PUB


Desenvolvimento Pessoal

  • Da tranquilidade e da calma à raiva

    Da tranquilidade e da calma à raiva

    Provavelmente já passámos por esta situação ou conhecemos algumas pessoas que já possam ter passado. Aquela pessoa calma, tranquila, sempre de bem com os outros, dedicada e prestável... De repente há um dia em que grita e diz palavras agressivas a alguém... O que poderá levar a uma pessoa que está bem a ter um acesso de fúria? Até podemos compreender quando é uma situação isolada, estava num mau d ... ler artigo

  • A importância de parar e dos tempos de nada

    A importância de parar e dos tempos de nada

    Vivemos numa era em que muitas pessoas se queixam constantemente de não terem tempo para nada, descurando a necessidade de parar, pelo menos algumas vezes por dia, em prol da própria sanidade mental. Passou a imperar uma pressão constante por desempenhos excelentes e maximização de resultados e onde o fazer nada passou a ser visto negativamente, induzindo sentimentos de culpa. Este artigo fala-no ... ler artigo

  • Dilemas? Uma oportunidade para avançar!

    Dilemas? Uma oportunidade para avançar!

    Muitas vezes, ao longo da nossa vida nos deparamos com dilemas. Uns mais complicados e que criam um maior mal-estar, outros menos intensos. Contudo, os dilemas criam por norma algum desconforto por termos que decidir pelo menos por duas opções contraditórias, mas que por diversos motivos, não nos é fácil avançar nessa escolha. ... ler artigo

  • A importância da humildade no crescimento pessoal

    A importância da humildade no crescimento pessoal

    A humildade tem sido, ao longo do tempo, um conceito pouco compreendido e muitas vezes associado a um significado de fraqueza, subserviência ou pobreza. Este artigo convida-o a compreender o processo psicológico associado à humildade e de que forma ela incrementa o nosso crescimento pessoal e a qualidade dos nossos relacionamentos. ... ler artigo

  • Quando o ruído não nos permite ouvir a nossa voz orientadora

    Quando o ruído não nos permite ouvir a nossa voz orientadora

    Quantas vezes nos apercebemos que em determinadas situações não conseguimos estar em contacto com a nossa voz orientadora... e que apesar de nos apercebemos disso seguimos, meios perdidos, no emaranhado do ruído? Quantas vezes nos apercebemos que tomámos determinadas decisões, sem termos realmente contactado com a nossa verdadeira voz orientadora / vontade real? Nunca? Algumas vezes? Muitas vezes? ... ler artigo

  • PUB
      


  • Como desligar do stress durante as férias

    Como desligar do stress durante as férias

    O Verão é para muitos sinónimo das tão desejadas férias, período de lazer e descanso, sonhado ao longo do ano. No entanto, muitos são aqueles que mesmo de férias, não conseguem tirar o devido proveito porque simplesmente não conseguem desligar da rotina e do stress. Este artigo dá-nos a conhecer algumas formas que facilitam o desligar do stress durante as férias para aproveitá-las de forma mais de ... ler artigo

  • Será que tem valorizado a sua autoestima?! Análise para nós Mulheres…

    Será que tem valorizado a sua autoestima?! Análise para nós Mulheres…

    Este artigo tem como objetivo, mencionar a necessidade de se valorizar a autoestima, como forma de fazer refletir sobre o conceito que forma de si mesmo e permitir descobrir a mulher maravilha que é. Será que tem dado importância devida a si mesmo? Será que tem respeitado limites? Tem tido momentos só para si? Levanto aqui algumas questões que deve refletir…e analisar com a máxima apreciação e res ... ler artigo

  • Auto-sabotagem... ou o medo do desconhecido?

    Auto-sabotagem... ou o medo do desconhecido?

    A auto-sabotagem pode ser entendida como um processo sustentado em crenças internas limitadoras, que levam a pessoa a adotar comportamentos repetitivos que lhe são prejudiciais. Este artigo dá a conhecer de que forma esta voz negativa interna que pode ter várias traduções, tais como “eu não consigo fazer nada bem” “eu não mereço ser feliz”, “acabo por perder todas as pessoas que amo”, pode condici ... ler artigo

  • A tristeza como um farol…

    A tristeza como um farol…

    Um dos meus “mentores” costuma dizer que quem não entristece… deprime. Susan Piver diz que o desespero é consequência de lutarmos contra a tristeza. O desconforto e mal estar associados a quando sentimos tristeza fazem-nos, por vezes, colocar no seu lugar emoções que imaginamos (e, mais do que isso, desejamos) magoarem menos, como raiva, desesperança, desamparo… ... ler artigo