Crónicas

  • Photo

    É preciso mudar para depois se ganhar

    No meu exercício profissional, em contexto clínico, escuto e vejo a desesperança a entrar na vida das pessoas, sem bater à porta, e a instalar-se numa mente cansada. Há pessoas que verbalizam essa falta de esperança letra a letra, palavra a palavra, frase a frase, de forma bem clara, e há outras que o dizem através da «voz do silêncio». A partir de uma determinada altura, para estas pessoas, deixa ... ler crónica

  • Photo

    Liberdade psicológica individual (?) - A estúpida raiz do preconceito e do estereótipo!

    O tema da liberdade individual é sempre para mim algo bastante importante. Serão as nossas ações diárias completamente livres, completamente dependentes da nossa vontade? Gostaria hoje de falar acerca das tomadas de decisão que, por vezes, consideramos ocorrerem com todo o nosso livre arbítrio. Mas para que o tema da liberdade não seja abordado apenas de forma filosófica, gostava de descrever uma ... ler crónica

  • Photo

    A psicologia liberta-nos, para sermos felizes, e não nos prende “ao olhar do chefe”!

    Tem-me ocorrido ao longo dos vários anos de intervenção psicoterapêutica junto a várias populações de utentes um tema bastante divulgado e propagandeado: a ideia que se qualquer um de nós fizer um esforço, tomar as atitudes correctas, orientar a sua vida de forma estável e consciente, então a felicidade individual estaria quase que assegurada, e os momentos de maior fragilidade ou de tristeza seri ... ler crónica

  • Photo

    Uma ode aos pais que nunca desistem dos seus filhos, mesmo que, apesar de todas as ofensas, continuem a teimar em dizer: amo-te filho!

    Há milhares de variáveis a contribuírem para o facto de as práticas educativas dos pais parecerem cada vez mais estar associadas a algum processo de sofrimento atroz pois, tal como ao longo de toda a história da humanidade, os filhos estão de facto a levar os pais a níveis exacerbados de exigências para que se possa educar bem, de forma construtiva, e por forma a que todos estejam calmos e minimam ... ler crónica

  • Photo

    O papel do professor no desenvolvimento de alunos psicologicamente livres!

    Queria deixar aqui uma ode à democracia – um tributo à professora que mudou a minha vida… e continua a mudar, ainda, em Portugal. Gostaria de iniciar este memorando recordando algo que me marcou profundamente enquanto criança e aluno de uma escola pública no Rio de Janeiro (Brasil), na pobreza de um regime militarista ditatorial. Como rapazito que era, devia estar a cursar aquilo que aqui em Portu ... ler crónica

  • Photo

    A morte contada às crianças

    Hoje estava mesmo a precisar de ir à minha psicóloga. Ando muito triste, nervosa e precisava de desabafar. Comecei a contar-lhe que há seis meses a minha avó morreu e eu não percebi porquê. Fiquei muito triste e os meus pais também. Naquele dia deixaram-me em casa da vizinha enquanto diziam que se iam “despedir” da minha avó. Bem sei que só tenho cinco anos, mas fiquei muito magoada com eles. Prim ... ler crónica

  • Photo

    Perturbação do Espectro do Autismo (critérios do DSM-5): Segundo a perspetiva de um adolescente com autismo

    Aos quatro anos fui diagnosticado com perturbação do espectro do autismo. A partir desse dia a minha vida mudou e passei a viver em função de uma rotina repleta de terapias. Hoje tenho 16 anos e a única terapia que mantenho é a psicologia. Segundo a minha psicóloga, a minha perturbação é uma perturbação do neurodesenvolvimento caracterizada, segundo os critérios clínicos (DSM-5), por um modelo de ... ler crónica

  • Photo

    Medo e Ansiedade: Crianças e Adolescentes

    Fui para o meu quarto, deitei-me e passado cerca de dez minutos, comecei a tremer, com falta de ar e fui a correr para o quarto dos meus pais. Depois de tudo o que aconteceu e pensando que seria uma situação excecional, os meus pais deixaram-me dormir com eles. O que eles não estavam à espera foi o que sucedeu nos dias, semanas e meses seguintes. Nos primeiros dias, eu ainda chegava a ir para o me ... ler crónica

  • Photo

    Porque nem todas as “Madrastas” são como a da Cinderela

    Os meus pais separaram-se quando eu tinha quatro anos. Na altura, era muito pequena para entender o que se estava a passar, por isso, acho que até aceitei bem essa situação. A minha mãe tem uma profissão que a faz viajar muito e, naquela altura, eu fiquei a viver com o meu pai. Viver com o meu pai era como estar a viver num castelo encantado. Eu era a princesa dele, fazíamos tudo juntos: cozinháva ... ler crónica

  • Photo

    Da separação à alienação parental!

    Numa tarde de domingo, tinha eu dez anos, quando a minha mãe se sentou ao meu lado no sofá da sala e começou a chorar, para me tentar contar que o meu pai ia sair de casa e eles se iam separar. Perante aquela informação, passaram-me muitas perguntas pela cabeça, mas fiquei calado pois a minha mãe não parava de chorar e senti-me na obrigação de tomar conta dela, abraçá-la e dizer que ia ficar tudo ... ler crónica