A gestão de stresse e estratégias de coping em comerciais dos setores bancário e alimentar

2014
paulo.paulojrg@hotmail.com
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos - Universidade do Algarve (Escola Superior de Hotelaria e Turismo / Faculdade de Ciências Humanas e Sociais)

Dissertação de Mestrado

A- A A+
A gestão de stresse e estratégias de coping em comerciais dos setores bancário e alimentar

Os comerciais são a face visível da organização. O contato direto com os clientes é maioritariamente compensador, na medida que se estabelecem relações de confiança entre as partes. No entanto, a complexidade das relações comerciais aliada às condições de trabalho atuais, onde são patentes aspetos como a polivalência, flexibilidade e precariedade laboral podem desencadear sentimentos de incerteza, que conduzem a estados de stresse e burnout. Apesar de todos os condicionalismos, a nossa sociedade usufrui de livre arbítrio, ou seja, muitas das escolhas que fazemos, certas ou erradas, são fruto de decisões individuais. Dessa forma, quando os comerciais se deparam com situações de stresse relacionado com o trabalho, optam ou não por desenvolver um conjunto de estratégias para lidar, resolver ou adiar o problema. O uso de estratégias ajustadas permite reduzir ou eliminar os efeitos do stresse, pelo contrário estratégias desadequadas agravam as suas consequências. Neste contexto, com o estudo dos temas stresse percebido, burnout e coping procurou-se compreender de que forma o uso de determinado tipo de estratégias de coping pode influenciar os resultados alcançados.

Este estudo tem como objetivos avaliar os níveis de stresse percebido e burnout, compreender a influência das variáveis profissionais e biográficas sobre a perceção de stresse e burnout, conhecer as estratégias de coping mais usadas pelos comerciais, analisar a existência de relações entre os constructos do stresse percebido, coping e burnout e identificar as estratégias mais adequadas no sentido de promover a redução do stresse percebido e do burnout. A amostra utilizada na investigação é constituída por 216 comerciais.

 Os resultados indicam valores moderados de stresse percebido e exaustão emocional com o trabalho. O burnout total e as restantes dimensões do burnout apresentam valores baixos (não realização pessoal, exaustão emocional com clientes e cinismo), mas mostra que os comerciais da banca apresentam valores mais elevados de stresse percebido e de exaustão emocional com o trabalho. Os dados indiciam que os trabalhadores beneficiariam se fosse disponibilizada formação específica em estratégias para lidar com o stresse e com o burnout

 Ler texto integral em PDF