cedo as crianças são submetidas a uma educação muito rigorosa onde se veiculam valores fundamentais. Como resultado disso, o respeito é algo que realmente se aprende e a honra da família algo a preservar... Assim, quando alguém comete um erro do qual toa consciência "deixa-se" agredir (física ou verbalmente) se praticamente ripostar como forma de castigo... Afinal ele/ela procedeu mal e deve pagar por isso... No caso do suicídio as coisas tornam-se mais extremas pois o insucesso escolar ou profissional (situações mais comuns) são encarados como uma desonra para a família e, portanto, o indivíduo não é merecedor de viver e vai ter que limpar a honra da famíla etc... Pode parecer estranho para nós, mas do contacto que tenho com a cultura deles e com eles é sempre a ideia que me vai ficando...
Sim, fiquei curiosa do que haveria numa "livraria" aparentemente normal, naquela salinha escura lá ao canto... Então entrei e vi e saí enjoada... Outra situação foi entrar numa loja de roupas e adereços destinados ao fim, por puro engano... e pronto vi algumas coisas que dispensava ter visto :)
Este fim de semana apenas consegui ver The End of Evangelion e devo dizer que gostei, apesar de ter sido muito pesado emocionalmente e triste também... Mas gostei. Aí é que a Rei se revelou mesmo... Esta semana é que quero ver o Confessions porque estou muito curiosa quanto ao mesmo ;)

AbLaZe - Claro que lhe posso facultar a dita lista. Mas esta baseia-se apenas em gostos pessoais por isso... :) Vou enviar-lhe mp porque acho que não posso colocar aqui uma certa informação. Eu também tenho ali FMA para ver (as duas séries) também elas aguardam a sua vez hehe :)
Eu penso que além de Neon Genesis Evangelion, seria interessante dar uma olhadela em:

- Death Note;
- Darker Than Black (isto é mais acção, mas até se revelou interessante na forma como as personagens estão trabalhadas);
- Monster ainda não vi, mas tenho ali para ver e parece muito interessante é thriller psicológico, pelo que li;
- Elfen Lied;
- D. Gray man já ouvi falar bem e tenho ali para ver...
- Experiments Lain...

Para começar acho que está bom :)
BernPinto
Membro Iniciante
Membro Iniciante
Mensagens: 31
Registado: quarta ago 03, 2011 10:44 pm

Re: Neon Genesis Evangelion

Mensagempor BernPinto » segunda ago 08, 2011 12:54 pm

Nova Escreveu:BernPinto - Já reparei sim senhor ! :) de facto isso está ligado com as questões da honra. É a mesma coisa com o suicídio. A ideia que tenho é que desde cedo as crianças são submetidas a uma educação muito rigorosa onde se veiculam valores fundamentais. Como resultado disso, o respeito é algo que realmente se aprende e a honra da família algo a preservar... Assim, quando alguém comete um erro do qual toa consciência "deixa-se" agredir (física ou verbalmente) se praticamente ripostar como forma de castigo... Afinal ele/ela procedeu mal e deve pagar por isso... No caso do suicídio as coisas tornam-se mais extremas pois o insucesso escolar ou profissional (situações mais comuns) são encarados como uma desonra para a família e, portanto, o indivíduo não é merecedor de viver e vai ter que limpar a honra da famíla etc... Pode parecer estranho para nós, mas do contacto que tenho com a cultura deles e com eles é sempre a ideia que me vai ficando...
Sim, fiquei curiosa do que haveria numa "livraria" aparentemente normal, naquela salinha escura lá ao canto... Então entrei e vi e saí enjoada... Outra situação foi entrar numa loja de roupas e adereços destinados ao fim, por puro engano... e pronto vi algumas coisas que dispensava ter visto :)
Este fim de semana apenas consegui ver The End of Evangelion e devo dizer que gostei, apesar de ter sido muito pesado emocionalmente e triste também... Mas gostei. Aí é que a Rei se revelou mesmo... Esta semana é que quero ver o Confessions porque estou muito curiosa quanto ao mesmo ;)


Eu vi o end of evangelion há umas semanas atrás e agora que me estou lembrar...de facto os ultimos 30 minutos ou assim são uma loucura. Nem dá para se perceber bem o que se está a passar, pelo menos não na primeira vizualização. Toda aquela cena do adam (acho que era o adam) assumir a forma da rey e a pairar sobre a terra.. Não é no end of evangelion também que a misato dá um beijo ao shinji? Acho que isso gerou muita polémica por razões obvias mas no contexto da série faz todo o sentido porque sempre houve ali tensão sexual apesar da diferença de idades.

Aguardo a sua opinião do Confessions. É a primeira pessoa a quem eu posso recomendar esse filme de consciência mais ou menos tranquila. :wink:

Voltar para “Arte, Cultura e Psicologia”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante