Conversando sobre morte com crianças em fase terminal

2016
psicoines94@gmail.com
União Metropolitana de Educação e Cultura de Itabuna, BA (Brasil)

A- A A+
Conversando sobre morte com crianças em fase terminal

O presente artigo apresenta uma revisão teórica sobre a compreensão da morte para crianças em fase terminal, com o objetivo de discutir principais dilemas e dificuldades em falar da morte. O hodierno trabalho tem o escopo o estudo da contribuição da Psicologia, confrontação das perdas e da morte. Investigação bibliográfica, qualitativa e do tipo exploratório. Com isso, é imprescindível para a psicologia compreender os processos de luto na criança, uma vez que, são realidades humanas universais, intransponíveis e cuja existencialização é comumente dolorosa. No entanto, refletir sobre a finitude é essencial, pois a vida e a morte estão sempre juntas, uma não existe sem a outra. Reconhecer e aceitar nossa finitude nos fortalece, humaniza nosso ser e nos faz crescer. Portanto, é necessário que se pense na morte e que se fale sobre a morte. Pensando sobre isso é necessário preparar o ser humano para a morte desde sua infância, uma vez que a morte faz parte da vida.

 Ler texto integral em PDF